quarta-feira, 30 de junho de 2010

DIA DO BOMBEIRO - "COMO JÁ VIROU TRADIÇÃO, ABRIMOS MÃO TOTALMENTE DE NOSSAS TRADIÇÕES!"


Visando atender a agenda de nosso "Excelentíssimo" governador, teremos mais um aniversário do Corpo de Bombeiros (154 anos), Comemoração do Dia do Bombeiro Brasileiro e entrega do Espadim Marechal Souza Aguiar fora do dia "tradicional", 02 de Julho.
A solenidade será amanhã, às 10 horas no pátio do Quartel do Comando Geral e, apesar de vermos nossas solenidades cada vez mais esvaziadas nos últimos anos, devemos comparecer, independente de quem hoje nos governa ou comanda para COMEMORARMOS O NOSSO DIA: DIA DO BOMBEIRO BRASILEIRO!
Governos e comandos vêm e vão. O Corpo de Bombeiros é ETERNO!

Minha continência a todos os Bravos Companheiros que ajudaram a chegar onde chegamos, que mesmo cheirando à fumaça e sujos de sangue cumpriram o compromisso de "VIDA ALHEIA E RIQUEZAS SALVAR", para que comemoremos hoje mais um aniversário da mais honrada e respeitada corporação do Brasil, O CORPO DE BOMBEIROS!

JUNTOS SOMOS FORTES,
LAURO BOTTO ۞۞

AUMENTO DE 70,32% - ESCLARECIMENTOS

Como muitos companheiros têm escrito para que se esclareça a forma que será atingida essa porcentagem de aumento (70,32% em 48x), transcrevo abaixo o trecho do decreto de criação que foi assinado e publicado no Diário Oficial de hoje (30/06):

"PROJETO DE LEI Nº 3201/2010
EMENTA:
MAJORA VENCIMENTOS BÁSICOS E SOLDOS DOS INTEGRANTES DAS DIVERSAS CATEGORIAS FUNCIONAIS QUE MENCIONA E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS
Autor(es): PODER EXECUTIVO
A ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
RESOLVE:
Art. 1º - Ficam majorados, a partir do mês de referência janeiro de 2011, os vencimentos-base e soldos, dos servidores públicos civis e militares integrantes das seguintes categorias funcionais:
I – servidores públicos civis integrantes do Quadro Permanente da Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro – PCERJ, Lei nº 3.586, de 21 de junho de 2001, à exceção dos Delegados de Polícia;
II – militares integrantes do Quadro de Policiais Militares da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro - PMERJ, Lei nº 443, de 01 de julho de 1981; e
III – militares integrantes do Quadro de Bombeiros Militares do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro – CBMERJ, Lei nº 880, de 25 de julho de 1985.
Parágrafo único – A implementação do acréscimo de remuneração decorrente da presente Lei será efetivada em 48 (quarenta e oito) parcelas mensais e consecutivas, de 0,915% (zero vírgula novecentos e quinze por cento) incidentes sobre o vencimento-base praticado no mês imediatamente anterior, a contar do dia 01 de janeiro de 2011.
Fonte: http://www.alerj.rj.gov.br/processo2.htm
M=C x (1+0,00915) elevado a 48
M= C x (1,00915) 48
M=C x 1,5483701064913955425884593920859 (que foi o que a calculadora do Windows me mostrou).
Ou seja, 54,83%
Se tomarmos como base um salário de R$1.000,00 e acrescer os 10% agora, teremos R$1.100,00 no próximo mês. Aplicando o aumento de 54,83% que achei na resposta anterior, teremos: R$1.100,00 + 54,83% = 1.703,20.
Ou seja, 70,32% de aumento nos R$1.000,00 iniciais."


JUNTOS SOMOS FORTES,
LAURO BOTTO ۞۞

PEC 300 - MAIS PROMESSAS DE MICHEL TEMER



Apesar de estarmos escaldados, temos esse último cartucho em nossa espingarda para queimar. Quem puder ir à Brasília na próxima semana, VÁ E AJUDE A PRESSIONAR PARA QUE VEJAMOS A PEC 300 APROVADA ANTES DO RECESSO LEGISLATIVO!
Ainda não sei se poderei ir, mas de qualquer maneira, acompanharemos tudo em tempo real através da TV Câmara e da internet.

JUNTOS SOMOS FORTES,
LAURO BOTTO ۞۞

BOMBEIROS SOCORREM VÍTIMAS DE EXPLOSÃO DE BUEIRO EM COPACABANA



29/06/2010 22h05 - Atualizado em 30/06/2010 01h03
Vítimas de explosão de bueiro são transferidas de hospital
Segundo hospital, mulher sofreu queimaduras em 80% do corpo.
Acidente aconteceu na manhã desta terça (29), em Copacabana.

"Uma turista americana e um homem, que ficaram feridos após explosão de um bueiro em Copacabana, na Zona Sul do Rio, foram transferidos por volta das 19h desta terça-feira (29) para a Clínica São Vicente, na Gávea, na Zona Sul do Rio. As informações são da assessoria do hospital. Segundo a unidade, os dois estão internados na unidade de queimados da clínica.

A explosão aconteceu às 10h30 desta terça-feira num bueiro da Light que fica na esquina da Rua República do Peru com a Avenida Nossa Senhora. De acordo com o hospital, a mulher, identificada apenas como Sarah, sofreu queimaduras em 80% do corpo. Já o homem, que seria marido dela, teve 35% do corpo queimados. O estado de saúde dos dois é grave.

O dois foram socorridos anteriormente para o Hospital Miguel Couto, no Leblon, também na Zona Sul. De acordo com a Secretaria municipal de Saúde, Sarah passou por uma cirurgia na tarde desta terça-feira.

Técnicos da Light fazem avaliação
A Light ainda não sabe o que causou a explosão, mas, segundo nota divulgada pela empresa, técnicos fazem o resfriamento da galeria subterrânea para avaliar as causas do acidente. De acordo com a Light, não há registro de interrupção de energia na região.
A Rua República do Peru foi interditada ao tráfego entre as avenidas Atlântica e Nossa Senhora de Copacabana. Marcos Barbieri, de 64, morador do bairro há 2 anos, estava sentado em uma lanchonete quando ocorreu o acidente.

“Eu vi a mulher sendo jogada no ar, para o lado, por alguns metros, e caindo no chão pegando fogo”, relatou. “No primeiro momento achei que uma moto a tivesse atropelado”, acrescentou Barbieri. Segundo ele, o marido da vítima se jogou em cima dela para abafar as chamas e, por isso, teria ficado levemente ferido.

Nílson Vieira, funcionário de um restaurante próximo, ajudou a socorrer a vítima. “Eu peguei um galão de água gelada no restaurante para poder refrescar a mulher”, contou ele.

“O chão estremeceu com a explosão. Ela ficou com o corpo todo queimado, inclusive o rosto. A roupa dela derreteu no corpo e ela ficou completamente nua, deitada na calçada, gritando de dor", recorda Vieira."
Fonte: g1.globo.com

Boa matéria. Faltou terem enaltecido o pronto atendimento da guarnição do ABS que passava pelo local do evento e, principalmente, faltou esclarecer o real motivo do não atendimento de uma ambulância no local:
- Certamente as viaturas do SAMU estavam atendendo ocorrências, possivelmente banais e provavelmente fora daquela área operacional;
- O socorro Básico do CBMERJ, infelizmente, e regredindo no tempo, não conta mais com ASE no comboio.

Tudo fruto da "brilhante parceria" SAMU/CBMERJ e à subordinação a Secretaria de Saúde. Isso a mídia não divulga e a população não sabe.

Fora isso, parabéns à guarnição do ABS e aos Bombeiros da Operação Combate à Dengue que prestaram o 1º atendimento às vítimas no local e ACERTADAMENTE, após longa espera no local, encaminhou as vítimas ao pronto-socorro na própria viatura de Busca e Salvamento.

JUNTOS SOMOS FORTES,
LAURO BOTTO ۞۞

terça-feira, 29 de junho de 2010

FALTA ASSINAR E, PRINCIPALMENTE, PAGAR! VOCÊ ACREDITA NELE?

DECRETO LEI DO REAJUSTE - LEI 3201/2010
PROJETO DE LEI Nº 3201/2010
EMENTA:
MAJORA VENCIMENTOS BÁSICOS E SOLDOS DOS INTEGRANTES DAS DIVERSAS CATEGORIAS FUNCIONAIS QUE MENCIONA E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS
Autor(es): PODER EXECUTIVO


A ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
RESOLVE:
Art. 1º - Ficam majorados, a partir do mês de referência janeiro de 2011, os vencimentos-base e soldos, dos servidores públicos civis e militares integrantes das seguintes categorias funcionais:

I – servidores públicos civis integrantes do Quadro Permanente da Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro – PCERJ, Lei nº 3.586, de 21 de junho de 2001, à exceção dos Delegados de Polícia;

II – militares integrantes do Quadro de Policiais Militares da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro - PMERJ, Lei nº 443, de 01 de julho de 1981; e

III – militares integrantes do Quadro de Bombeiros Militares do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro – CBMERJ, Lei nº 880, de 25 de julho de 1985.


Parágrafo único – A implementação do acréscimo de remuneração decorrente da presente Lei será efetivada em 48 (quarenta e oito) parcelas mensais e consecutivas, de 0,915% (zero vírgula novecentos e quinze por cento) incidentes sobre o vencimento-base praticado no mês imediatamente anterior, a contar do dia 01 de janeiro de 2011.

