sábado, 30 de janeiro de 2010

CBMERJ PREPARAR!

- AGUARDAMOS UMA RESPOSTA URGENTE E SATISFATÓRIA DO GOVERNO DO ESTADO QUANTO À BOLSA OLÍMPICA E AS MAZELAS QUE ELA PODE TRAZER ÀS NOSSAS FILEIRAS!
- AFRONTARAM OS HOMENS E MULHERES DE BEM, HONESTOS E DEDICADOS À CORPORAÇÃO DE MAIOR RESPEITO POPULAR DO BRASIL!

- MEXERAM EM MERDA SECA E CUTUCARAM ONÇA COM VARA CURTA!

- ATIVOS, INATIVOS E PENSIONISTAS NÃO SE CALARÃO!

- TENHAM A MÁXIMA CERTEZA QUE NÃO VAI IMPERAR A CALMARIA E QUE O RIO DE JANEIRO VAI ENTRAR PARA A HISTÓRIA SE REVISÕES URGENTES NÃO FOREM FEITAS!
- NÃO DUVIDEM DO NOSSO PODER DE MOBILIZAÇÃO!

- AGUARDAMOS RESPOSTAS DO GOVERNO DO ESTADO E DO COMANDO DA CORPORAÇÃO!

JUNTOS SOMOS FORTES,
LAURO BOTTO ۞۞

CUTUCARAM ONÇA COM VARA CURTA!

*Cliquem na imagem para ampliá-la!

JUNTOS SOMOS FORTES,

LAURO BOTTO ۞۞

BOLSA OLÍMPICA NO RJ TV

quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

PMMG: COMO DEVE SER BOM TER UM COMANDANTE-GERAL DE VERDADE!

Extraído do blog do Cel PM Paúl.

"Caro Integrante da Polícia Militar,
Nesta data, o Comando da PMMG participou de uma reunião com os demais integrantes do Sistema de Defesa Social (PMMG, CBMMG e PCMG) para tratar do programa criado pelo Governo Federal, intitulado Bolsa Copa, onde prevê o pagamento de uma bolsa aos Policiais que atuam nas Capitais que sediarão as competições da Copa do Mundo de 2014.
O Comando da PMMG é favorável ao aumento remuneratório que tenha como reflexo a melhoria na qualificação das pessoas, o que certamente refletirá na melhoria da Segurança Pública.
Contudo foi apresentado de forma CLARA E INEQUIVOCA que o Comando da PMMG é veementemente contra qualquer concessão de remuneração que venha a quebrar a paridade entre os militares da ativa e inativa, entre os militares que exercem as mesmas atribuições em diferentes municípios, bem como a inversão da hierarquia salarial entre os postos e graduações.
O Governo do Estado está estudando o assunto, ouvindo todas as Instituições envolvidas e analisando os reflexos na adoção do programa.
Assim, o Comando acompanhará a evolução deste assunto e tão logo ocorram as definições do programa manterá toda a Tropa informada.
Cordialmente,
Renato Vieira de Souza, Cel PM
Comandante-Geral"

JUNTOS SOMOS FORTES,
LAURO BOTTO ۞۞

BOLSA OLÍMPICA - PERGUNTAS E RESPOSTAS

"1 - Quais serão os profissionais beneficiados? Qual é o valor das bolsas?

Os 170 mil policiais que atualmente estão inscritos na Bolsa Formação manterão o benefício, uma vez que o critério estabelece que o valor referência do salário a sua continuidade diz respeito à remuneração do dia da inscrição no curso e no projeto. Eles poderão, ainda, migrar para as Bolsas Copa e Olímpica com a mesma inscrição, desde que sejam selecionados pelos estados e façam os cursos especiais de formação. Importante ressaltar que as bolsas não podem ser acumuladas.


Bolsa Copa: policiais civis e militares e bombeiros lotados nos estados-membros da Copa do Mundo de 2014 que tenham cursado o Ciclo Especial de Formação para Segurança em Eventos Esportivos e que cumpram as condicionalidades estabelecidas pelo Decreto 7081/2010, dentre elas integrar unidade responsável pela segurança de eventos esportivos. Os profissionais serão selecionados pelos respectivos estados, mediante critérios técnicos e isentos. O valor da Bolsa Copa será reajustado de forma gradual, começando com R$ 550 em 2010; R$ 655 em 2011; R$ 760 em 2012; R$ 865 em 2013 e R$ 1000 em 2014.

Estados que sediarão jogos da Copa do Mundo de 2014: Amazonas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Mato Grosso, Minas Gerais, Pernambuco, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul e São Paulo.

Bolsa Olímpica: policiais militares, civis e bombeiros do estado do Rio de Janeiro e guardas municipais da capital fluminense que recebam menos de R$ 3200 e que exerçam atividades estritamente de segurança pública. A Bolsa Olímpica tem o valor fixo de R$ 1200.

2 - Serão apenas os que trabalharem no evento ou todos os profissionais do estado?

Bolsa Copa: todos aqueles que forem integrados nas operações de segurança do evento, seja através de atos preparatórios, seja para formação de reserva, tendo previamente participado do curso de formação especial. A responsabilidade da seleção será sempre do estado-membro.

Bolsa Olímpica: a meta será alcançar todos os policiais do Rio de Janeiro, considerando as condicionalidades estabelecidas pelo Decreto 7081/2010.

3 - Qual é o teto salarial para ter direito às bolsas Copa e Olímpica?

Bolsa Copa: não há teto estipulado.

Bolsa Olímpica: no Rio de Janeiro, R$ 3200. No entanto, o policial que receber salário superior a esse valor poderá se habilitar para receber a Bolsa Copa, desde que seja selecionado pelas corporações para atuação na Copa e participe do curso especial de formação para a segurança de eventos esportivos.

4 - Quais serão as condições para adesão às bolsas e os critérios para seleção dos profissionais para receber os benefícios?

Da parte do estado:

- Respeitar as condicionalidades do convênio de adesão exigidas pelo Ministério da Justiça

- Adequar, até 2012, o regime de trabalho de seus profissionais para até 12 horas de serviço por três turnos de descanso.

- Enviar à Assembléia Legislativa projeto de lei elevando a remuneração mensal de todos os policiais estaduais até o valor mínimo de R$ 3200, considerando a data limite de 2016. No caso da cidade do Rio de Janeiro, compromisso de reajustar o salário das guardas municipais em, no mínimo, R$ 1200.

Da parte dos policiais:

- Realizar o curso especial de formação para segurança em eventos esportivos

- Não ter condenação em processo administrativo e penal nos últimos cinco anos.

- No caso da Bolsa Olímpica, não receber mais que R$ 3200.

- Respeitar os critérios apresentados pelo estado-membro para a seleção dos participantes.

5 - Quais cursos serão levados em consideração para a concessão da Bolsa?

O Ministério da Justiça deverá homologar os cursos do Ciclo Especial de Formação para Segurança em Eventos Esportivos que serão oferecidos pelas academias das instituições de segurança pública dos estados.

6 - Como os estados vão aderir?

Os estados podem aderir, ou não, mediante convênio. A deliberação é do próprio estado.

7 - Quanto o governo federal investirá anualmente nesta ação? A quanto cada estado terá direito?

Este valor dependerá do número de policiais envolvidos no processo de formação especial, considerando as peculiaridades estaduais. O investimento é recurso direto ao policial. É importante frisar que se trata de bolsa para capacitação e estudo repassada diretamente ao policial e não de recurso para aumento de salário, o que é responsabilidade dos governos estaduais. A promoção das bolsas faz, sim, um estímulo para que no futuro, 2014/2016, os estados tenham uma remuneração digna. É bom deixar claro que os estados não são obrigados nem a aderir ao Pronasci nem à Bolsa Formação.

8 - O orçamento para o pagamento das bolsas foi aprovado pelo Congresso, conforme o ministro anunciou em 2009 quando pedira R$ 900 milhões?

Na lei orçamentária, constam duas rubricas que autorizam inicialmente R $ 123 milhões. O complemento será viabilizado mediante crédito especial, se necessário. A previsão é de que as novas bolsas comecem a ser pagas a partir de julho. As bolsas já concedidas continuam sendo pagas normalmente. Aqueles que já recebem a Bolsa Formação poderão transitar para as bolsas Copa e Olímpica, mas não acumularão o valor das bolsas.

9 - A Bolsa Formação continuará sendo paga normalmente?

Sim. Ela será retirada apenas de quem transitar para a Bolsa Copa ou Bolsa Olímpica.

10 - Existe algum empecilho legal para o pagamento do benefício em ano eleitoral?

Não há qualquer empecilho para o pagamento das bolsas Copa e Olímpica em ano eleitoral.

11 - Somente os policiais das capitais receberão o benefício?

