segunda-feira, 28 de setembro de 2009

JUSTIÇA SEJA FEITA!

Recebi o comentário abaixo transcrito em uma das matérias do DIÁRIO BOMBEIRO MILITAR e faço questão de publicá-lo e respondê-lo, desde já desculpando-me pela não citação de alguns participantes na organização do evento:
"Anônimo disse...
Caro Companheiro Ten Lauro.
A suas fotos com seus ídolos estão muito boas, parabéns pela sua força de vontade e presença na aprovação da PEC. 300 e ainda pelo seu carisma.
Mas sejamos justos: em nenhum momento você mencionou que o carro de som que todos falavam, inclusive você, foi pago pelas Associações de Oficiais PM e BM, em nenhum momento você menciona que as camisas, que deram tanto brilho a Caminhada, foram doadas pelo companheiro e Vereador Girão e nem cita a sua presença entre nós.
Caro amigo: precisamos ser justos, pois o amanhã ainda é nevoento, sempre iremos precisar da ajuda de pessoas e Instituições para atingir-mos os nossos objetivos.
Ou a Caminhada só foi realizada pelo grupo "Juntos Somos Fortes", sem qualquer ajuda?"
Em resposta, caríssimo anônimo, me desculpo por não citar não só a Associação de Oficiais PM/BM e o Vereador Sargento BM Cristiano Girão como todas as outras associações que foram FUNDAMENTAIS para que a maravilhosa marcha se tornasse o sucesso que foi.
Ao Vereador, além de parabenizá-lo, gostaria de agradecer por confeccionar as mais de 500 camisas que "enrubreceram" a orla de Copacabana. PARABÉNS!
A TODAS AS ASSOCIAÇÕES QUE TORNARAM REALIDADE NOSSA MANIFESTAÇÃO, MEUS PARABÉNS E MEU MUITO OBRIGADO, TAMBÉM!
Nós que contribuímos mensalmente para as mais diversas ASSOCIAÇÕES REPRESENTATIVAS DE CLASSES SEMPRE ESPERAMOS QUE ELAS TENHAM A POSTURA QUE TIVERAM NO ORGANIZAÇÃO E REALIZAÇÃO DA NOSSA MARCHA, ASSIM COMO NOS REPRESENTEM POLITICA E JUDICIALMENTE NAS DEMAIS CAUSAS QUE AFLIGEM BOMBEIROS E POLICIAIS MILITARES FLUMINENSES. Aproveito ainda para "desafiar" (no bom sentido) todas as associações representativas de classes de Bombeiros Militares a entrarem com UM MANDADO DE SEGURANÇA NO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL E ESTADUAL CONTRA A INCONSTITUCIONAL SUBORDINAÇÃO DO CBMERJ À SECRETARIA DE SAÚDE! Fato esse que elevaria o nome de todas essas instituições e faria justiça à colaboração e confiança de todos os associados Bombeiros Militares do Rio de Janeiro.
JUNTOS SOMOS FORTES
LAURO CÉSAR BOTTO MAIA
1º TEN BM QOC

"A confissão das más acções é o primeiro passo para a prática de boas acções.
(Sto. Agostinho)"

3 comentários:

  1. sou da saude e concordo com isso,parabens ten lauro,esse negocio de só alguns bombeiros da área de saude ganharem gratificações está errado,ou é pra todos,ou pra ninguem independentemente de quem trabalha mais ou menos,bombeiro é bombeiro seja combatente,musico,motorista,oficiais ou praças o direito deve ser igual a todos.

    ResponderExcluir
  2. Em relação a inconstitucionalidade do ato que vinculou o CBMERJ a SES, por mais desconfortável que seja para todos os bombeiros, deve ser dito, é válido o ato adminstrativo quando este cumpre os requisitos: competência, forma, motivação, objeto e o principal deles que é a finalidade supremacia do interesse público. Ensinou Hely Lopes Meirelles. Então, será uma batalha política e não jurídica.

    Por outro lado, anulados os atos a efeitos ex nunc, teremos pouco mais de 01 ano para reestruturarmos as ações realizadas. O erário seria submetido a um prejuízo absurdo. Além do mais, será mais conveniente, hoje, estarmos subordinados o Delegado de Policia Federal-RS, que já deixou não suportar bombeiro?
    Não vamos entrar em desespero.

    Agora, este diário tornou-se um importante canal de notícias para todos aqueles que confiam no seu talento. Certamente por diante, deverá assumir uma característica responsável e atender a interesses sociais em respeito a todos aqueles que depositam seu fio de esperança no seu magnífico trabalho.

    Logo, as alianças estão se fortalecendo e os créditos de toda a luta deverá ser repartido.


    Luis Otavio Moura Gaspar - Major BM - RJ

    ResponderExcluir
  3. Cel. BM R/R Jose Carlos Dias.29 de setembro de 2009 01:46

    Ten Lauro Cesár.
    Não é necessário desafiar as Associações de Oficiais para impetrarem qualquer Ação contra essa absurda subordinação a Secretaria de Saude.
    Talvez o companheiro não saiba, mais a AME/RJ deixou de impetrar Representação de Inconstitucionalidade no TJ, visto que o Deputado Paulo Ramos, Pres. da Comissão de Servidores Publicos, já o tinha feito, com relação ao Decreto que cria a Subsecretaria de Defesa Civil e consequente subordinação, o que pode ser verificado no site do TJ ou com o Gabinete do nobre Deputado.
    Incontinenti, a AME/RJ enviou todos os documentos para a AME-Brasil, a qual é filiada, para que ingressase com a Ação de Inconstitucionalidade no STF, através do seu Assessor Jurídico, Dr. Jose do Espírito Santo, também advogado da AME/RJ.
    Por se tratar de matéria (ato do Executivo) que o STF entende ser da lavra dos TJ Estaduais, é de bom alvitre esperar-mos o andamento da Representação da Com. de Serv. Públicos e depois avançar-mos no STF.
    Como se vê, meu bom Tenente, temos a certeza que está por pouco tempo essa subordinação, ademais, não creio que perdure em qualquer futuro governo do Rio de Janeiro, pois sabemos que esta discrepância tem os dias contados por ser negócio de "porteira fechada".
    Espero ter esclarecido.

    grato, Cel. BM R/R Dias
    Pres. CD da AME/RJ

    ResponderExcluir