Art. 2° - Estende-se o disposto na presente Lei, observado o disposto no art. 40, e respectivos parágrafos, da Constituição da República, bem como nas Emendas Constitucionais n° 41, de 19 de dezembro de 2003, e n° 47, de 05 de julho de 2005:

I - aos servidores públicos inativos integrantes das categorias funcionais referidas no anexo desta Lei; e

II - aos pensionistas de servidores públicos integrantes das categorias funcionais referidas no anexo desta Lei.


Art. 3º - As despesas resultantes da aplicação desta Lei serão atendidas por dotações próprias consignadas no orçamento do Estado do Rio de Janeiro.


Art. 4º - Esta Lei entra em vigor na data da sua publicação.

Rio de Janeiro, 28 de junho de 2010

SÉRGIO CABRAL
Governador
Fonte:
http://www.alerj.rj.gov.br/processo2.htm

BOMBEIROS E POLICIAIS TERÃO AUMENTO DE 70,32% PARCELADOS EM 48 MESES

A ALERJ aprovou na tarde de hoje (29) um reajuste salarial que beneficiará Bombeiros, Policiais Civis e Militares, assim como Agentes Penitenciários. O total de 70,32% será dividido em 48 parcelas, sendo a primeira paga no mês de Janeiro de 2011.
Antes de qualquer outro esclarecimento, há de se fazer justiça ao Comandante-Geral da PMERJ, Cel Mário Sérgio, que motivado pelo discriminatório aumento sugerido pelo governador, exclusivamente aos delegados, interveio junto ao poder executivo, demonstrando a NOSSA demanda, assim como de todos outros demais profissionais da Segurança Pública do Rio de Janeiro.
Meu agradecimento e minha sincera continência ao Cel PM Mário Sérgio!
Mais do que um defensor do interesses da tropa, o referido comandante mostrou-se inteligente, poderoso articulador e verdadeiramente preocupado com o maior problema que assola os profissionais de Segurança Pública do estado: Os salários de fome!
Se tal revisão não fosse feita, instalaria-se ainda mais o caos e a desmotivação da tropa seria insuportável!
Torçamos para que essa porcentagem não seja irrisória ao fim desses longos 04 anos.
Outro fator relevante para que tenha sido buscada a justiça, com certeza, tem sido NOSSA MOBILIZAÇÃO. Por mais que os pessimistas não enxerguem e não participem, tenham a máxima certeza que todas passeatas, carreatas, reuniões e manifestações de insatisfação não foram e nunca serão em vão!
As autoridades não vão assumir e muitos não enxergarão isso, mas se não nos mostrássemos revoltados com as seguidas promessas não cumpridas, certamente não teríamos esse aumento apresentado e aprovado "aos 45 minutos do 2º tempo".
Entre discussões do que seria melhor ou pior, com certeza muitas especulações vão aparecer, mas a gente há de reconhecer que essa foi uma vitória que pode e DEVE nos motivar para alcançar outras tantas conquistas que necessitamos!
Não se esqueçam que NOSSA MOBILIZAÇÃO nos garantiu a participação na Bolsa Olímpica que está "prestes a sair do forno", também, e não podemos deixar de cobrá-la.
Fora isso e demonstrada nossa força, devemos nos unir cada vez mais para buscar o respeito perdido ao Corpo de Bombeiros, a nossos militares e familiares:
- Nosso regulamento continua arcáico;
- Nossas pensionistas continuam sem respeito e acesso aos serviços de saúde da corporação;
- Nossa previdência continua atrelada ao Rio Previdência;
- Continuamos "divididos" por inúmeras gratificações discriminatórias;
- Continuamos subordinados à Secretaria de Saúde e sendo chefiados por um "ex-oficial-médico demissionário";
- Continuamos sem Rio Card;
- Continuamos desviados de função, nas mais diversas áreas;
- E, principalmente, continuamos dependentes da representação de outros que não nossos "líderes", frente às autoridades, dentre outras tantas demandas.

Temos que lutar também para que seja reposta a inflação anual na data-base (Maio), independente desse aumento proposto, como obriga a lei que muitas vezes não é cumprida!

Confira a tabela com a proposta de aumento até 2014: https://spreadsheets.google.com/ccc?key=0Aj8nQihCO3zWdG9sX0k3ejg2Rk00ODlUX2I0elYtNnc&hl=pt_BR#gid=0

"Vamos comemorar o hoje, com a certeza que tantas outras batalhas virão amanhã. E só a nossa DETERMINAÇÃO e UNIÃO serão capazes de vencê-las!"

E não esqueçamos da PEC 300! Só ela será uma GARANTIA séria e eficaz de resolução de nossa demanda salarial.

JUNTOS SOMOS FORTES,
LAURO BOTTO ۞۞

GOVERNO PROPÕE AUMENTO PARCELADO DE 70% PARA PMERJ E CBMERJ. SERÁ?

Fonte: O Globo On Line
"Governador do Rio propõe reajuste de mais de 70% para a Polícia Militar
RIO - Após uma reunião tensa com o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Mário Sérgio Duarte, de manhã, no Palácio Guanabara, o governador Sérgio Cabral decidiu enviar nesta segunda-feira à Assembleia Legislativa (Alerj) uma mensagem de aumento de mais de 70% para todos os níveis hierárquicos da PM - no caso dos coronéis, o reajuste proposto é de 80,34%, próximo do que foi concedido a delegados da Polícia Civil na semana passada. A mensagem deverá ser votada nesta terça, em caráter de urgência na Alerj, para que o reajuste seja publicado no Diário Oficial amanhã, data-limite para a concessão de aumentos antes das eleições.

Aumento pode ser parcelado em até 48 meses
Segundo o coronel Paulo Ricardo Paúl, afastado da corporação por liderar um movimento por melhores condições de trabalho na PM, o reajuste será dado também aos servidores do Corpo de Bombeiros e da Secretaria de Administração Penitenciária (Seap). Ficou acertado no encontro que o aumento será concedido em parcelas, num período de 36 a 48 meses.

Os líderes do governo na Alerj ainda terão que convencer os deputados da oposição a aprovarem a mensagem como está, sem proposta de emendas, por causa do prazo para a sanção do governador, que termina nesta quarta-feira

O salário médio de um coronel da Polícia Militar é de R$ 7 mil e subirá para pouco mais de R$ 13 mil. O salário-base de um soldado é de mil reais; com as gratificações, chega a R$ 1,75 mil. Após o reajuste, subirá para cerca de R$ 2.300.

O motivo da reunião foi o aumento, de mais de 80%, dado aos delegados e que causou mal-estar na PM. O objetivo do governo seria frear a migração desses policiais para carreiras com salários melhores, como a de defensores e promotores, entre outras.

Comandante da PM nega crise na corporação
O coronel Mário Sérgio Duarte saiu da reunião e foi direto para o Quartel-General da PM, informar a cúpula da corporação sobre o aumento. Ao GLOBO, ele disse que não há clima de rebelião na corporação e que conseguira mais de 70% de reajuste para todos os níveis da PM.

- Não existe crise na PM. O governador é um bom negociador e ouviu a nossa proposta. Em razão do aumento dado aos delegados, fomos apresentá-la. A nossa contempla todos os níveis e é mais flexível no tempo. Não é uma proposta de sindicalista - observou Mário Sérgio.

Até as 19h30m desta segunda-feira, a mensagem do governador ainda não havia chegado ao plantão da Alerj. Mas outros projetos estavam sendo aguardados ainda durante a noite."

Como São Tomé, só vendo para crer!
Nada do que li nessa matéria me causou surpresa, inclusive a "benevolência" do nosso governador. Enviar o projeto para a ALERJ concedendo o reajuste, para os esquecidos ou desavisados, é exigência para o estado e seus profissionais serem beneficiados por diversas benfeitorias do governo federal no estado, dentre elas a concessão das Bolsas Olímpica e Copa. Aliás, a exigência é até maior que essa, uma vez que a portaria de criação da Bolsa Olímpica exige que até 2016 um soldado BM/PM receba no mínimo R$3.200,00.
No mais, se essa informação se confirmar, teremos mais uma comprovação que VALE A PENA CORRERMOS ATRÁS DO NOSSO PREJUÍZO, SEMPRE!
Mesmo que para isso tenhamos que lutar somente com o Comandante-Geral da PMERJ!
E o "ensurdecedor silêncio" do CBMERJ continua...

JUNTOS SOMOS FORTES,
LAURO BOTTO ۞۞

segunda-feira, 28 de junho de 2010

DIRETO DO BLOG DO CEL PM PAÚL: CABRAL VOLTA ATRÁS

"Os boatos que circulam pela grande rede, acabam causando confusão, assim sendo, presto alguns esclarecimentos para nivelar o que anda sendo dito por aí, sobretudo no Quartel General da PMERJ:
- Mário Sérgio não pedirá exoneração (novamente).
- Ele chegou na sexta-feira (estava no exterior), após saber do aumento para os delegados, se reuniu com a área financeira da PMERJ; com Beltrame e com Cabral.
- A reunião com o governador foi hoje.
- Diante do tiro no pé que deu, o governador Sérgio Cabral deverá encaminhar uma nova mensagem para a ALERJ, ainda hoje, concedendo o mesmo reajuste dado aos delegados da Polícia Civil, para a tiragem, o DESIPE, a PMERJ e o CBMERJ.
- O reajuste será concedido em 48 parcelas, diferente dos delegados, que receberão em 24 parcelas, continuando sendo os PREFERIDOS do Rei do Rio.
- A ALERJ tem que aprovar até quarta-feira.
Imaginem o que irá ocorrer no Rio de Janeiro nas áreas da saúde, educação, justiça, etc."
JUNTOS SOMOS FORTES!
PAULO RICARDO PAÚL


Se confirmados os boatos, será uma mínima demonstração de força do Comando Geral da PMERJ, frente a essa inescrupulosa atitude do governador de dividir ainda mais os profissionais de segurança pública do Rio de Janeiro.
E o "silêncio ensurdecedor" continua no CBMERJ...