Não são apenas os policiais das capitais, e sim os profissionais que forem recrutados pelo estado para trabalhar nas operações de segurança do evento. Exemplo, um policial do interior de Mato Grosso que for escalado para atuar na segurança da Copa em Cuiabá terá o benefício. A seleção dos profissionais será feita pelos estados.

12- Os governos estaduais terão recursos para incorporar o valor das bolsas ao salário? Por que ao invés da Bolsa o governo não defende a PEC 300, que cria o piso salarial para profissionais de segurança?

O projeto apresenta como condicionalidade o compromisso do estado em estabelecer uma política salarial que alcance a remuneração mensal mínima de R$ 3200 até 2016 para todo o efetivo. O cálculo das possibilidades de pagamento cabe ao estado, conforme prevê a Constituição. A aprovação ou não da PEC 300 independe deste programa. O Governo Federal não está discutindo ou propondo piso salarial, mas uma bolsa de estudos e capacitação para cooperar com os estados na formação policial.

13 - Como comprovar que os policiais escolhidos realmente atuarão nos jogos e fazem os cursos necessários?

No que diz respeito aos policiais escolhidos, a responsabilidade é dos estados; no que se refere aos cursos, a tecnologia dos cursos oferecidos no âmbito da Bolsa Formação e da Senasp asseguram controle objetivo dos participantes.

14 - Bombeiros, policiais civis e guardas municipais também terão direito à Bolsa Copa?

A Bolsa Copa é destinada a policiais civis, militares e bombeiros que estiverem envolvidos nas operações de segurança do evento. As guardas municipais não fazem parte do projeto.

15 - Haverá modificação no teto salarial de R$ 1700 exigido para a concessão da Bolsa Formação?

Não haverá, neste momento, alteração do teto salarial exigido para a concessão do benefício, o que não impede que a questão seja revista adiante. No entanto, cabe ressaltar que a bolsa será paga durante 12 meses, a partir da homologação da inscrição. Por isso, os 167 mil policiais já homologados e, portanto, inscritos, manterão o benefício nesse período. Eles poderão, ainda, migrar para as Bolsas Copa e Olímpica com a mesma inscrição, desde que sejam selecionados pelos estados e façam os cursos especiais de formação. Importante ressaltar que as bolsas não podem ser acumuladas.

Informações importantes:

- Para aderir às bolsas Copa e Olímpica, os estados deverão atender às seguintes condicionalidades: adequar, até 2012, o regime de trabalho de seus profissionais para três turnos de descanso a cada 12 horas de serviço; e enviar à Assembléia Legislativa projeto de lei elevando a remuneração mensal dos policiais até o valor mínimo de R$ 3200, considerando a data limite de 2016.

- A meta da Bolsa Olímpica no Rio de Janeiro é alcançar todos os policiais que recebam até R$ 3200.

- A guarda municipal da cidade do Rio de Janeiro também está incluída na Bolsa Olímpica

- Os profissionais do Rio que receberem a Bolsa Olímpica não poderão receber outras bolsas.

- Tanto os policiais da capital quanto os do interior poderão participar da Bolsa Copa, desde que sejam recrutados pelo estado para atuar nas operações de segurança dos jogos.

- Não há teto para o pagamento da Bolsa Copa, apenas para a Bolsa Olímpica.

- A seleção dos policiais que receberão a Bolsa Copa é de inteira responsabilidade dos estados.

- O teto da Bolsa Formação está mantido em R$ 1700. O valor do benefício será reajustado para R$ 443.
"

ÓTIMA RESENHA FEITA PELO TEN PM MELQUISEDEC!

JUNTOS SOMOS FORTES,
LAURO BOTTO ۞۞

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA EXPLICA REGRAS DAS BOLSAS OLÍMPICA E COPA

Extraído do blog Cordel da Bola de Fogo, do amigo Cb BM Sardella:

"Brasília, 28/01/10 (MJ) - Foi publicado no Diário Oficial da União desta quarta-feira (27) o decreto que amplia os benefícios da Bolsa Formação oferecida pelo governo federal no âmbito do Pronasci – Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania.Apelidados de Bolsa Copa e Bolsa Olímpica, os benefícios são destinados aos policiais civis e militares e bombeiros dos estados que trabalharão na Copa do Mundo 2014 e aos policiais civis e militares e bombeiros do Estado do Rio de Janeiro e guardas municipais da capital fluminense, sede dos jogos Olímpicos de 2016.

A Bolsa Copa será destinada a bombeiros e policiais militares e civis das 12 cidades sedes dos jogos de 2014. O valor da Bolsa será reajustado de forma gradual, começando com R$ 550 em 2010; R$ 655 em 2011; R$ 760 em 2012; R$ 865 em 2013 e R$ 1000 em 2014.Não há teto salarial para a concessão do benefício.

A seleção dos policiais que receberão a Bolsa Copa é de inteira responsabilidade dos estados. Tanto os profissionais da capital quanto os do interior poderão participar da Bolsa Copa, desde que sejam recrutados pelas corporações, mediante critérios técnicos e isentos por elas estabelecidos, para atuar nas operações de segurança dos jogos.A Bolsa Olímpica, que tem um valor fixo de R$ 1200, será concedida aos policiais militares, civis e bombeiros de todo o estado do Rio de Janeiro e guardas municipais da capital com salários até R$ 3.200. Os profissionais que têm remuneração superior a esse valor poderão, no entanto, se habilitar para receber a Bolsa Copa.

Adesão

Para formalizar a adesão às bolsas Copa e Olímpica, os estados terão de atender às condições estabelecidas pelo Decreto 6490/2008, com as alterações promovidas pelo Decreto 7081/2010, como, por exemplo, adequar, até 2012, o regime de trabalho de seus profissionais para até 12 horas de serviço por três turnos de descanso. Além disso, os executivos estaduais deverão enviar às respectivas assembléias legislativas projetos de lei elevando a remuneração mensal dos policiais ao valor mínimo de R$ 3200, considerando a data limite de 2016.

“Essa medida é extremamente importante porque contempla todo o efetivo policial dos estados e não apenas os profissionais que atuaram nos jogos. Este é o primeiro caso para a criação de uma cultura em que os estados estabeleçam um piso salarial justo para a categoria”, explica o secretário Nacional de Segurança Pública, Ricardo Balestreri.

No caso das guardas municipais, a prefeitura deverá encaminhar à Câmara de Vereadores projeto de lei concedendo reajuste à categoria não inferior a R$ 1200.

Já os policiais deverão realizar o curso especial de formação para segurança em eventos esportivos, cuja matriz curricular será estabelecida pelo Ministério da Justiça. Para participar do programa, os profissionais não poderão ter condenação em processo administrativo e penal nos últimos cinco anos e terão de respeitar os critérios apresentados pelo estado-membro para a seleção dos participantes. No caso da Bolsa Olímpica, a outra exigência é que a renda do policial não ultrapasse R$ 3200.

O ministro da Justiça, Tarso Genro, explica que as bolsas foram criadas para estimular a capacitação e estudo das polícias, visando a melhoria na qualificação dos profissionais. “Nosso objetivo é ter um policial altamente especializado durante a Copa e as Olimpíadas. Não se trata apenas de aumento de salário, que é responsabilidade dos estados. A promoção das bolsas estimula, sim, a capacitação, de um lado, e, de outro, induz os estados a qualificarem a remuneração dos policiais”.

Bolsa Formação

O decreto também reajustou para R$ 443 o valor da Bolsa Formação. O texto mantém inicialmente o teto salarial em R$ 1700 para a participação no programa, “o que não impede que a questão seja revista adiante”, diz Ricardo Balestreri.

Atualmente, 167 mil policiais de 25 estados recebem o benefício enquanto participam de cursos de especialização em segurança pública. Eles também podem migrar para as Bolsas Copa e Olímpica, desde que sejam selecionados pelos estados e realizem o ciclo especial de formação para segurança em grandes eventos. Os cursos serão ministrados pelas academias de polícia estaduais, após a homologação do Ministério da Justiça.

Segurança com cidadania

O Pronasci articula políticas de segurança com ações sociais, prioriza a prevenção e busca atingir as causas que levam à violência, sem abrir mão das estratégias qualificadas de repressão. São mais de 90 ações que integram União, estados, municípios e diversos setores da sociedade.


Atualmente, o programa está presente no Distrito Federal, em 22 estados e 177 municípios."




JUNTOS SOMOS FORTES,

LAURO BOTTO ۞۞

DECRETO DE CRIAÇÃO DA BOLSA OLÍMPICA

"Presidência da República
Casa Civil
Subchefia para Assuntos Jurídicos


DECRETO Nº 7.081, DE 26 DE JANEIRO DE 2010.

Altera o Decreto no 6.490, de 19 de junho de 2008, que regulamenta a Lei no 11.530, de 24 de outubro de 2007, que institui o Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania - PRONASCI.

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que lhe confere o art. 84, inciso IV, da Constituição, e tendo em vista o disposto no art. 8o-E da Lei no 11.530, de 24 de outubro de 2007,



DECRETA:

Art. 1o Os arts. 9o, 10 e 15 do Decreto no 6.490, de 19 de junho de 2008, passam a vigorar com as seguintes alterações:

“Art. 9o ......................................................................

.............................................................................................

IV - adequar, até 2012, o regime de trabalho dos profissionais de segurança pública, que não deverá ultrapassar doze horas diárias de trabalho, obedecendo-se ao parâmetro de três turnos de descanso para cada turno trabalhado.

§ 1º Será oferecido pela Secretaria Nacional de Segurança Pública, no âmbito do Projeto Bolsa-Formação, ciclo de capacitação destinado aos:

I - policiais civis e militares e bombeiros militares, dos entes federativos que sediarão Jogos da Copa do Mundo de 2014, integrantes das unidades responsáveis pela segurança de eventos esportivos, com vistas a sua preparação e realização; e

II - policiais civis e militares, bombeiros militares e guardas municipais, dos entes federativos que sediarão os Jogos Olímpicos de 2016, que exerçam atividades meio e fim, com vistas a sua preparação e realização.

§ 2º O ente federativo estadual que aderir ao ciclo de capacitação previsto no § 1º deverá encaminhar projeto de lei ao Poder Legislativo para garantir que a remuneração mensal dos policiais civis e militares alcance o valor mínimo de R$ 3.200,00 (três mil e duzentos reais) até 2016, salvo nos casos em que o referido valor já esteja garantido na legislação em vigor.

§ 3º O ente federativo municipal de que trata o inciso II do §1º que aderir ao ciclo de capacitação deverá encaminhar projeto de lei ao Poder Legislativo para conceder, até 2016, reajuste da remuneração mensal dos guardas municipais em valor não inferior ao da bolsa prevista no § 2º do art. 15. ” (NR)

“Art. 10. ......................................................................

I - perceber remuneração mensal bruta de até R$ 1.700,00 (mil e setecentos reais) ou, no caso dos participantes previstos no inciso II do § 1º do art. 9º, de até R$ 3.200,00 (três mil e duzentos reais);

.............................................................................................

§ 3º O disposto no inciso I do caput não se aplica aos beneficiários previstos no inciso I do §1º do art. 9º.” (NR)

“Art. 15. ........................................................................

§ 1o Condicionada à disponibilidade orçamentária, o valor da bolsa mensal de que trata o caput será de R$ 443,00 (quatrocentos e quarenta e três reais).

§ 2o Na hipótese do inciso I do § 1º do art. 9º, o valor inicial da bolsa mensal será de R$ 550,00 (quinhentos e cinqüenta reais).

§ 3o Na hipótese do inciso II do § 1º do art. 9º, o valor da bolsa será de R$ 1.200,00 (mil e duzentos reais).

§ 4o A implementação do ciclo de capacitação previsto no § 1° do art. 9º será feita de acordo com a disponibilidade orçamentária.

§ 5o A bolsa do Projeto Bolsa-Formação será paga durante doze meses, consecutivos ou não, a partir da homologação da inscrição do candidato.

§ 6o É vedado o recebimento cumulativo de bolsas no Projeto Bolsa-Formação.” (NR)

Art. 2º Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação.

Brasília, 26 de janeiro de 2010; 189º da Independência e 122º da República.

LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA
Tarso Genro
Paulo Bernardo Silva"


Este é o decreto da já famosa Bolsa Olímpica.


Li e relí inúmeras vezes e confesso que fiquei estupefato!


Espero que seja corrigido o texto ou que levem em consideração o soldo como o salário. Se assim não o fizerem, será mais uma afronta à hierarquia salarial e, consequentemente, vai abalar a já abaladíssima disciplina dentro do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar do Rio de Janeiro, além de já ser uma profunda falta de respeito aos inativos e pensionistas que sequer podem ter o mínimo de esperança por reconhecimento.


Prefiro aguardar novos esclarecimentos, que devem ser feitos com urgência!




JUNTOS SOMOS FORTES,
LAURO BOTTO ۞۞

BOLSA OLÍMPICA - ATENÇÃO!

"Bolsa Olímpica: erro gera tumulto
Boletim da polícia dizia que inscrição no site do Pronasci começaria ontem. Número de vagas foi excedido e agentes se revoltaram
POR AMANDA PINHEIRO

Rio - Erro no boletim interno das polícias Civil e Militar gerou tumulto em delegacias e batalhões ontem. O informativo dizia que, para ter direito a R$ 1.200 do Bolsa Olímpica, o agente deveria se cadastrar no site do Ministério da Justiça de ontem até o dia 30. Por isso, o número de vagas foi excedido e as inscrições, encerradas antes das 8h, o que causou revolta. Dezenas de agentes correram para o prédio da Secretaria de Segurança, no Centro, para pedir explicações.

No fim da tarde, o Ministério da Justiça emitiu nota confirmando que as inscrições para os cursos que darão direito ao bônus ainda não foram abertas, como O DIA anunciou ontem. A nota diz ainda que a criação da bolsa depende de regulamentação. O decreto que cria a bolsa precisa ser publicado no Diário Oficial da União, que não lançou ontem a prometida edição extraordinária.

O Aviso 545 do Boletim Interno da Polícia Civil dos dias 25 e 26 dizia: “Estão abertas as inscrições para o ciclo 18 do curso promovido pela Senasp (...), sendo um dos requisitos para obtenção do Bolsa Olimpíada”. Acreditando no comunicado, que também foi informado pela PM, o policial Hugo Almeida passou a madrugada toda tentando garantir sua inscrição, sem sucesso. “Só fiquei tranquilo quando soube do erro deles”, disse o militar.
Caberá ao estado informar o início das inscrições. A bolsa é de R$ 1.200 e começará a ser paga em julho a policiais, bombeiros e guardas do Rio.

Ministério da Justiça e Prefeitura do Rio ainda precisam esclarecer se o Bolsa Olímpica será pago a todos os guardas municipais ou apenas aos que ganham até R$ 3.200."
1) VAMOS AGUARDAR A MANIFESTAÇÃO DO GOVERNO DO ESTADO E DO COMANDO DA CORPORAÇÃO!
2) QUEM NÃO CONSEGUIU SE INSCREVER, FIQUEM CALMOS!
3) VAMOS AGUARDAR NOVAS INSTRUÇÕES!
4) A BOLSA OLÍMPICA É PARA TODOS OS BOMBEIROS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO, ASSIM COMO PARA OS POLICIAIS CIVIS E MILITARES!
5) APENAS A GUARDA MUNICIPAL DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SERÁ CONTEMPLADA!
JUNTOS SOMOS FORTES,
LAURO BOTTO ۞۞

terça-feira, 26 de janeiro de 2010

BOLSA OLÍMPICA - ESCLARECIMENTOS!






Acabei de assistir o pronunciamento do Ministro da Justiça, Tarso Genro, esclarecendo que a Bolsa Olímpica será para TODOS OS BOMBEIROS, POLICIAIS CIVIS E POLICIAIS MILITARES DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO E À GUARDA MUNICIPAL DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO, NO VALOR DE R$1.200,00!

PORTANTO, NÃO VAMOS DAR MOLE!

FAÇA SUA INSCRIÇÃO EM ALGUM DOS CURSOS DA SENASP, DE 27 A 31/01, ATRAVÉS DO LINK:

http://senaspead.ip.tv/

IMPRIMA O TEXTO E COLE NOS CORREDORES E QUADROS DE AVISOS DE SUAS OBM, NAS UPAs, HOSPITAIS E POLICLÍNICAS DO CBMERJ.

JUNTOS SOMOS FORTES,
LAURO BOTTO ۞۞

MANIFESTOS CONTRA O GOVERNO DO ESTADO: CERTO OU ERRADO?