JUNTOS SOMOS FORTES,
LAURO BOTTO ۞۞

NOVIDADES SOBRE BOLSA OLÍMPICA E BOLSA COPA


"Enquanto faz com que a PEC 300 caminhe lentamente, ou não caminhe, na Câmara dos Deputados, o Governo Federal está agilizando a implementação dos benefícios intitulados “Bolsa Copa” e “Bolsa Olímpica”, que prevê a complementação salarial para aqueles policiais que estiverem envolvidos com os jogos olímpicos de 2016 e a Copa do Mundo de 2014. Nesta segunda, 28, ocorrerá em Brasília-DF uma reunião que definirá o curso a ser realizado pelos policiais que perceberão o benefício.


Encontro define capacitação de profissionais de segurança para Copa

Brasília, 23/06/2010 (MJ) – Cerca de 130 profissionais da área de ensino das instituições de segurança pública estarão em Brasília, de 28 de junho a 2 de julho, para definir alternativas viáveis para a capacitação das polícias que atuarão nas 12 cidades-sede da Copa do Mundo de 2014. O encontro acontecerá na segunda (28), a partir das 14h, no Hotel Quality Lakeside.

O evento é organizado pelo Departamento de Análise da Informação, Desenvolvimento de Pessoal em Segurança Pública, da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), do Ministério da Justiça. Participam do evento diretores de ensino, comandantes das academias, centros, escolas ou institutos e coordenadores pedagógicos das polícias Civil, Militar e do Corpo de Bombeiros além de representantes das Secretarias de Segurança Pública.

A proposta de Senasp é intensificar as ações de qualificação profissional que já estão em andamento, respeitando as peculiaridades de um evento como a Copa do Mundo. O Governo Federal pretende investir nas escolas, tanto na parte de equipamentos como na estrutura pedagógica, fornecendo os meios necessários à capacitação. O objetivo é que os treinamentos voltados para o trabalho na Copa de 2014 deixem como legado profissionais mais preparados para atender às demandas cotidianas da população.

Além da apresentação do planejamento prévio de capacitação e treinamento da Senasp, serão definidas em conjunto com os estados as temáticas dos cursos e as minutas de convênios que serão pactuadas. Esse diálogo permitirá atender as necessidades específicas dos entes federados."

ALERJ APROVA PEC QUE PERMITE VOLTA AUTOMÁTICA DE MILITAR ABSOLVIDO NA JUSTIÇA COMUM

PEC 41 aprovada na Alerj
"A Alerj aprovou ontem a proposta de emenda constitucional 41, de minha autoria. A votação teve a presença de 53 deputados, com 51 votos a favor. A PEC 41 é uma proposta de emenda que permite o retorno do servidor público militar estadual para a corporação depois de absolvido na justiça pela ação que causou sua demissão. Mais uma vez fico feliz em ver mais uma proposta aprovada com a ajuda de todos os deputados.
- Esse projeto tem por objetivo fazer justiça aos Policiais e Bombeiros Militares."

Parabéns ao Dep. Wagner Montes pela proposta!

JUNTOS SOMOS FORTES,
LAURO BOTTO ۞۞

QUEM PASSAR TROTE PARA O 193 E 190 SERÁ MULTADO

"O acionamento indevido dos serviços de atendimento a emergências, sobretudo os que envolvem remoções, resgates, combate a incêndios ou ocorrências policiais, deverá ser cobrado na fatura do serviço telefônico. É o que defende o deputado Flávio Bolsonaro (PP) através do projeto de lei 896-A/07, que a Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) aprovou nesta quarta-feira, em segunda discussão.

- É uma proposta essencialmente educativa, que busca com este hábito que prejudica o atendimento da polícia e dos bombeiros. Os trotes também prejudicam os cofres públicos, já que gasta-se tempo e dinheiro no deslocamento para atender a chamados falsos - argumenta o parlamentar.

A proposta estabelece que os órgãos públicos que oferecem estes atendimentos divulguem tabela de custos de todas as etapas, desde o atendimento até o deslocamento das equipes. E, ainda, que adotem as
medidas administrativas, junto às operadoras de serviço de telefonia, necessárias a identificar os responsáveis pelos "trotes" e à cobrança dos valores correspondentes. O projeto será enviado ao governador Sérgio Cabral, que terá 15 dias úteis para sancionar ou vetar o texto."
Se sancionada pelo governador, a inovadora proposta será uma grande vitória para nossas corporações, asim como para a população que muitas vezes deixa de ser atendida mais rapidamente porque temos que desviar nossas atenções para desocupados que passam trotes para o Corpo de Bombeiros e para a Polícia Militar.
Parabéns ao Dep. Flávio Bolsonaro!
JUNTOS SOMOS FORTES,
LAURO BOTTO ۞۞

CEL PM MÁRIO SÉRGIO, COMANDANTE-GERAL DA PMERJ AMEAÇA ENTREGAR O CARGO - JB

JORNAL DO BRASIL:
Polícia Militar em pé de guerra

"O comandante geral da Polícia Militar do Rio, coronel Mário Sérgio Duarte, espera ser recebido hoje pelo governador Sérgio Cabral para um encontro que tem todos os ingredientes para ser tenso. O líder da tropa no estado está a um passo de deixar o cargo – e acompanhado por comandantes de batalhões. O motivo é a diferença gritante entre os reajustes concedidos aos policiais militares (10%) e aos delegados da Polícia Civil, que somarão 87,34%, em aumentos mensais até julho de 2012

Panela de pressão
O clima quente na PM, entre os oficiais com cargo de comando em batalhões, surgiu este mês, poucos dias após a sanção de um reajuste de 10% para servidores da área de segurança pública, inclusive policiais militares e delegados. Na semana passada, o governador Sérgio Cabral enviou à Alerj um projeto de lei para conceder um reajuste adicional de 70,3% a mais de mil delegados.
Foi aí que o ambiente azedou no comando da PM.

Duas classes
O descontentamento do comandante-geral da Polícia Militar e dos chefes dos batalhões, até agora tratado com sigilo junto à mídia, tem motivos claros e simples: o reajuste em patamares tão distintos criará um enorme desnível no topo das duas forças de segurança do estado ao fim dos aumentos unilaterais para os delegados, em julho de 2012.
Críticas internas

O reajuste extra exclusivo aos delegados também desperta críticas dentro da própria Polícia Civil. Em off, servidores da corporação reclamam que a medida criará distorções internas. Por exemplo, um inspetor em início de carreira receberá somente 15% do salário de um delegado, incluídas aí as suas gratificações.
O motivo
A ideia de oferecer um reajuste extra aos delegados da Polícia Civil teria surgido após a constatação de que muitos deles estariam trocando a carreira por cargos mais rentáveis, como os de defensor e promotor público, entre outros."


Se a diferença na remuneração já era grande, agora ficou faraônica entre delegados e oficiais PM/BM. O fato que leva à suposta entrega do cargo de Comandante-Geral é deplorável, mas se confirmada, a entega do comando, assim como a dos demais comandantes, é digna de aplausos. Aliás, é o mínimo que podemos esperar de comandantes honrados e compromissados com a tropa que ainda temos.
Como militar do Corpo de Bombeiros, mais uma vez, somos obrigados a aturar o "ensurdecedor silêncio" de nossos "líderes"! Talvez pela satisfação com a atual realidade, onde recebemos o PIOR salário do Brasil, onde temos a tropa mais dividida da história do CBMERJ, onde estamos subordinados à Secretaria de Saúde, onde somos "liderados" por um ortopedista "ex-tenente médico DEMISSIONÁRIO", onde somos obrigados até a abrir mão de nossas tradições por conta da agenda de um governador declaradamente despreocupado com a tropa, mais uma vez alterando a data da festividade do Dia do Bombeiro (02/07).
Será que Sérgio Cabral terá a cara-de-pau de aparecer no QCG, dia 01/07 (É isso mesmo. O dia do Bombeiro no CBMERJ não é mais 02/07)?

JUNTOS SOMOS FORTES,
LAURO BOTTO ۞۞

sexta-feira, 25 de junho de 2010

"O MAIS GRAVE NÃO É O REAJUSTE" - PELO TEN-CEL PM WANDERBY

"Embora saibamos que a disfarçada (ou nem tanto) isonomia salarial entre delegados de polícia e promotores públicos do RJ, materializada através da concessão, às vésperas de eleição, de mais de 87% de reajuste salarial não pode ser justificada como mera recomposição de perdas do período (o “resto” dos integrantes da segurança pública teve apenas 10% de reajuste), estando, portanto, em flagrante oposição à legislação eleitoral vigente no Brasil,

“Art. 73. São proibidas aos agentes públicos, servidores ou não, as seguintes condutas tendentes a afetar a igualdade de oportunidades entre candidatos nos pleitos eleitorais:
...
VIII - fazer, na circunscrição do pleito, revisão geral da remuneração dos servidores públicos que exceda a recomposição da perda de seu poder aquisitivo ao longo do ano da eleição, a partir do início do prazo estabelecido no art. 7º desta Lei e até a posse dos eleitos.” (Lei n.º 9504/97).

há algo ainda pior.