"Ao ler no Blog do Coronel PM Ricardo Paul um texto de autoria do próprio, onde o mesmo demonstra o seu desapontamento com relação à atitude de um militar (não sei o nome dele), que, em nome de uma “comissão” (também não sei o nome dessa comissão e nem os membros que a formam), exigia que os Bombeiros e PMs que estavam reunidos, ao cair da tarde, na Praça da Candelária no dia 25/01/2010, não manifestassem quaisquer palavras de ordem contra o governador do Estado do rio de Janeiro, Sérgio Cabral Filho, caso contrário, a carreata não sairia, achei que precisava expressar a minha impressão sobre o fato.
Conheci o Coronel PM Ricardo Paul em 2008, quando fui pela primeira vez, motivado por alguns jovens colegas, oficiais do Corpo de Bombeiros a comparecer a uma assembléia realizada na A.M.E. (Associação dos Militares Estaduais), à Rua da Quitanda. A razão dessa assembléia e de várias outras que se seguiram, nas quais também estive presente, era única e exclusivamente por uma reivindicação salarial justa para PMS e BMs.
No salão lotado da AME, a grande maioria era de oficiais da polícia militar, incluindo vários coronéis da ativa, bem como oficiais de todos os outros postos da hierarquia militar. Havia em torno de trezentos oficiais, sendo que do Corpo de Bombeiros, poder-se-ia contar uns doze oficiais apenas, quase todos tenentes.
Lembro-me muito bem quando o, então corregedor da Polícia Militar, Coronel Ricardo Paul segurou o microfone e, na frente de todos os presentes, começou a discursar. As suas palavras me causaram profunda impressão. Percebi, naquele momento, algo completamente inédito, em vinte sete anos da minha vida militar: era a primeira vez que eu assistia, quase sem acreditar, um militar da ativa, de alta patente, que ocupava um dos mais importantes cargos da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro, manifestar-se publicamente em favor do efetivo que compunha as duas Corporações Militares do nosso estado. Naquela e também em outras assembléias posteriores, ocorridas na mesma época, outros coronéis da ativa da PM também compareciam e se manifestavam de forma semelhante, ou seja, enfáticos e determinados, e não sei exatamente o porquê, hoje não se fazem mais presentes. No entanto, isso já seria outro assunto.
Devido à sua franca liderança e constante atuação, voltadas sempre para o bem comum dos servidores militares estaduais, este homem sofreu várias represálias, por parte do governo de nosso estado. As principais represálias resultaram, primeiramente, no pedido feito, pelo próprio coronel, da exoneração do cargo que ocupava, como corregedor da Polícia Militar – RJ e posteriormente, através de manobra política, orquestrada pelo governo, a sua passagem para a reserva remunerada.
Antes de prosseguir, quero propor uma reflexão:
Faz parte da índole humana o ato de defesa, toda vez que nos sentimos impedidos de exercer um direito, ou quando, de alguma maneira nos sentimos atacado. A formação rígida do militar, baseado na hierarquia e disciplina, faz com que essa característica humana fique espremida no íntimo da alma. O homem de farda aprende a não questionar uma ordem de um superior hierárquico, mesmo que no ponto mais profundo do seu ser, ele discorde de tal ordem. Além do mais, ao militar não foi dado o direito de formar sindicatos ou fazer greve.
Continuando:
Apesar de todos os dissabores, o Coronel Ricardo Paul, não esmoreceu. Continuou firmemente lutando pela melhoria de uma classe (refiro-me a classe dos servidores militares estaduais), tendo, com isso, exercido um papel de fundamental importância para o crescimento da conscientização de cidadania entre os integrantes da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros do Estado do Rio de Janeiro. O caput do artigo V da Constituição Federal (Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza...) bem como o inciso IV deste mesmo artigo constitucional (é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato), eram sempre lembrados em seus discursos. Cabe ressaltar que a Constituição é a nossa lei maior, de modo que são os regulamentos militares que devem se ajustar a Constituição e não o contrário.
No entanto, apesar da constituição dizer, em seu texto, que a manifestação do pensamento é livre, ela também diz, no mesmo artigo 5º, inciso V: “É assegurado o direito de resposta, proporcional ao agravo, além da indenização por dano material, moral ou a imagem.”
Devemos refletir sobre a melhor maneira de nos manifestarmos, quando quisermos demonstrar a nossa insatisfação com quaisquer autoridades as quais estivermos subordinados, a fim de não cometermos nenhum ato de ilegalidade.
Sou radicalmente contra a omissão de nossos anseios, ou frustrações. Elas devem ser expressas sim e de forma a tornarem-se públicas. Foi devida a uma postura anterior de apatia, que no decorrer de vários e vários anos, chegamos ao atual estágio de penúria financeira ao qual nos encontramos hoje. Por isso, estou convencido de que devemos sempre ter a coragem de lutarmos a nosso favor, o que implica, ao mesmo tempo, ficarmos contra alguma coisa ou alguém.
Acho que o coronel Ricardo Paul é um símbolo para a nossa luta. Ele tem sido de fundamental importância. Não nos esqueçamos nunca que ele esteve presente desde o início desse processo, quando eram muito poucos os que acreditavam ser possível uma mudança de mentalidade.
A minha gratidão e a minha continência a esse homem!

Abraços a todos.
Cap BM Artur."

Faço minhas as palavras do Cap BM Artur, até porque o Cel PM Paúl incentivou-me direta e indiretamente para a criação desse NOSSO espaço democrático. Estando ou não de acordo com tudo o que ele escreve, fala ou faz, TODOS DEVEMOS RECONHECER SUA LIDERANÇA, ABNEGAÇÃO E ALTRUÍSMO, SEMPRE EM DEFESA DE NOSSOS DIREITOS!

Ontem não tive a oportunidade de falar sobre o ocorrido, mas se pudesse falaria que certas pessoas carregam consigo uma carga negativa tão grande que só de pronunciarmos os nomes delas conseguimos desagregar as pessoas de bem. E foi o que aconteceu ontem nas inúmeras vezes que citamos o nome desse Srº. que diz ser nosso governador.

JUNTOS SOMOS FORTES,
LAURO BOTTO ۞۞

BOLSA OLÍMPICA - JB ONLINE


Lula assina decreto que cria a Bolsa Copa e a Bolsa Olímpica
Mariana Jungmann, Agência Brasil


"BRASÍLIA - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva assinou nesta terça-feira o decreto que cria as Bolsas Copa e Olímpica para policiais que irão trabalhar nos Jogos. Com isso, a partir de julho deste ano, os profissionais de segurança pública começarão a receber um adicional que aumentará gradativamente até a data dos eventos.

No caso da Bolsa Copa, policiais e bombeiros das capitais que sediarão as competições vão começar recebendo R$ 550 a mais em 2010. A partir de 2011, a bolsa passa a ser de R$ 665. Em 2012 o acréscimo passa a ser de R$ 760, e em 2013 de R$ 865. No ano da Copa do Mundo os profissionais de segurança pública passarão a receber R$ 1.000 a mais no salário. O valor não será perdido após os Jogos, e será incorporado pelos governos estaduais permanentemente.

Já a Bolsa Olímpica será paga exclusivamente aos profissionais do Rio de Janeiro. No caso deles, o valor será fixo de R$ 1.200. Os policiais e bombeiros do Rio não receberão a Bolsa Copa, apenas a Olímpica até 2016. Depois dos Jogos, o valor também será incorporado aos salários pelo governo estadual.

Para o governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, o programa representa um pacto de solidariedade do governo federal com os estados. “O governo federal, pela primeira vez na história, enfrenta, participa e se solidariza com temas relacionados à segurança pública”, disse Cabral.

As regras serão as mesmas do Bolsa Formação – programa que paga um adicional para os policiais que se propõem a fazer cursos de capacitação. Essa bolsa também recebeu aumento hoje, passando de R$ 400 para R$ 443.

Segundo o ministro da Justiça, Tarso Genro, “o paradigma da segurança pública no país está em mudança profunda”.

14:57 - 26/01/2010"
Amigos leitores do Diário Bombeiro Militar, as dúvidas e questionamentos ainda são muitos sobre a já famosa Bolsa Olímpica e, apesar de já ter sido assinado pelo Pres. Lula, ainda não foi divulgado o decreto na íntegra, deixando a gente a mercê de informações passadas pelos jornais.
Vamos aguardar notícias esclarecedoras futuras, vamos nos inscrever nos cursos do Pronasci para garantir nossas bolsas e vamos nos manter atentos e mobilizados!
Já disse algumas vezes e repito, NOSSA META É A PEC 300 QUE CONTEMPLA A TODOS: ATIVOS, INATIVOS E PENSIONISTAS E RESPEITA A ESCALA HIERÁRQUICA!
JUNTOS SOMOS FORTES,
LAURO BOTTO ۞۞

VITÓRIA! BOMBEIROS DO RIO RECEBERÃO BOLSA OLÍMPICA


Lula lança programas de formação de policiais para atuar na Copa e Olimpíadas
Policiais receberão aumento de salário por participar de cursos.
Brasil será sede da Copa em 2014 e o Rio receberá Olimpíadas em 2016.


Enfim, foi divulgado OFICIALMENTE o projeto Bolsa Olímpica e OS BOMBEIROS MILITARES DO RIO DE JANEIRO ESTÃO INCLUÍDOS!

A publicação abaixo é do G1 da GLOBO.COM (
http://g1.globo.com/Noticias/Politica/0,,MUL1463483-5601,00.html):

"O presidente Luiz Inácio Lula da Silva lançou nesta terça-feira (26) um programa de formação de policiais que vão atuar na Copa do Mundo de 2014 e nas Olimpíadas do Rio de Janeiro em 2016. O programa consiste numa bolsa que será paga aos profissionais que se qualificarem para atuar nos eventos.

Os governos estaduais precisam aderir ao programa para que os agentes de segurança possam receber o benefício. As bolsas devem começar a ser pagas a partir de julho.

"O que se encaminha aqui é uma mudança estrutural na remuneração dos servidores policiais do país", disse o ministro da Justiça, Tarso Genro. O ministro estima que entre 220 mil e 230 mil policiais possam ser beneficiados pelas novas bolsas. Em 2011, quando Tarso acredita que o programa estará totalmente implementado, os gastos do governo federal seriam de cerca de R$ 1,3 bilhão.

Segundo o Ministério da Justiça, os policiais e bombeiros das 12 cidades-sede da Copa do Mundo que participarem do programa de formação receberão R$ 550 mensais em 2010. O valor do chamado "Bolsa Copa" sobe gradativamente até chegar a R$ 1 mil em 2014.

No caso das Olimpíadas, a bolsa será de R$ 1,2 mil mensais e será concedida a todos os policiais, bombeiros e guardas municipais da cidade do Rio de Janeiro.

Incorporadas

Em ambos os casos, essas gratificações serão incorporadas aos salários dos agentes de segurança beneficiados após a realização dos eventos e passarão a ser custeados pelos governos estaduais. Além do salário maior, os policiais que farão parte destes novos programas não poderão ter carga horário de trabalho superior a 12 horas por dia.

O decreto assinado pelo presidente também aumenta o valor da bolsa de formação do Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci) de R$ 400 para R$ 443. Esta bolsa é concedida para policiais de todo o Brasil. Segundo o ministério da Justiça, 167 mil policiais já fazem parte deste programa.

Tanto para as novas bolsas quanto para a bolsa formação do Pronasci, o agente de segurança deverá participar pelo menos uma vez por anos cursos de capacitação fornecidos pela Rede Nacional de Altos Estudos em Segurança Pública, que é formada por 66 instituições de ensino superior. Os agentes de segurança não poderão acumular bolsas."
As inscrições devem ser feitas no período de 27 a 31 de Janeiro de 2010, através do link http://senaspead.ip.tv/ e vão contemplar a todos os Bombeiros, Policiais e Guardas Municipais ativos do Rio de Janeiro.
Somente para o CBMERJ serão disponibilizadas 18 mil Bolsas Olímpicas, o que nos leva a crer que contemplará a todos os militares da corporação, independente da cidade onde sirva.
Parabéns a todos que se mobilizaram para que fossemos contemplados e, mais uma vez, aproveito para alertar que esse é apenas um "cala-boca". NOSSA LUTA CONTINUA SENDO PELA APROVAÇÃO DA PEC 300 QUE VAI FAZER COM TODOS OS BOMBEIROS E POLICIAIS MILITARES (ATIVOS, INATIVOS E PENSIONISTAS) DO BRASIL.
JUNTOS SOMOS FORTES,
LAURO BOTTO ۞۞

MARCHA PELA APROVAÇÃO DA PEC 300 - PARABÉNS!

Minha sincera e vibrante continência a todos os Bombeiros e Policiais Militares que compareceram à Candelária e marcharam até a Cinelândia, em uma magnífica demonstração de UNIÃO, PERSEVERANÇA E FORÇA!


Este vídeo é apenas um aperitivo da vontade de nossos hérois em serem reconhecidos!

Mesmo debaixo de chuva torrencial, mantivemos o "pelotão" agrupado até nosso destino e transmitimos o recado à população fluminense: QUEREMOS DIGNIDADE E LUTAREMOS, UNIDOS, ATÉ O FIM PARA ALCANÇARMOS!

Fomos agraciados até com um breve alô do Pres. Lula que passou em comitiva ao lado de nossa manifestação e com um discurso de apoio do Dep. Federal Fernando Gabeira.

Espero que todos tenham regressado às suas casas em paz e desejo a todos uma magnífica noite de descanso. Nós merecemos!

Amanhã publicarei mais vídeos e as fotos do belíssimo evento.

Nunca tive dúvidas, mas hoje tenho a plena certeza absoluta que JUNTOS SOMOS FORTES!
LAURO BOTTO ۞۞

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

BOMBEIROS E POLICIAIS MILITARES, ESCREVAM SEUS NOMES NA HISTÓRIA!

JUNTOS SOMOS FORTES,

LAURO BOTTO ۞۞

BOMBEIROS DO RIO DE JANEIRO NO HAITI: MÁQUINAS DE SALVAR VIDAS!


























A PUBLICAÇÃO E AS FOTOS DISPENSAM COMENTÁRIOS!
PERFEITA A PARTICIPAÇÃO DE NOSSOS MILITARES NO HAITI!
"Ao sangue dos Heróis!
Lutamos com bravura, com garra, com fibra
com força e saber
há fogo, morte, sangue
e barreiras a vencer
Guerreiros
Bombeiros
Brasil!"
JUNTOS SOMOS FORTES,
LAURO BOTTO ۞۞

KIT DE VIAGEM À BRASÍLIA - RUMO À APROVAÇÃO DA PEC 300


MOVIMENTO
PEC 300
RIO DE JANEIRO

VOTAÇÃO DA PEC 300 NA 1ª SEMANA de FEVEREIRO, conforme PROMESSA do
PRESIDENTE DA CÂMARA
DEP. FED. MICHEL TEMER (PMDB)
anunciada em cadeia de rádio e televisão.


CHEGOU O GRANDE MOMENTO!
PRESSÃO TOTAL PARA VOTAR NA MESMA SEMANA OS 2 TURNOS E PARA REUNIR BOMBEIROS E POLICIAIS MILITARES DE OUTROS ESTADOS DO BRASIL.

DESTINO: BRASÍLIA;


DATA: DIA 01 de FEVEREIRO de 2010 (SEGUNDA-FEIRA);
HORÁRIO: 18:00 h


LOCAL DA PARTIDA: Rodoviária da Central do Brasil,
na Av. Presidente Vargas / Centro
ÔNIBUS GRÁTIS (com prioridade de VAGAS para PENSIONISTAS e INATIVOS)

AS DESPESAS com alimentação e estadia (pousada, hotel, casa de parentes e amigos, quartéis da PM/BM) será responsabilidade pessoal de cada um.

TODOS DEVERÃO ADQUIRIR com os membros da Comissão PEC 300 / RJ (R$ 15,00) UMA CAMISA DE MALHA COR BRANCA (PADRONIZADA) PARA DAR UNIFORMIDADE E IDENTIFICAÇÃO À CARAVANA DO RIO DE JANEIRO, com o seguinte texto na frente e nas costas:

Movimento
PEC 300
Rio de Janeiro

Eu Acredito!

CASO VOCÊ não possa viajar para BRASÍLIA, PODERÁ estar ajudando outros companheiros e companheiras para que POSSAM viajar, colaborando com uma quantia mínima de R$ 1, transferindo de sua conta corrente para a conta :

BANCO ITAÚ - Ag: 6157
Conta Poupança: 04702-5/500
(FERNANDO A. DELIMA Inácio Silva - Pres. Mov. PEC 300)

FERNANDO DE LIMA
Movimento PEC 300 / Rio de Janeiro
fernandodelima1@gmail.com / tel (21) 7811 8282 / 46*23230 / 9871 1031 / 9135 5733

KIT DE VIAGEM PARA BRASÍLIA.

1- 01(uma) barraca de camping p/ 02(duas) pessoas.
Nas lojas Amoedo custam R$ 90,00, da marca capri. O ideal é que tenham duas pessoas para dividir essa despesa;

2- Levar R$ 150,00 para as despesas pessoais, no mínimo, para (almoço, janta e lanches);

3- Colchonete, lençol, manta e almofada de encosto de cabeça;

4- Material de higiene pessoal;

5- Lanterna pequena, rádio de pilha ou MP3;

6- Telefone celular e carregador, máquina digital e cabo USB;

7- Protetor solar e labial;

8- Baralhos, dominó,damas e outros para distração;

9- Roupas e chinelo de dedo;

10- Uma grande doze de humor, alegria,esperança e Fé em Deus.