A mensagem implícita na justificativa ofertada pelo governo para o ato administrativo em questão é o que deve merecer nossa maior reflexão,

“o aumento é destinado a fortalecer a carreira de delegado, que é considerada pelo governo como estratégica na política de Segurança Pública”

pois revela não só estranho apreço por apenas uma categoria profissional (cuja curiosa e paradoxal – o inquérito policial é sigiloso – presença nos veículos de comunicação passou a ser lugar comum), mas, o que é ainda pior, desprezo por todo o “resto” dos operadores da segurança pública, incluindo, é claro, os funcionários públicos da mesma instituição a que pertence a citada categoria (ou não?).
Ainda que o pomposo reajuste tivesse por fundamento taxas de elucidação de delitos de percentual similar ao mesmo (quais são elas?), não haveria justiça na medida isolada adotada.
Quem de fato realiza as investigações nas delegacias de polícia?
Na fase processual, tem valor o depoimento colhido pelo delegado (por ele mesmo?) ou a evidência científica produzida pelo perito?
Claro que a medida suscita mais interrogações...
O que pensam (e farão) a respeito as associações do “resto” das classes?
O que fará o secretário de segurança?
O que disse ou dirá o comando da PM do RJ?
O que levou a ALERJ a referendar a medida?
O que fará o Ministério Público com atribuição eleitoral?
Qual é o sentimento que aflora nas dezenas de milhares de homens e mulheres que arriscam sua integridade física no dia-a-dia da (in)segurança pública do mesmo estado cujas bases hierárquicas das instituições afins recebem, por oposição, os piores salários do Brasil?"
Aproveito para tentar saber o que acha também o comandante-geral do CBMERJ e o secretário de saúde e defesa civil, Sérgio Côrtes!
Será que suas pecúnias, cargos comissionados, gratificações, velhas viaturas particulares e "100 minutos" de telefone celular são suficientes para calar e suprir as necessidades dos que nos comandam, enquanto os demais "mortais" da corporação são mais uma vez aviltados com esse aumento dos delegados e contemplados com salários miseráveis e gratificações discriminatórias?
Mais uma vez, presto minha continência a esse brilhante oficial da PMERJ, Ten-Cel Wanderby.
JUNTOS SOMOS FORTES,
LAURO BOTTO ۞۞

quarta-feira, 23 de junho de 2010

NOTA DA ASSINAP SOBRE O AUMENTO DE 70% PARA DELEGADOS

Primeiramente, a ASSINAP (Associação de Policiais e Bombeiros Militares Ativos e Inativos) destaca que não é contra o delegado ser bem remunerado. Mas não podemos tolerar a discriminação por parte do estado em relação aos demais agentes da segurança. Entendemos que a proposta de aumento de 70% apenas para delegados da polícia civil enviada pelo governo do estado à Alerj pode gerar uma crise na segurança pública. Não porque os delegados irão receber um salário digno, mas simplesmente porque todo o restante continuará recebendo salários indignos.
Por que conceder 70% para um grupo que, por hierarquia, já percebe salários maiores, e dar apenas 10% para todo o restante, que recebe salários miseráveis e não condizentes com sua responsabilidade?
A estratégia de privilegiar pequenos grupos deixando um universo de descontentes só apura o sentimento de revolta dos injustiçados.
A ASSINAP interpreta o generoso aumento concedido apenas a delegados como uma forma de coação aos demais agentes da segurança pública, pois em caso de greve ou manifestações, o delegado é a única autoridade policial, sendo os demais considerados como agentes da autoridade, subordinados ao delegado. O governo, assim, mantem sua tática de dividir para conquistar. É assim que o governo pretende “unir forças”, como prega em seu slogan?
Gostaríamos de entender a lógica do governo em beneficiar um pequeno grupo, o de delegados, e deixar à míngua tantos outros profissionais igualmente importantes para a segurança pública. Com este aumento, o desnível entre o que recebe um coronel e o que receberá um delegado – cargos máximos das duas polícias – tornou-se um abismo.
Não queremos fomentar ainda mais a divisão que existe entre as duas corporações. Ao que nos consta, o próprio governo se encarrega disso, asseverando também, com este percentual de aumento para delegados, rivalidades internas na Polícia Civil.
Por que delegados são mais estratégicos que toda uma legião de agentes de segurança? Se os demais profissionais não são estratégicos e não mereçam consideração, que o governo do estado, então, elimine os cargos obsoletos, e deixe de agir de forma cínica e desrespeitosa com milhares de profissionais concursados que já acumulam mais de 200% de perda do seu poder aquisitivo ao longo dos anos.

A Terceira Carreata PEC 300 Rio a ser promovida pela ASSINAP dia 24 será uma ótima oportunidade para que policiais e bombeiros se manifestem perante a população.
Todos os Policiais Civis, Policiais Militares Bombeiros Militares, agentes do DESIPE e demais servidores estão convidados para essa carreata que acontecerá no dia 24 JUN 2010, com concentração às 15h horas, em frente ao jornal O Globo (Rua Irineu Marinho).

ASSINAP
Site: www.assinap.com.br
Fones: 22217193 – 8748052
assinap.brasil@assinap.com.br

PEC 300 - STF USADO COMO TAPETÃO


Fonte: Correio Braziliense

Tribunal tem sido acionado com frequência por parlamentares na tentativa de reverter derrotas no plenário do Legislativo

Diego Abreu
Publicação: 23/06/2010 08:32
"O reajuste salarial dos policiais militares e a partilha dos royalties do petróleo são dois projetos que tramitam no Legislativo e, se aprovados, dependerão de sanção do Executivo para tornarem-se lei [estava assim no original. Em PEC não há sanção presidencial]. No entanto, ambas as matérias podem ter desfechos definidos por outro poder: o Judiciário. Nos últimos anos, ações judiciais têm se tornado instrumentos cada vez mais comuns para questionar propostas do Congresso. Foi assim com a chamada PEC dos Vereadores que, em setembro do ano passado, criou mais de 7 mil vagas nas câmaras municipais. Uma liminar do Supremo Tribunal Federal (STF) impediu que os cargos saíssem do papel: as novas vagas não poderiam contemplar vereadores que não foram eleitos.

O Ficha Limpa também ganhou contornos judiciais, mesmo depois de promulgado pelo Senado e sancionado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Coube ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidir pela aplicabilidade imediata da lei, que proíbe a candidatura de políticos condenados por decisão colegiada e confirmar que os condenados antes de a lei entrar em vigor poderão ter as candidaturas vetadas pela Justiça Eleitoral.

O lobby pela aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) nº 300/08(1), que aumenta o salário de policiais militares, bateu às portas do Judiciário por meio de um mandado de segurança protocolado pelo deputado federal Capitão Assumção (PSB-ES). Ele pede que a Corte determine o retorno da PEC nº 300 para a Ordem do Dia da Câmara, para que a votação seja concluída. Na ação, o parlamentar pede liminar, sob o argumento de que houve violação ao Regimento da Câmara. Segundo o deputado, a votação não poderia ser interrompida depois da aprovação em primeiro turno. No STF, o relator é o ministro Gilmar Mendes, que pediu informações ao presidente da Câmara, Michel Temer (PMDB-SP).[...]"

terça-feira, 22 de junho de 2010

ENTREVISTA NA RÁDIO CONTINENTAL AM 1560


Atendendo ao convite do radialista Marcelo Machado, da Rádio Continental AM 1560, participarei amanhã, dia 23/06, a partir das 15h, de uma entrevista naquela rádio, onde abordaremos diversos temas, dentre eles, as principais atividades do Corpo de Bombeiros, Segurança Pública e eleições 2010.
Convido todos a ouvir e participar através do meu Twitter: laurobotto/twitter.com
Na medida do possível vou respondendo as perguntas durante a entrevista.

JUNTOS SOMOS FORTES,
LAURO BOTTO ۞۞

DELEGADOS DO RIO TERÃO AUMENTO DE 87%


Li a notícia em vários jornais e vi a repercussão nas diversas comunidades do orkut, no facebook e no twitter.
Como meu pai me ensinou a "não ir de primeira na bola" e a procurar não tomar atitudes sob forte emoção ou movido por sentimentos ruins, prefiro deixar para amanhã o que vou escrever sobre o ocorrido!
Por hoje, fico com a reflexão!

JUNTOS SOMOS FORTES,
LAURO BOTTO ۞۞

BOMBEIROS E POLICIAIS IMPEDIDOS DE ENTRAR NA CÂMARA DOS DEPUTADOS


Policiais Militares, Bombeiros Militares e familiares foram impedidos de acessar à Câmara dos Deputados nesta terça-feira, 22 JUN 2010.
É a democracia brasileira onde os profissionais de segurança pública não têm direito à cidadania plena.
JUNTOS SOMOS FORTES!