Já realizei a transferência para a conta do Ten de Lima e pedi férias em minha OBM para fevereiro para poder viajar tranquilo.
Vamos lotar a capital federal!
JUNTOS SOMOS FORTES,
LAURO BOTTO ۞۞

AGRADECIMENTO E RECONHECIMENTO DE DÍVIDA


Amigos leitores do Diário Bombeiro Militar, muitas têm sido as mensagens de apoio, reconhecimento, críticas e sugestões que tenho recebido por e-mail, pelo orkut, via tel e pessoalmente. Fato esse que me traz aqui para agradecer e deixar o compromisso de responder uma a uma, oportunamente. Acredito eu que jamais tenha acontecido um processo de união dos Bombeiros Militares do Rio de Janeiro tal como acontece hoje. O que me deixa ainda mais contente e motivado para continuar o plantio das sementes que cada um de nós tem plantado para a colheita de TODOS no CBMERJ.
Até mesmo as críticas são muito benvindas, uma vez que acredito que sempre é possível melhorar e só através do reconhecimento de nossas deficiências é que alcançamos a evolução.
Minha continência a todos que lêem e participam desse NOSSO espaço democrático!

JUNTOS SOMOS FORTES,
LAURO BOTTO ۞۞

PEC 300: RECADO DO CAP ASSUMÇÃO


"Companheiros, acabei de chegar em Brasília. Amanhã já começaremos a percorrer os gabinetes dos deputados para colocarmos os cartazes dos que votam SIM à PEC 300. e nesta segunda ou no mais tardar na terça já teremos a programação completa nos dois dias em Brasília que resolverão nossa angústia salarial. Vai dar tudo certo. Deus lhes abençoe. Capitão Assumção"

JUNTOS SOMOS FORTES,
LAURO BOTTO ۞۞

MAJOR FÁBIO ANUNCIA MARCHA PELA APROVAÇÃO DA PEC 300, EM BRASÍLIA


Publicado por Redação Paraíba.com.br
O deputado federal paraibano Major Fábio (DEM), motivado pelo sentimento de euforia que toma conta dos PM,s e BM,s em todo Brasil, anunciou que a partir do dia 1º de fevereiro, caravanas de vários estados estarão desembarcando em Brasília. A mobilização ocorre no início das atividades parlamentares.

Os Policiais e Bombeiros seguem confiantes no compromisso firmado pelo presidente Câmara, que na conclusão das atividades do ano, assumiu o compromisso diante dos deputados federais Major Fábio, Capitão Assumção e dos demais membros da Comissão Especial, que votaria a PEC 300 no início de 2010.

Exemplo de superação e motivação em defesa da PEC 300, o deputado federal Capitão Assumção (PSB-ES) confirmou mais de cinco ônibus partindo de várias regiões do Espírito Santo. De Minas Gerais, segundo o Cabo Coelho presidente da Associação de Cabos e Soldados, cerca de dez ônibus deverão seguir para Brasília.

Na Bahia com o Capitão Tadeu; em São Paulo o Sub-Tenente Clóvis; Goiás com Soldado Caetano; Rio Grande Sul, Soldado Lucas, presidente da Associação dos PM,s; Rio de Janeiro, Rio Grande Norte e Pernambuco também confirmaram participação. Outro exemplo de empenho em defesa da PEC 300 surge no Pará, o estado realizou uma das maiores mobilizações e também vai enviar uma grande comitiva.

De acordo com o Major Fábio, as caravanas que estão sendo preparadas nos estados reforçam o sentimento nacional em defesa da PEC 300. “Os PM,s e BM,s seguem para Brasília em busca da grande vitória, essa é uma mobilização jamais vista na história da Policia e do Corpo de Bombeiros Militar do Brasil. Tenho certeza que a Paraíba também vai participar desse momento histórico que vai ficar marcado entre as grandes mobilizações já realizadas em Brasília”, enfatizou.

Já no próximo domingo (24), o deputado Major Fábio confirmou presença na Marcha que está sendo organizada pela Associação dos Cabos e Soldados da Paraíba. A concentração está prevista para às 8h da manhã, no Busto de Tamandaré, na orla de João Pessoa. “Espero que nesse evento possamos mobilizar um grande número de Policiais e Bombeiros para participar da Marcha de Brasília”, finalizou o Major.


JUNTOS SOMOS FORTES,
LAURO BOTTO ۞۞

sábado, 23 de janeiro de 2010

VITÓRIA OU MUTRETA?


Jornal O DIA

"Bolsa Olímpica também para 18 mil bombeiros.
Benefício de R$ 1,2 mil para policiais e guardas municipais será estendido à corporação. Valor será incorporado aos salários até 2016. Início do pagamento vai ser informado segunda-feira.

POR ANNA LUIZA GUIMARÃES

Rio - Os 18 mil bombeiros do Estado do Rio de Janeiro serão beneficiados pelo projeto Bolsa Olímpica, anunciado em dezembro pelo Ministério da Justiça. Eles vão receber R$ 1,2 mil, valor que será incorporado aos salários até os Jogos Olímpicos do Rio, em 2016. Na segunda-feira, o governo federal deverá divulgar a data em que o benefício começará a ser pago.

A bolsa também será recebida por policiais civis e militares e guardas municipais, todos escalados para atuar no patrulhamento e na segurança pública da cidade na Copa de 2014 e nos Jogos de 2016. Só o primeiro evento deverá atrair 500 mil turistas, segundo a Riotur. Ainda não há estimativas de visitantes na Olimpíada.

No início do mês, o governador Sérgio Cabral chegou a dizer que só policiais militares receberiam a bolsa — concedida pelo Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci), do Ministério da Justiça —, provocando a reação de bombeiros. Ontem, a assessoria do governador explicou que Cabral nunca afirmou que os bombeiros seriam excluídos da bolsa, apenas que ele não tinha informação sobre o assunto.

Segundo o governo estadual, vale o que o Ministério da Justiça determinar. E o Pronasci informou que incluirá todas as forças envolvidas na segurança dos eventos. O projeto deverá ser aprovado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva na terça.

Em entrevista a O DIA, no início do mês, o ministro da Justiça, Tarso Genro, sugeriu que o valor agregado se transforme em piso salarial universal, válido para todo o País. Ele afirmou que a proposta permitiria que o piso dos PMs do Rio chegasse a R$ 3.200. Para isso, o governo estadual terá de enviar um projeto de lei incorporando o valor da bolsa ao salário, a partir de 2016. Os agentes vão participar de cursos de qualificação que serão definidos até março pela Secretaria Nacional de Segurança Pública."


Se for verdade a publicação da edição de hoje, 23/01, VITÓRIA PARA A NOSSA MOBILIZAÇÃO QUE INCOMODOU A MÍDIA, O GOVERNO DO ESTADO E O MINISTÉRIO DA JUSTIÇA, FORÇANDO-OS A FAZER JUSTIÇA COM OS MILITARES DA INSTITUIÇÃO PÚBLICA DE MAIOR RESPEITO POPULAR! MAS COMO ESSE MESMO JORNAL JÁ PUBLICOU INÚMERAS INVERDADES, ESCOLADOS QUE SOMOS, FICAMOS SEMPRE COM OS DOIS PÉS ATRÁS. NÃO SERIA ESSA UMA MANEIRA DE TENTAR NOS DESMOBILIZAR? TOMARA QUE NÃO, ATÉ PORQUE SE FOSSE, NÃO CONSEGUIRIAM!


E SE VENCERMOS ESSA BATALHA, INÚMERAS SÃO AS DEMAIS A SEREM VENCIDAS!

JUNTOS SOMOS FORTES,
LAURO BOTTO ۞۞

sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

EM TERRA, NA ÁGUA OU NO AR, NOSSO LEMA É SALVAR!







"Voo Livre

O Globo, com a leitora Nathalia Muswieck Grill

RIO - Uma equipe de resgate do Corpo de Bombeiros teve trabalho na quinta-feira para socorrer David Martins Ferreira, de 25 anos, que sofreu um acidente na Pedra Bonita, em São Conrado, Zona Sul da cidade, quando praticava voo livre em uma asa delta. A queda aconteceu por volta das 15h30.
Resgatado na mata com ajuda de um helicóptero, David foi levado para o hospital Miguel Couto, na Gávea, onde foi colocado em observação. Na queda, o rapaz fraturou o braço e terá que ser submetido a uma cirurgia, mas seu estado geral é estável."

ESSES SÃO OS HERÓIS VERDADEIROS DA POPULAÇÃO FLUMINENSE!
Minha continência aos militares do DBM1/17 - Gávea e do GOA por mais um brilhante salvamento!
JUNTOS SOMOS FORTES,
LAURO BOTTO ۞۞

UMA AULA DE CIDADANIA PARA O MILITAR ESTADUAL COM O CEL PM PAÚL

O vídeo dispensa comentários!

Minha continência e meus parabéns ao Cel PM Paúl!