NOVA VIATURA: AUTO BOMBA PLATAFORMA



Estive hoje, 22 de Junho, no Quartel do Comando Geral, a fim de entregar na Corregedoria Interna uma sindicância da qual estava encarregado e, para minha grata surpresa, fui "apresentado" à nova aquisição do CBMERJ: a viatura AUTO BOMBA PLATAFORMA - ABP 001.
Sendo a primeira, e até então única, viatura do gênero adquirida pela corporação, despertava à atenção de todos os militares que transitavam pelo pátio principal do QCG.
O Sgt BM Rossi (foto), que operava a plataforma da vtr, com muita boa vontade e conhecimento me apresentou à nova viatura e compartilho com todos aqui no Diário Bombeiro Militar.
Atendendo à nova tendência de reunir equipamentos de salvamento e combate a incêndio em uma mesma viatura, assim como um reservatório de água, o ABP destaca-se por contar ainda com uma plataforma de 30 metros de alcance, que pode ser operada por um "joy stick", podendo assim ser empregada nas mais diversas operações de bombeiro militar.
Vale à pena conhecê-la de perto e torcer para seu quartel contar logo com uma nova viatura como essa.
Se o Governo do Estado não se apropriasse indevidamente da arrecadação da taxa de incêndio, com certeza poderíamos adquirir muitos outros ABP como esse. Mas...

JUNTOS SOMOS FORTES,
LAURO BOTTO ۞۞

PEC 300 - VACCAREZZA MUDA DISCURSO MAIS UMA VEZ

"DELEGADOS NA CONTRA-MÃO"!


Blog do Cel PM Paúl:
Os delegados da Polícia Civil do Rio de Janeiro, negociando em separado com Sérgio Cabral (PMDB) e Picciani (PMDB), conseguiram um aumento extraordinário, oito vezes maior que o obtido pelos Policiais Civis (10%).
Os delegados nunca participaram das lutas salariais que têm sido desenvolvidas por Policiais Civis, Policiais Militares e Bombeiros Militares no Rio desde 2007.
Penso que a "tiragem" deve exigir o mesmo reajuste.
JUNTOS SOMOS FORTES!
PAULO RICARDO PAÚL
CORONEL DE POLÍCIA

PEC 300 - MATÉRIA DO JORNAL O GLOBO

SERÁ?

PEC 300 NA REVISTA ÉPOCA


Fonte: Revista Época edição 631 I 21 junho 2010
Primeiro Plano
Fala Brasil
3 Brasília (DF)
Policiais em protesto
Por pouco a cena não repetiu o quebra-quebra organizado por integrantes do movimento dos sem-terra que tentavam forçar a entrada no Congresso Nacional em 2006. Só que agora eram cerca de 100 policiais, civis e militares. Eles queriam pressionar os deputados para aprovar a Proposta de emenda à Constituição (PEC)que garantiria um piso nacional de R$ 3.500 para a categoria. A PEC deverá ser votada na semana que vem, mas os deputados não pretendem incluir o valor do piso na Constituição.

INATIVOS SÃO ROUBADOS!



Os ativos de hoje são os inativos de amanhã! ABRAMOS NOSSOS OLHOS!
A única maneira de você, ativo, não passar para a inatividade é morrendo antes da passagem para a reserva. O que fará com que você deixe sua viúva em estado miserável dada a condição que tratam nossas pensionistas!
As palavras acima podem até ser vistas como duras e grosseiras, mas é a mais pura verdade e muitos de nós fecham os olhos para os inativos, achando que não viverão essa realidade.
E a máxima mais uma vez se confirma: "Não há nada tão ruim que não possa piorar!"
Colocaram o bode na sala dos inativos...
JUNTOS SOMOS FORTES,
LAURO BOTTO ۞۞

LANÇAMENTO DA CANDIDATURA DE GABEIRA AO GOVERNO DO ESTADO


Durante o lançamento da candidatura de Fernando Gabeira/PV ao Governo do Estado, ocorrido no último domingo, 20, no Clube Canto do Rio, em Niterói, o candidato ao senado e aliado da coligação que apóia Gabeira, César Maia, atendendo uma de nossas reivindicações, apresentou a proposta de colocar em prática a PEC 300 em nosso estado, independentemente da proposta ser aprovada em Brasília. Eu estava lá, gravei e cobrarei caso a aliança assuma o Governo. Vale à pena conferir! Segue o texto com as propostas do DEM, abaixo:

"Durante o evento de lançamento de Fernando Gabeira, pré-candidato do PV ao governo do Rio de Janeiro, Cesar Maia , ex-prefeito do Rio de Janeiro e pré candidato ao Senado, apresentou as propostas do Democratas. Cesar Maia apresentou e entregou uma cópia do documento aos representantes dos partidos coligados.

As propostas foram apresentadas como contribuição do Democratas, com 52 pontos prioritários para o próximo governo estadual ,para apreciação pela coligação com vistas ao programa de governo de Gabeira.

Cesar Maia citou as 52 propostas dos Democratas como a intenção de “dar a máxima prioridade para a recuperação do ensino médio e profissional”, “igualar os salários dos funcionários estaduais aos da Prefeitura do Rio de Janeiro, equiparando aposentados e pensionistas” e promover “incentivos fiscais para empresas que promoverem redução em suas emissões de carbono”.

PONTOS PRIORIZADOS PELO DEMOCRATAS!
1.Dar a máxima prioridade para a recuperação do ensino médio e profissional, com remuneração do magistério referenciada aos Estados de SP e MG.
2.Estabelecer a eleição direta de diretor de escola.
3.Criar um cordão de saúde básica em todas as regiões do Estado, e interiorizar nessas regiões – um segmento dos hospitais federais de referencia.
4.Igualar as condições remuneratórias e direitos, do servidor estadual, ao servidor da Prefeitura do Rio.
5.Garantir a paridade dos aposentados e pensionistas.
6.Aplicar –independente de aprovação no Congresso- os termos da PEC-300 no Estado do Rio.
7.Criar pólos com descentralização de poder e orçamento a nível das regiões das secretarias de educação, saúde e transportes, criando a sub-secretaria de obras e manutenção viária do Interior.
8.Criar a coordenação de promoção e proteção dos idosos.
9.Levar a coordenação articulada em todos os municípios de promoção e proteção da mulher.
10.Definir a partir da área de referencia da Ilha do Governador, uma AISP especial com total integração das atividades das policias, MP e justiça, que servirá de base a extensão das demais.
11.UPPs : universalizar em todo o Estado, com cronograma de prioridade para as áreas de maior violência e com escala PM-População que permita universalizar.
12.Criar as Secretarias –tipo agencias- de Promoção dos Portadores de Deficiência, de Prevenção às Drogas e de Defesa dos Animais.
13.Definir o trajeto da ferrovia do minério de Minas a Porto de Açu com foco no desenvolvimento do Noroeste.
14.Garantir a execução do ramal ferroviário Barra Mansa- Japeri.
15.Metrolizar a rede ferroviária de uso urbano.
16.Igualar o sistema de bilhete único às condições da RM de SP.
17.Equacionar o passivo de Docas através de participação dos credores públicos no capital da empresa.
18.Criar uma coordenação das atividades portuárias do Estado.
19.Planejar a Plataforma Logística articulada com Refinaria de Itaboraí\Comperj.
20.Definir localização da base de apoio ao Pré-Sal num área articulada Santa Cruz-Itaguaí.
21.Definir em articulação com os Prefeitos da Região Sul, a localização da estação do Trem-Bala.
22.Projetar e executar a ligação Noroeste-Sul Industrial.
23.Realizar seminários com “autoridade olímpica” nas regiões do Estado de forma a garantir ao máximo, o suprimento de materiais, alimentos, equipamentos produzidos no Estado do Rio.
24.Garantir as responsabilidades do Estado em relação a Copa do Mundo 2014 e JJOO-2016.
25.Concluir as intervenções do PAC.
26.Definir e executar o Programa Estadual de Dragagem dos Rios, com destaque para a Baixada Fluminense e Noroeste.
27.Executar autonomamente a ligação sobre trilhos entre Itaboraí e Niterói e definir com BNDES o financiamento do trecho Niterói-Rio.
28.Impulsionar a conclusão do Anel Rodoviário.
29.Descentralizar os Equipamentos e Eventos Culturais por todo o Estado.
30.Levar a todo o Estado os programas de inclusão pelo esporte e pelas artes direcionado aos jovens.
31.Afirmar a defesa e promoção das áreas de preservação ambiental. Assinar com JBIC o programa de despoluição das lagoas da Baixada de Jacarepaguá.
32.Co-Assinar com o BID a terceira etapa do Favela-Bairro.
33.Assumir a assinatura com o BIRD do programa de expansão de educação infantil e pré-escola, já aprovado por esta instituição.
34.Eliminar o sistema de vistoria do DETRAN.
35.Garantir aos municípios a transferência da cota parte do ICMS relativa à Divida Ativa.
36. Reativar a Ceasa destacando o produtor fluminense.
37. Criar incentivos fiscais para a redução de emissão de carbono em quaisquer atividades.
38. Interagir com o sistema universitário publico e privado, em relação as funções e responsabilidades do Estado.
39. Transferir administrativamente a governadoria para cada região do Estado uma vez por ano.
40. Aplicar 20% da execução da dívida ativa em subsídios para habitação popular.
41. Criar a coordenação de relações internacionais na governadoria.
42. Garantir a responsabilidade única da procuradoria geral do estado na execução da divida ativa.
43. Generalizar o acesso a internet, por todo estado, em todos os distritos.
44. Vinculação da produção estadual de C&T com o sistema produtivo nacional.
45. Promoção das instituições emergentes do Estado em C&T através de cursos de alta qualidade.
46. Projetos remunerados integrando doutores na criação de laboratórios, filmes e software para produção científica e docência.
47. Aplicar progressivamente os 2% constitucionais em ciência e tecnologia incluindo prioritariamente a UERJ.
48. Isonomia funcional para profissionais de saúde em unidades consideradas estratégicas, como os Institutos Federais (INCA, INTO, INC).
49. Garantir a aplicação dos 12% em saúde nos termos do MS.
50. Prontuário clínico (medico) digital via WEB (página criptografada com nível de segurança estipulados pela SBIS – Sociedade Brasileira em Informática em Sáude – https), e, seguindo a tendência mundial, permitindo acesso a técnicos e pacientes.
51. Financiar a construção de Abrigos Regionais para pessoas em situação de rua.
52. Reconstruir o sistema de abrigamento, ressocialização e promoção de menores infratores."

JUNTOS SOMOS FORTES,
LAURO BOTTO ۞۞

MANIFESTAÇÃO DE ESPOSAS DE BOMBEIROS E POLICIAIS



O vídeo do Cel PM Paúl demonstra como foi a mobilização que promete se estender por outros quartéis da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros por todo o estado.
Minha continência aos organizadores e participantes do evento!
Precisamos conclamar as esposas e familiares para se juntarem a esse grupo que luta por nossa dignidade e cidadania perdidas!
JUNTOS SOMOS FORTES,
LAURO BOTTO ۞۞

domingo, 20 de junho de 2010

INCÊNDIO NO MORRO DOS CABRITOS - FATOS, VÍDEOS, FOTOS E REFLEXÕES



Links das principais matérias sobre o incêndio:
http://odia.terra.com.br/portal/rio/html/2010/6/bombeiros_afirmam_que_nao_ha_mais_focos_de_incendio_na_lagoa_89966.html

http://oglobo.globo.com/rio/mat/2010/06/20/bombeiros-continuam-trabalho-de-combate-ao-incendio-no-morro-dos-cabritos-na-lagoa-916928511.asp

O incêndio teve início por volta das 22h do Sábado, dia 19, e só foi totalmente debelado no início da manhã de domingo, 20. Bombeiros dos quartéis da Zona Sul do Rio avançaram ao local e tiveram seu serviço dificultado pelo difícil acesso aos pricipais focos do incêndio e pelo forte vento que soprava naquela madrugada. Como sempre, apareceram vários amadores para "demonstrar conhecimento sobre nossa atividade", dentre eles, mais uma vez tivemos que engolir nosso Secretário Sérgio Côrtes falando sobre o que não sabe e não conhece. Acompanhei a repercussão dos fatos pelo twitter e pelos jornais e, mais uma vez, dentre críticas e elogios, "saímos muito bem na foto".
Parabéns aos companheiros do 1º GBM, 17º GBM, DBM 1/17, GOA e 1º GSFMA que deram conta do recado, apesar das inúmeras dificuldades impostas, elevando ainda mais o nome do NOSSO Corpo de Bombeiros!
Minha continência a todos que participaram do evento!
Ah, como não podia deixar de questionar, por que será que Sérgio Côrtes não aproveitou a presença da imprensa e explicou o escândalo da TOESA e o desvio da arrecadação da Taxa de Incêndio para obras do Governo do Estado? Disso ele deve entender bem! Já das atividades de Bombeiro Militar, assim como eu, tenho certeza que 99% da corporação deve se remoer a cada declaração amadora e despreparada que ele dá aos microfones.
Ah, podia explicar também o por quê das concessões dessas GRATIFICAÇÕES DISCRIMINATÓRIAS que inventou para dividir o Corpo de Bombeiros e o por quê de os Bombeiros que combateram o incêndio durante toda a madrugada não perceberem a Gratificação de R$ 350,00 que ele quis proporcionar apenas para alguns Operadores e Condutores de Viaturas, Guardas-vidas e Recolhedores de Cadáveres!
Será pedir muito?

Será pedir muito também para não soltarem balões? Todos acham "muito bonitinho" vê-lo no céu, mas quando ele cai... Nós mesmos proporcionamos nossas desgraças!

JUNTOS SOMOS FORTES,
LAURO BOTTO ۞۞

quinta-feira, 17 de junho de 2010

BOMBEIROS E POLICIAIS MILITARES ABSOLVIDOS PODERÃO RETORNAR ÀS FILEIRAS - EXTRA ON LINE

Assembleia Legislativa
PMs absolvidos pela Justiça poderão retornar à corporação
"Bombeiros e policiais militares demitidos de suas corporações por processos administrativos decorrentes de ação criminal poderão ser reconduzidos às corporações se absolvidos na ação que deu origem à demissão. É o que determina a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 41/09, do deputado Wagner Montes (PDT), aprovada, em primeira discussão, nesta quarta-feira, pelo plenário da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj). O texto inclui a previsão no artigo da Constituição Estadual que trata dos servidores militares.

- Hoje, os policiais e bombeiros que respondem a um processo administrativo e são absolvidos, no mesmo caso, pela Justiça comum, ainda podem ser excluídos da corporação por um conselho disciplinar. Isto é uma covardia. A PEC vai permitir que eles possam reingressar em suas corporações sem ter que entrar na Justiça pedindo para voltarem aos seus empregos - explica o parlamentar."

ALERJ APROVA 10% DE REAJUSTE PARA A SEGURANÇA PÚBLICA

Clique na foto para ampliar!

13º SERÁ ADIANTADO PELO ESTADO

Em busca do prestígio perdido, depois de massacrar os servidores do estado por mais de 03 anos, Cabral antecipará metade do pagamento do 13º salário!
Fonte: O DIA.

PEC 300: É MATAR OU MORRER!


Fonte: Jornal da Câmara
O líder do governo, deputado Cândido Vaccarezza (PT-SP), informou ontem ter chegado a um entendimento com o presidente Michel Temer e com os líderes do PMDB e do PT para que, na próxima semana, sejam realizadas apenas sessões extraordinárias, todas destinadas à votação dos projetos do pré-sal e da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 446/09, que estabelece um piso salarial para os policiais civis e militares e bombeiros.

Vaccarezza criticou a obstrução promovida pelos oposicionistas e negou que o governo busque protelar votações. “Não há duas conversas. Vamos votar a PEC. Quem quiser criar confusão que crie, mas não pense que vai ajudar”, disse.

Texto legal - Segundo o líder, o importante, em relação ao piso dos policiais, é alcançar um texto que seja legal e atenda à maioria do Plenário. “Não adianta aprovar ilegalidade, porque não prospera”, advertiu Vaccarezza. Ele reafirmou não ser possível fixar na Constituição um valor para o piso, nem criar um fundo sem regulamentá-lo, simplesmente passando a conta para União resolver.

Vaccarezza afirmou que o governo defende a aprovação da proposta, mas com nova redação. O texto garante o direito de um piso salarial para policiais e bombeiros, mas o valor e os detalhes do fundo de onde sairão os recursos somente seriam definidos em um futuro projeto de lei complementar.

Esse projeto seria enviado ao Congresso 180 dias após a promulgação da emenda constitucional. O líder do governo lembrou que a aprovação de uma PEC precisa dos votos favoráveis de, pelo menos, 308 deputados e explicou os motivos que dificultavam a apreciação da matéria na sessão de ontem.

Segundo Vaccarezza, a PEC não poderia ser votada por três motivos: baixo quórum, falta de deliberação dos líderes e ausência do presidente Michel Temer, que deseja estar presente no momento da aprovação. “O Brasil todo sabe da situação dos policiais, que têm salários muito baixos”, ressaltou o líder.

Tumulto - Policiais que pressionavam pela aprovação de piso salarial da categoria geraram tumulto ontem na Câmara. A manifestação ocorreu no corredor de acesso à sala da Liderança do Governo. Dezenas de policiais civis e militares cobraram de Vaccarezza a imediata votação das propostas que tratam do piso salarial para a categoria (PECs 300/08, 340/09 e 446/09). A Polícia Legislativa chegou a ser acionada para conter os ânimos exaltados.

Apesar do tumulto, o líder do governo afirmou não ter havido agressão. “Eles estavam gritando lá fora e eu passei entre eles. Não houve nenhuma agressão física.Fui falar com eles porque eu acho que, aqui na Câmara, uma autoridade não pode se acovardar. Eles estavam exaltados e eu fui dizer qual era a posição do governo.”


PEC 300 - BOMBEIROS E POLICIAIS PRESSIONAM VACCAREZA NA CÂMARA DOS DEPUTADOS

Diante do eterno "embromation" do Presidente "de fato" da Câmara dos Deputados, Vaccarezza, agentes penitenciários, bombeiros e policiais enquadram o parlamentar no corredor e exigem dele que ele tome vergonha na cara e atitude de homem e que coloque para votar a PEC 300 e PEC308. Descaradamente, mais uma vez ele tentou fugir mas a pressão corpo-a-corpo dos trabalhadores de segurança pública fez a diferença.


terça-feira, 15 de junho de 2010

SERÁ QUE AGORA VAI?

AUMENTO SERÁ DECIDIDO AMANHÃ OU ENTÃO ANO QUE VEM.