JUNTOS SOMOS FORTES,

LAURO BOTTO ۞۞

BOLSA OLÍMPICA - JORNAL EXTRA


Amigos leitores do Diário Bombeiro Militar, Acabo de falar (17h 53) ao telefone com o Jornalista Djalma Oliveira, do Jornal Extra, que assinou essa matéria que tanta confusão gerou no dia de hoje. Em breve conversa, fiz alguns questionamentos e obtive algumas respostas do simpático, educado e interessado repórter que esclareceu-me ter recebido tais informações diretamente da Assessoria do Ministério da Justiça. Porém, mesmo sabedores da intenção do Ministério da Justiça em contemplar, também, Bombeiros Militares com a Bolsa Olímpica, ATÉ AGORA, A ÚNICA INFORMAÇÃO OFICIAL QUE TEMOS É A QUE FOI-NOS NEGADA A PARTICIPAÇÃO NA BOLSA OLÍMPICA. Informação OFICIAL essa obtida atráves do Dep. Simão Sessim e, EM NENHUM MOMENTO, rebatida pelo Governo do Estado, que será o responsável pela aplicação da verba advinda do Ministério da Justiça.

O anúncio oficial do Ministério da Justiça será feito no dia 26/01. Se estivermos incluídos, ÓTIMO! Menos uma SACANAGEM feita contra nós. Se não formos incluídos, temos que estar mobilizados e prontos para dar uma resposta à altura de mais um atentado contra a nossa dignidade.


PORTANTO, BOMBEIROS, VAMOS NOS MANTER MOBILIZADOS E VAMOS INVADIR A CANDELÁRIA NO DIA 25/01, ATÉ PORQUE A BOLSA OLÍMPICA É APENAS A "PONTA DO ICEBERG" DAS INÚMERAS REIVINDICAÇÕES QUE TEMOS!

JUNTOS SOMOS FORTES,
LAURO BOTTO ۞۞

SOCORRO AO AMIGO BOMBEIRO








As fotos acima são do Amigo e 3º Sgt BM Edson LINCOLN, do DBM/EsBCS - Guadalupe, que sofreu um grave acidente durante um corte de árvore. O sabre da motosserra saltou e feriu o militar.
Tive a oportunidade de servir com o Sgt Lincoln em Guadalupe e posso assegurar que capacidade técnico-profissional não lhe faltou. Muito pelo contrário! Esse camarada é um dos melhores Bombeiros de ABS com que trabalhei. Porém, os riscos a que estamos expostos durante um corte de árvore nunca podem ser subestimados.
Nosso amigo está precisando de material para os curativos (esparadrapo, gase, soro fisiológico e atadura), que devem ser trocados diariamente, e de medicação (dipirona sódica de 500 mg, em comprimidos, e pomada colagenasie) que é muito cara.
Os que puderem ajudar, o telefone de contato dele é 21 78814374.
Ele mora em Senador Camará e seria interessante se pudesse ser atendido na UPA de Bangu, que é mais próxima de sua residência. Caso alguém daquela UPA possa ajudar, será ótimo.
Sgt Lincoln, torcemos que você tenha uma rápida e boa recuperação e que possa voltar a fazer o que faz de melhor: SALVAR VIDAS!
JUNTOS SOMOS FORTES,
LAURO BOTTO ۞۞

REUNIÃO DE OFICIAIS BM - JORNAL O DIA



O jornal O DIA, no Blog de Segurança, noticiou nossa reunião que foi um SUCESSO!
O que era para ser apenas um encontro com alguns amigos, virou a MAIOR REUNIÃO DE OFICIAIS BM DA HISTÓRIA e tudo deve-se a imensa insatisfação pelos inúmeros "atentados" realizados pelo Governo do Estado contra o Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro.
Dentre Tenentes, Capitães, Majores, Tenentes-Coronéis e Coronéis, participaram do encontro 112 oficiais que, durante mais de 03 horas, debateram os problemas, as propostas e ASSUMIRAM O COMPROMISSO DE OMBREAR COM AS PRAÇAS NO MOVIMENTO DE LIBERTAÇÃO DO CBMERJ.
Lugar de Bombeiro Militar (do Soldado ao Coronel), dia 25/01, é na Candelária!
JUNTOS SOMOS FORTES,
LAURO BOTTO ۞۞

quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

"A VIDA COMO ELA É" PARA OS BOMBEIROS DO RIO DE JANEIRO












Colaboração e montagem de Marcelo Peixoto - Sgt BM.

AS FOTO-MONTAGENS DISPENSAM COMENTÁRIOS!
JUNTOS SOMOS FORTES,
LAURO BOTTO ۞۞

CORPO DE BOMBEIROS - HERÓIS DO BRASIL NO HAITI

Desde que chegaram ao Haiti para trabalhar no resgate das vítimas do trágico terremoto, Bombeiros do CBMERJ têm se emocionado com o reconhecimento do povo local. Desde os primeiros dias, o grupo pôde perceber nas ruas o quanto o Brasil é exaltado pelos haitianos, que já conviviam antes com as tropas da missão de paz brasileira.

Leia o depoimento do Comandante do 1º Grupamento do Busca e Salvamento, Tenente-Coronel Ricardo Loureiro, publicado na coluna “Viva Voz” do jornal “O Dia” desta terça-feira(19):


Muito nos orgulha o trabalho realizado pelos nossos irmãos que cumprem o dever de VIDA ALHEIA E RIQUEZAS SALVAR até no Haiti!

Minha continência e eterno respeito aos militares que tão bem nos representam em terraas estrangeiras!

JUNTOS SOMOS FORTES,
Lauro Botto ۞۞

CONVOCAÇÃO!

Marcha Nacional em Defesa da Aprovação da PEC 300 - Rio de Janeiro
Marcha Nacional PEC 300.
Data: 25 JAN 2010.
Concentração: Candelária.
Início da concentração: 16:00 horas.
Trajeto: Candelária - Cinelândia (Avenida Rio Branco).
Destino: Cinelândia (Falação contextualizada).
JUNTOS SOMOS FORTES!




DEPOIS DAS ÚLTIMAS NOTÍCIAS É QUESTÃO DE HONRA QUE TODOS OS BOMBEIROS DE FOLGA COMPAREÇAM A ESTA MANIFESTAÇÃO! DIVULGUEM E SE FOR NECESSÁRIO PEGUE SEU COMPANHEIRO PELO BRAÇO E O ARRASTE PARA LÁ, VAMOS TOMAR VERGONHA E LUTAR PELO QUE QUEREMOS E TEMOS DIREITO, CHEGA DE FICAR NA ABA DA PMERJ, POIS PARECE QUE AGORA A ABA ACABOU.

ANDRÉ SCHIRMER - CB BM

BOLSA OLÍMPICA - CARTA ABERTA DO CEL LIBÂNIO

CARTA ABERTA A TODOS OS BOMBEIROS MILITARES.

Como já relatado pelo Ten BM Lauro, no dia 18 do corrente mês estivemos na casa do Dep Federal Simão Sessim, principal articulador do Governo Estadual, na liberação de recursos federais através de emenda de bancada, destinada ao pagamento de gratificação financiada pelo Governo Federal, denominada “Bolsa Olímpica”.

Inicialmente a Gratificação somente atingiria os Policiais (militares e civis), no entanto, apesar de tal medida afetar a todos os integrantes da nossa Corporação, apenas alguns poucos (o que, infelizmente, se tornou rotina) se mobilizaram no sentido de reverter tal situação, tendo no Ten Lauro um dos seus principais expoentes.

Graças a atuação destes poucos militares que fazem das ações seus melhores discursos, foi incluída na proposta os militares do CBMERJ.

Ainda assim pairavam dúvidas sob a inclusão ou não do BMs na percepção da referida gratificação, daí o motivo de nossa ida à casa do deputado, como forma de esclarecer definitivamente a situação, bem como agradecer ao legislador federal pela inclusão dos bombeiros militares entre os beneficiários da “bolsa olímpica”.

No entanto, para nossa perplexidade, o deputado nos declarou que apesar de aprovada a verba no valor de 100 milhões, bem como da possibilidade de ampliá-la, o Governador de nosso estado, através de seu Chefe da Casa Civil, Régis Fisher, negava-se a fazer a inclusão dos bombeiros militares na referida Gratificação.

Caro bombeiro militar, não se pode esconder o fato de que estamos vivenciando um momento crítico da nossa centenária história. Estamos numa época em que cada um de nós deve escolher o seu futuro, sabedor de sua responsabilidade para com o futuro da Corporação, o que inclui cada um de nós individualmente, bem como a nossa família, e os reflexos que nossas decisões trarão a sociedade, tão carente de serviços públicos eficientes.

O momento atual é delicado em função das seguidas ações efetivadas pelo Governo do Estado junto a Corporação, que em sua maioria, são desfavoráveis a Instituição e aos seus integrantes.

O governo vem tentando, através de ações políticas equivocadas, como implantações diferenciadas de gratificações, que acabam por destruir hierarquia, um dos pilares da doutrina militar, nos confundir, dividir e enfraquecer e só vai atingir completamente o seu intento se deixarmos. Portanto, o momento exige lucidez e principalmente UNIÃO.

Coragem e forças para bater no peito e dizer que estão juntos pela sobrevivência da Corporação muitos militares tem, determinação e auto-motivação para assumir as conseqüências, participar de ações com vista a encontrar soluções imediatas, esses sim parecem ser raros.

Posso e espero estar errado nestas minhas primeiras conclusões, pois todo aquele bombeiro militar que, apesar das diversidades, encontra forças para realizar tão bem o seu trabalho de ajuda e solidariedade ao próximo e que por tantas vezes rotulado de herói, não poderia se acovardar no momento de ajudar a si próprio e a sua família.

Acredito que este é o momento de mostrarmos ao Governo, que da mesma maneira que nos mostramos obstinados no resgate de vítimas dos mais variados desastres, também podemos ser obstinados no resgate de nossa dignidade e dos valores da nossa Corporação, soterrados por ações daqueles que só pensam em si. Temos mais uma vez a oportunidade de mostrar que o verdadeiro homem mede a sua força, quando se defronta com obstáculos, como este que nos foi colocado.

Não podemos admitir a derrota, porque ainda não nos tiraram a capacidade de agir. Devemos nos julgar incapazes de vencer somente quando não somos capazes de lutar e merecer a vitória. Quando acreditamos verdadeiramente em algo, somos capazes de enfrentar nossos maiores desafios, inclusive nossos medos e receios.

Neste momento é preciso vencer o medo que nos matem refém de injustiças e ter coragem para enfrentar novos desafios, pois com certeza, a coragem em participar das mudanças nos fará vencedores, e a união nos fará invencíveis. É deplorável ficarmos sempre implorando por aquilo que nós temos o direito e o poder de obter.

Isoladamente nossa voz não é ouvida pelo Governo do Estado, mas juntos podemos mostrar que tão importante quanto o policiamento ostensivo, estão as ações desenvolvidas por nós bombeiros militares e a importante contribuição que damos para a persecução de uma das mais nobres tarefas de serviço público, que é a segurança, a proteção e o socorro das pessoas.

Torna-se inaceitável excluir da gratificação dada pelo Governo Federal os homens e mulheres que quotidianamente são protagonistas, quantas vezes anônimos, de histórias de coragem, abnegação e altruísmo.

Temos a obrigação de mostrar ao Governo do Estado que os bombeiros militares são a principal força, e a mais visível, mais próxima dos cidadãos, do Sistema Nacional de Defesa Civil. São os primeiros para quem as pessoas se voltam e por quem chamam em situações aflitivas ou de emergência, a quem cabem tarefas tão vastas como o salvamento e a prestação de primeiros socorros, a quem cabe uma parcela importante da tarefa de acudir a situações de catástrofe ou calamidade pública, e sobre quem recai a parte mais árdua e perigosa do combate aos incêndios. A ação dos bombeiros do Estado do Rio de Janeiro, como a sua abnegação e competência têm sido duramente posta à prova e rege-se por uma perspectiva cívica, humanista e solidária ,e que por estas e outras razões não podemos aceitar ser alijados da percepção da gratificação denominada “bolsa olímpica”.

Para mudança desta situação é imprescindível a participação de cada um daquele que não teve comprada a sua dignidade através de gratificações ou mesmo promessas vãs.

Como tantas vezes dito pelo Ten Lauro e por mim mesmo, “JUNTOS SOMOS FORTES”, neste momento é necessário ter união e para seguir adiante, devemos reconhecer que, no meio da uma grande diversidade de culturas e pensamentos, somos uma Corporação, uma mesma família e com um destino comum.

Devemos somar forças para reverter a atual situação. Para chegar a este propósito, é imperativo que cada um de nós bombeiros militares, declaremos nossa responsabilidade uns para com os outros, com a Corporação, e com as futuras gerações.

Agradeço desde já a contribuição que cada um possa dar na solução de um problema que é comum.

Atenciosamente,
Libanio – Cel BM

terça-feira, 19 de janeiro de 2010

BOLSA OLÍMPICA - CABRAL EXCLUI BOMBEIROS MILITARES

Estive reunido ontem, 18/01, com o Dep Simão Sessim e o Cel BM Libânio, em Nilópolis, e para a nossa surpresa, o Deputado nos confidenciou que o Governador Sérgio Cabral bateu o martelo e OS BOMBEIROS MILITARES DO RIO DE JANEIRO ESTÃO EXCLUÍDOS DA BOLSA OLÍMPICA!
eu e cel Libânio fomos convidados para uma conversa informal e saímos estarrecidos do encontro. A confirmação de nossa não participação na bolsa foi declarada durante uma reunião realizada na semana passada, em Brasília, onde estiveram presentes o Governador Cabral, os secretários Sérgio Cortez e Sérgio Rui, respectivamente secretário de saúde e defesa civil e secretário chefe da casa civil) e o Comandante Geral do CBMERJ, Cel BM Pedro. Apesar de ser uma verba federal, o pagamento da Bolsa Olímpica será de competência do Governo do Estado, que declarou somente beneficiar Policiais Militares. A desculpa apresentada por Sérgio Cabral foi a de que Sérgio Rui alegou que a verba seria insuficiente para contemplar Bombeiros Militares, quebrando, definitivamente, a hierarquia salarial no Rio de Janeiro.
Mais uma vez, não obtivemos respostas de nossa secretaria e de nosso Comando Geral e muito menos soubemos da atitude que nossos representantes, Secretário e Cmt Geral, tiveram ao obter essa notícia lá em Brasília, mas a história recente nos ensinou a não ter muita esperança.
Passei o dia de ontem inteiro buscando inspiração para escrever sobre esse ocorrido, mas o "baque" foi tão grande que mal consegui dormir, o que dirá escrever esse texto.
O anúncio oficial da Bolsa Olímpica será feito pelo Ministro da Justiça, Tarso Genro, e deve ocorrer no próximo dia 26/01, terça-feira,em Brasília, aumentando ainda mais a angústia e revolta dos Bombeiros Militares com o atual governador do estado.
E onde fica a hierarquia?
Soldados PM receberão mais até que Capitães BM?
Bombeiros de São Paulo, Paraná e Rio Grande do Sul, onde PM e CBM são uma só corporação receberão o auxílio e Bombeiros do Rio de Janeiro, NÃO?
Será possível manter a disciplina de oficiais e praças no CBMERJ por mais quanto tempo?
Bombeiros Militares que vêm dando inúmeras provas de eficiência atualmente continuarão sem reconhecimento do Governo do Estado por mais quanto tempo?
Até quando vai durar a subserviência do CBMERJ?
...


JUNTOS SOMOS FORTES,
LAURO BOTTO ۞۞

CABRAL - O SENHOR DA DISCÓRDIA!

O Estado de São Paulo:
Oficiais da PM criticam reajuste salarial do Bope
PEDRO DANTAS - Agência Estado


RIO - O governador do Rio, Sérgio Cabral Filho, publicou hoje, no Diário Oficial, o reajuste da gratificação concedida aos policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope) da Polícia Militar e da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) da Polícia Civil, que passou de R$ 1 mil para R$ 1,5 mil. Até 2009, o benefício era de R$ 500.
O aumento causou insatisfação entre os oficiais da Polícia Militar. Eles alegam que um cabo da unidade, cujo salário inicial é de R$ 1.369,73, passará a ter vencimentos mais altos do que um 1º tenente que não pertence à "tropa de elite" e recebe R$ 2,530,02.
"É de uma imoralidade sem parâmetros. Trata-se de uma subversão dos valores hierárquicos da instituição, além de discriminatório com pensionistas e inativos que não recebem o benefício", disse o coronel da Polícia Militar Paulo Ricardo Paúl. Ele disse estuda entrar na Justiça para receber o benefício por discordar sobre os critérios na concessão da gratificação.
O Governo do Rio adotou o sistema de gratificações para compensar os vencimentos da PM do Rio, um dos mais baixos do país. Todos os policiais aptos ao patrulhamento passaram a ganhar R$ 350. Os policiais que integram as Unidades de Polícia Pacificadora e aqueles que dão aulas no Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd) também ganham mais R$ 500 no contracheque.
O governador Sérgio Cabral já anunciou que tenta obter junto ao Governo Federal recursos para pagar aos policiais e bombeiros uma bolsa olímpica para os jogos de 2016.







JUNTOS SOMOS FORTES,


LAURO BOTTO ۞۞