A Assembleia Legislativa do Rio vota, amanhã(16), os Projetos de Lei 3.128 e 3.129 que reajustam em 10%, a partir de 1º de julho, os soldos e vencimentos básicos dos servidores da Segurança Pública, incluindo policiais civis, militares, bombeiros e Inspetores Penitenciários. Na semana passada, os projetos receberam 19 emendas e saíram da pauta de votação.Os textos receberam pareceres favoráveis das Comissões de Constituição e Justiça, de Servidores Públicos, de Segurança Pública e Assuntos de Polícia, de Defesa Civil e Orçamento. Esperamos que os Deputados não atrapalhem novamente a votação,apresentando emendas e dando argumento ao Governador de retirar os projetos de lei da casa,pois caso não sejam votados e aprovados até o dia 30, os servidores da segurança pública ficarão sem aumento neste ano.
JUNTOS SOMOS FORTES,
LAURO BOTTO ۞۞

ELEIÇÕES 2010 - SEJA + 01 E SEREMOS MILHÕES!


O PV oficializou a candidatura de Fernando Gabeira ao Governo do Estado, assim como anunciou quais serão seus candidatos a Deputados Federais e Estaduais. Fui um dos escolhidos a concorrer a uma vaga na Câmara dos Deputados, nas próximas eleições, e agora nos resta arregaçar as mangas e trabalhar.





Já conhecemos os demais concorrentes ao governo do estado e já nos cansamos de tanta decepção e desrespeito com a Segurança Pública e seus profissionais e familiares. Nos resta tentar O NOVO!

JUNTOS SOMOS FORTES,
LAURO BOTTO ۞۞

ESPOSAS DE POLICIAIS E BOMBEIROS REALIZARÃO MANIFESTAÇÃO DIA 18 DE JUNHO

Esposas e familiares de Policiais e Bombeiros realizarão uma manifestação em frente a Guarda do 23º BPM - Leblon, no próximo dia 18/06, a partir das 07 horas, horário em que ocorre a passagem de serviço da OPM.
Como na foto acima, serão levadas bandeiras e faixas, a fim de contagiar novos adeptos à nossa luta por dignidade e respeito por parte dos governantes e de denunciar a sofrível realidade pela qual passam inúmeras famílias de nossos militares.
As manifestações começam no 23º BPM e prometem se estender por outros diversos quartéis do estado, sendo realizadas semanalmente.
A Guerreira, idealizadora e realizadora do evento, Rosa Taynaira (esposa de policial militar), convida as demais esposas de Bombeiros e Policiais a participarem do evento.
Em caso de dúvidas, entre em contato com ela através do tel: 21 78484667.
Desejo sorte, sucesso e que a ação contagie mais adeptas a NOSSA causa!
"SEM LUTA NÃO HÁ VITÓRIA!"

JUNTOS SOMOS FORTES,
LAURO BOTTO ۞۞

CARREATA DE BOMBEIROS E POLICIAIS - VÍDEOS DOS DISCURSOS

Discurso do Ten BM Lauro Botto:


Discurso do Inspetor de Polícia Francisco Chao:


Discurso do Cel PM Paúl:


Agradeço ao Cel PM Paúl pela filmagem e envio dos vídeos.
A 2ª Carreata em defesa da dignidade de Bombeiros e Policiais do Rio de Janeiro foi um sucesso.
Só não foi melhor que a próxima que realizaremos!
Os Policiais Civis se juntaram a nós e a cada dia estamos mais UNIDOS E MOTIVADOS A LUTAR POR NOSSA DIGNIDADE PERDIDA!
JUNTOS SOMOS FORTES,
LAURO BOTTO ۞۞

segunda-feira, 14 de junho de 2010

2ª CARREATA PELA PEC 300 UNE A SEGURAÑÇA PÚBLICA DO RIO DE JANEIRO

Fotos e texto do Blog do Miguel Cordeiro - Presidente da ASSINAP: http://miguelcordeiropmbm.blogspot.com/

Policiais civis e militares e bombeiros unidos pela PEC 300, unidos pela dignidade

"A Segunda Carreata PEC 300 RJ, realizada no dia 11 de junho, reuniu um número de participantes ainda maior do que a primeira. Policiais militares e civis e bombeiros se uniram, formando a primeira carreata unificada da segurança pública do Estado do Rio de Janeiro. O trio elétrico da ASSINAP, mais uma vez, puxou a carreta que reuniu quase 200 veículos.

A ASSINAP agradece e parabeniza todos os participantes, como também aplaude o trabalho impecável da Guarda Municipal e dos Policiais Militares, que escoltaram todo o evento, dando segurança à carreata e à população.
Parabéns a todos. Os governos tem que entender que Segurança Pública se faz com investimentos em tecnologia, mas principalmente no homem!

A Terceira Carreata PEC 300 Rio está marcada para o próximo dia 24 JUN 2010, com concentração às 15:00 horas, na Rua Irineu Marinho, em frente ao jornal O Globo.
Participe!"

Ten BM Lauro Botto e Miguel Cordeiro

Inspetor de Polícia Francisco Chao

Sgt BM Mário Nunes

Miguel Cordeiro "dando seu recado" enquanto a carreata passava pela Av. Pres. Vargas

Cel PM Paúl




Policiais civis, Francisco Chao e Nogueira; presidente da ASPRA, Wanderley; presidente da ASSINAP, Miguel Cordeiro e coronel PM Paúl

PEC 300 - "MAIS PROMESSAS" PARA ESTA SEMANA. SERÃO "SÓ" PROMESSAS?

Líder do governo garante que PEC 300 será votada no dia 15


"Na reunião dos líderes da Comissão Especial da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 300, ocorrida na tarde desta terça-feira, no Congresso Nacional, uma notícia foi comemorada pelas representações militares. A referida matéria será, com certeza, votada no dia 15 de junho - terça-feira da próxima semana. A garantia foi dada pelo líder do governo na Câmara Federal, deputado Cândido Vaccarezza (PT-SP).
O parlamentar, assim que chegou para a reunião, foi logo revelando a boa nova aos presentes. Ele afirmou que nesta semana as discussões em torno da proposta seguem a todo vapor e que já fechou acordo com a bancada governista para não atrapalhar a votação na próxima terça-feira.
De acordo com o presidente da Associação dos Cabos e Soldados (ACS) de Alagoas, Wagner Simas, que está em Brasília acompanhando as discussões, quando a audiência desta tarde foi encerrada, um deputado do PSB - da bancada de apoio aos governistas - também referendou que a PEC 300 está assegurada na pauta da próxima semana. "O deputado garantiu que a proposta será apreciada com toda a certeza", informou Simas.
A data foi fixada mediante negociações acaloradas entre o líder do governo, a bancada de oposição e as representações dos militares que fazem grande pressão em Brasília. O texto da PEC 300 foi modificado, mediante consenso de todos, após a constatação de que a fixação do valor do piso remuneratório explícito no texto era inconstitucional.
Confira, em primeira mão, o texto modificado da PEC 300, alterando três artigos da Constituição Federal. A proposta, caso seja aprovada, obriga o governo federal a encaminhar a Lei Complementar no prazo máximo de 180 dias, onde será fixado o valor do piso salarial nacional da categoria."

O texto acima descreve a "intenção" do líder do governo Lula na Câmara dos Deputados, Dep Cândido Vaccarezza PT/SP (foto), de colocar a PEC 300 em votação nessa terça-feira, dia 15/05. Até aí, ÓTIMO!
Pena que já estamos "escaldados" e conhecemos suas intenções. Ir aos jornais e microfones bradar que será colocada em votação, em dia de estréia do Brasil na copa do mundo, serve para enganar a quem?
A cada dia que passa, mais nos enojam essa corja do PT e PMDB, seja no Rio ou em Brasília. Lula e Cabral, definitivamente, fecharam os olhos para a causa da segurança pública no país e no estado e seus piores problemas: O estado de miséria pelo qual passam Bombeiros e Policiais na maioria dos estados do país e no Rio de Janeiro. Michel Temer, aquele mesmo que fugiu da Câmara dos Deputados no dia que prometeu colocar a PEC 300 em votação, é anunciado candidato a vice-presidente de Dilma Roussef. Você, militar estadual, acredita nessa "dobradinha"?
Nossos companheiros morrem diariamente e nossas famílias adoecem enquanto eles enchem a boca para anunciar bolsas e mais bolsas Brasil afora. Sequer as Bolsas Formação, Copa e Olímpica nos socorrem. A primeira, apenas serve para atenuar o drástico estado miserável por que passam alguns de nossos militares e para acentuar as discrepâncias remuneratórias, tendo em vista que quebram a hierarquia salarial, ao não contemplarem a todos. As Bolsas Copa e Olímpica, ninguém sabe, ninguém viu... Ou será que estão esperando Outubro chegar para tentarem "comprar" nosso apoio e voto?
E Cabral... Bom, desse eu prefiro sequer falar para não causar náuseas nos que lêem esse artigo.
PENSA NISSO:

"SEJA + 01 E SEREMOS MILHÕES!"
JUNTOS SOMOS FORTES,
LAURO BOTTO ۞۞

sexta-feira, 11 de junho de 2010

DEPUTADOS DA ALERJ COLOCAM EM RISCO O AUMENTO DE 10% DOS PMs E BMs - DO BLOG "MILITAR LEGAL"

"A Votação dos projetos de lei 3.128 e 3.129, que reajusta em 10% os salários de policiais civis e militares, bombeiros e inspetores de administração penitenciária, receberam 19 emendas na tarde desta quinta-feira(10) no plenário da Assembleia Legislativa (Alerj) e foram retirados da pauta, devendo retornar na próxima semana.

O Governador Cabral teve três anos e meio para lutar pelos royalties do RJ e fracassou.Agora joga a culpa de seu fracasso sobre os servidores,suspendendo seus reajustes com o argumento da perda da receita dos royalties,mantendo apenas o reajuste dos servidores da área de Segurança Pública.

Cabral está doido para também ter um argumento para retirar o reajuste dos policiais e bombeiros e parece que os deputados estaduais estão afoitos em presentear o governador.O reajuste da Segurança tem que ser transformado em lei até o dia 30 deste mês ou corre o risco de não ser concedido neste ano.

Os deputados estaduais tiveram três anos e meio para conseguir algo mais em matéria de reajuste salarial para nós e não conseguiram, agora não é o momento de apresentar Emendas,as quais são só para jogar para a galera,pois sabemos que nenhuma delas será aprovada,só servindo para atrasar a votação do nosso reajuste, ou será que isso faz parte de uma estratégia,conluio de Cabral e os Deputados Estaduais, para o Governador poder dizer depois: Eu quis dar o reajuste de 10%,mas os deputados não deixaram,apresentando 19 emendas?"
JUNTOS SOMOS FORTES,
LAURO BOTTO ۞۞

quinta-feira, 10 de junho de 2010

OPERAÇÃO COMBATE À DENGUE - DIFLUBENZURON: INIMIGO DO AEDES E DOS BOMBEIROS!

Recebi e-mail de um Bombeiro Militar que denunciou a desconfiança na utilização do larvicida utilizado na Operação Combate à Dengue,o diflubenzuron, sugerido pelo Ministério da Saúde.
A substância vem sendo utilizada em vários estados do país e na pesquisa mais aprofundada que fiz sobre a questão, encontrei uma matéria de um jornal do Rio Grande do Norte que denota a mesma preocupação dos agentes de saúde de lá.
O Bombeiro que me escreveu encontra-se de cama e apresentando sintomas de intoxicação pelo contato com a substância. Logo, fica o alerta de necessidade de bastante atenção ao manusear o produto.
Transcrevo abaixo a matéria do jornal do RN:

"Diflubenzuron causa desconfiança nos agentes de combate do Aedes

O mais novo aliado no combate ao Aedes aegypt, o pesticida Diflubenzeron, está causando impasse entre os agentes de saúde e a SMS (Secretaria Municipal de Saúde) devido às dúvidas sobre o manuseamento do químico.

O novo produto foi escolhido pelo Ministério da Saúde por causa de sua ação mais duradoura, cerca de dois a três meses a mais que o utilizado anteriormente, o BTI.

Segundo os agentes de saúde do Distrito Norte, o produto é muito forte e está causando alguns desconfortos nos profissionais na hora de manipulá-lo. Reações como dor de cabeça, ardência nos olhos e até coceira. Edson Bezerra, agente de saúde, afirma que no dia da apresentação do produto aos profissionais, um grupo de idosos que estava presente no local passou mal com o cheio forte do químico. E para acentuar o problema, os agentes de saúde denunciaram a falta dos EPI's (equipamentos de proteção individual).

Preocupados com a manipulação do diflubenzuron, os agentes de saúde fotografaram a embalagem do produto a fim de provar seu risco à saúde. Por esse motivo, eles pesquisaram na internet sobre o químico e mostravam que o produto deveria ser usado exclusivamente em atividades agrícolas e que ele seria tóxico.

A coordenadora do Departamento de Vigilância da Saúde, Cristiana Souto, alega que os agentes de saúde estão equivocados. Ela apresentou uma nota técnica do Ministério da Saúde a qual alegava que o produto estaria sendo usado como substituto do antigo para auxiliar no combate à dengue. Ela afirmou que "a atitude dos agentes de saúde está sendo precipitada".

Outros estados, como Pará, já utilizam o produto há cerca de um ano e nenhuma ocorrência foi feita com relação ao uso dele. Em um artigo publicado por meio da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais), especialistas falam que o produto é" biodegradável e não cumulativo no organismo, por não ser assimilado pelo intestino de vertebrados".

Segundo a coordenadora, os casos de dengue na capital diminuíram cerca de 90% em relação ao mesmo período do ano passado. "E não utilizar o produto é lutar contra o combate a dengue", completa Cristiana."


JUNTOS SOMOS FORTES,
LAURO BOTTO ۞۞

A PERDA DOS ROYALTES NO SENADO E O AUMENTO DOS SERVIDORES DO RJ - JORNAL O DIA


"Royalties: Cabral ataca decisão do Senado, diz que confia em Lula e congela reajustes dos servidores

Rio - O governador Sérgio Cabral concedeu uma entrevista coletiva, nesta quinta-feira, para falar sobre a decisão do Senado, que durante a madrugada, aprovou o texto definitivo da Emenda Ibsen, que distribui os recursos dos royalties aos estados brasileiros. O texto definitivo foi acatado por 41 votos a 28

"Conversei com presidente Lula há 1h e ele me garantiu que o que vale é o acordado entre mim e ele há 7 meses, que trata do pré-sal ja licitado. Acreditamos no veto", Cabral.

O governador prometeu ir ao Supremo Tribunal Federal (STF) em caso de nova derrota. "Caso o presidente Lula vete a lei dos royalties e o Congresso derrube o veto, o Governo do Rio de Janeiro irá ao STF", afirmou.

Cabral voltou a atacar a decisão dos parlamentares, afirmando que os estados do Rio e do Espírito Santo estão sendo roubados. "O que estão fazendo com Rio e Espírito Santo é roubo e desrespeito. Os recursos divididos não ajudam os demais estados", disse.

Visivelmente irritado, o governador afirmou que o estado vem cumprindo rigorosamente a lei e com responsabilidade. "O Rio tem feito seu dever de casa, saneamento fiscal, investindo os 5% no meio ambiente com responsabilidade. Os recursos dos royalties são rigorosamente aplicados como diz a lei pelo Estado do Rio. E a população não pode ser sacrificada", completou.

Por último Cabral pediu a compreensão dos servidores em relação ao reajuste salarial prometido anteriormente. Para o governador, nada poderá ser feito para os trabalhadores enquanto a situação dos royalties não for definida.

"Tomei decisão de retirar todas mensagens de reajuste de servidores públicos até que se resolva questão dos royalties. Só manterei mensagem de reajuste dos servidores da segurança pública. Temos que fazer um sacrifício por estes que estão dedicando suas vidas. Peço compreensão de todos servidores. Isso sanado, o reajuste será recomposto. O Rio cumpriu o seu dever fiscal e legal", disse.

Na quarta-feira, o senador Pedro Simon (PMDB-RS) apresentou uma emenda que trata da distribuição de royalties do petróleo ao substitutivo de Romero Jucá. O texto causou mal-estar no Senado, mas foi aprovado pelos senadores em votação na madrugada desta quinta-feira."

Em princípio, fica mantido o reajuste de 10% para a área de segurança pública do Rio de Janeiro. O difícil é confiar, mais uma vez, na palavra de quem já se mostrou sem palavra por diversas vezes para nós. "É ver para crer", sabendo que "amanhã, tudo pode mudar!".

JUNTOS SOMOS FORTES,
LAURO BOTTO ۞۞

PEC 300 - DEPUTADOS ACIONAM A JUSTIÇA PARA GARANTIR VOTAÇÃO


Deputados entram na Justiça para assegurar que a Câmara termine de votar a emenda que fixa o piso salarial dos policiais e bombeiros

Rodolfo Torres

Agora é com a Justiça. Conforme antecipou o Congresso em Foco, um grupo de deputados foi nesta quarta-feira (9) ao Supremo Tribunal Federal (STF) para impetrar um mandado de segurança. O objetivo é fazer com que a Câmara retome a votação da PEC 300, matéria cujo texto-base foi aprovado em março deste ano.

Para o autor do mandado, deputado Capitão Assumção (PSB-ES), a medida serve para restabelecer a soberania da Câmara frente ao governo, que teme o impacto bilionário da proposta nas contas públicas.
“Hoje, estamos vendo claramente a interferência do Poder Executivo dentro do Legislativo. Isso é inadmissível... Acredito que a decisão equilibrada do Supremo vai por ordem na Casa”, afirmou o parlamentar.

Assumção fez referência direta à liderança do governo na Câmara, conduzida pelo deputado Cândido Vaccarezza (PT-SP). Segundo o deputado do Espírito Santo, Vaccarezza vem “procrastinando a decisão”. “Acredito que a liderança do governo tem de fazer sua atuação, mas não pode agir como tropa de choque.”

Para Vaccarezza, a medida foi “um erro no encaminhamento”. Contudo, o petista destacou que decisão do Supremo é para ser cumprida. “O que o Supremo decidir, está decidido.”

A PEC 300 conta com o apoio formal de 321 deputados. Para concluir o primeiro turno de votação, deputados ainda terão de analisar quatro destaques à matéria.

A proposta cria o piso salarial provisório a policiais e bombeiros militares de R$ 3,5 mil e R$ 7 mil - para praças e oficiais, respectivamente.

Estiveram presentes no STF os seguintes deputados:

Capitão Assumção (PSB-ES)
Elismar Prado (PT-MG)
Fernando Chiarelli (PDT-SP)
João Campos (PSDB-GO)
José Maia Filho (DEM-PI)
Lincoln Portela (PR-MG)
Major Fábio (DEM-PB)
Mendonça Prado (DEM-SE)
Paes de Lira (PTC-SP)
Sebastião Bala Rocha (PDT-AP)