terça-feira, 9 de junho de 2009

Hospital Central Aristarcho Pessoa - 64 anos de assistência hospitalar.


Notícias do CBMERJ!


"Além da missão de prestar atendimento médico-hospitalar e assistencial, incluindo-se exames complementares, aos militares ativos e inativos, dependentes e pensionistas, o HCAP realiza atividades de prevenção primária junto aos quartéis, demonstrando-se um valioso patrimônio da Corporação.
Coube à atual administração, composta pelo Diretor Técnico, Coronel BM médico Hélio Santos, e pelo Diretor Administrativo Coronel BM Luís Antônio Dias, empreender padrões de gestão modernos nas áreas administrativa e técnica com vistas a um atendimento de excelência. Desde que assumiram seus cargos, os diretores trataram de reformar os pavilhões feminino e masculino; a unidade materno-infantil; a fachada do bloco dos pavilhões; a lavanderia; o Centro Cirúrgico; a UTI; o hall do SPA e os ambulatórios.
Na área técnica, foram adquiridos equipamentos com tecnologia de ponta, como tomógrafo computadorizado, arco cirúrgico, videolaparoscopia (cirurgia por vídeo), desfibrilador para o SPA, sem contar a aquisição de novos leitos reguláveis e a reabertura da terceira sala do Centro Cirúrgico.
- Montamos uma estratégia com o propósito de modernizar todo o hospital para os bombeiros militares e familiares. Tanto aumentamos o número de profissionais de saúde quanto aprimoramos todas as especialidades através de tecnologia avançada - assim o Coronel médico Hélio Santos, Diretor Técnico, traduziu as reformas estruturais realizadas em vários setores do Hospital Central Aristarcho Pessoa (HCAP), com a finalidade de atender às exigências técnicas para torná-lo uma referência no sistema público de saúde.
Medalha de Ouro na última edição do PQ-Rio (prêmio de melhor instituição pública de saúde), o HCAP ainda promoveu intervenções para a renovação das Comissões Hospitalares, Expansão do Programa Domiciliar de Atendimento Pós-Hospitalar (PRODAPH ), Consolidação da Ouvidoria, revitalização da página do HCAP na internet e criação do Comitê Interno de Qualidade.
Hoje, o Quadro de Oficiais de Saúde do Hospital é composto por 132 médicos, 18 enfermeiros, seis fisioterapeutas, seis nutricionistas, duas fonoaudiólogas, duas psicólogas, uma farmacêutica e uma assistente social. Ao todo, a unidade possui uma força de trabalho composta por 183 oficiais, 407 praças e 30 civis, para dar atendimento hospitalar a cerca de 80 mil pessoas, entre militares da Corporação e seus dependentes.
Para se ter uma idéia da dimensão que o Hospital possui, o Centro de Tratamento Intensivo (CTI) possui sete leitos com camas elétricas novas, monitorização de todos os sistemas vitais, carrinho de RCP (ressuscitação cardiopulmonar), fisioterapia 24 horas, medicação total e televisões para conforto de todos os pacientes internados.
- Existe ainda um leito de isolamento, para pacientes suspeitos de doenças infecto-contagiosas ou para casos excepcionais, com espaço para acompanhamento familiar - afirmou o Major médico Max Pinheiro.
- Outro serviço cuja procura vem aumentando bastante é a cirurgia de obesidade mórbida. Das oito cirurgias realizadas recentemente, cinco foram em bombeiros militares, que voltaram ao trabalho normalmente, um mês após a operação - comemora o Chefe da seção de Cirurgia de Obesidade, Major médico Júlio Arêas Demaria da Silva, acrescentando que o HCAP é o único hospital público que faz esse tipo de cirurgia."


Há 29 anos atrás, tive a honra de dar meus primeiros choros e sorrisos no HCAP. Como sempre recorda minha mãe, e recordava meu falecido pai, gostei tanto da maternidade que fiquei internado por lá mais uma semana por ter nascido com icterícia.

Não fossem os primeiros cuidados recebidos em nosso HCB e a competência da equipe que "me trouxe ao mundo", talvez essas palavras não estivessem sendo escritas e lidas por aqui. Mas eu, meus irmãos e milhares de outros militares e familiares estamos aqui para atestar a importância e histórica competência de todos que fizeram e fazem a história do Hospital Central Aristarcho Pessoa.


Parabéns a todos os militares do Hospital Central Aristarcho Pessoa.

Muito nobre a missão que têm de cuidar da saúde dos homens e mulheres que se dedicam a cuidar da preservação da vida e do bem-estar da população fluminense.

Ficamos muito felizes de ver as melhorias e ansiamos que o hospital, assim como as policlínicas, possam crescer e se modernizar ainda mais, a fim de atender a crescente demanda provocada pelo último e maior concurso de ingresso para as nossas fileiras e também aos demais integrantes e famílias dos que já compunham nossa querida caserna.


JUNTOS SOMOS FORTES

LAURO CÉSAR BOTTO MAIA

1º TEN BM QOC


8 comentários:

  1. só está faltando auxiliares de enfermagem,pois a maioria dos técnicos e auxiliares tem que dobrar serviço,por falta de profissionais!!!!drº julio areias é uma profissional qualificadissímo!!!!!

    ResponderExcluir
  2. O HCAP É ÓTIMO E TEM SEUS DIRETORES E PROFISSIONAIS DE SAÚDE DE ALTA QUALIDADE, SÓ ESTÁ FALTANDO MAIS TÉCNICOS DE ENFERMAGEM, TÉCNICOS DE RAIO X E TÉCNICOS DE LABORATÓRIO PARA PODER DAR UM ATENDIMENTO MELHOR. PARABÉNS HCAP E CBMERJ.

    ResponderExcluir
  3. concordo com que os colegas escrveram acima!!!!

    ResponderExcluir
  4. SubTenBM Reynoso Silva14 de junho de 2009 15:50

    Só tenho a agradecer aos irmão do HCAP já me livraram de muitas, medicos, enfermeros e administração em geral.fasso um agradecimento em especial, aquele que ficam ali na frente o primeiro contato, exemplo, você fica quieto e sempre aparece um deles para perguntar se você esta bem numa desta eu estava com uma infecção e um deles apareceu. DEUS ABENÇOE A TODOS.

    ResponderExcluir
  5. SubTenBM Reynoso Silva14 de junho de 2009 15:55

    Esqueci de dizer eles são a tropa de choque do HCAP "anjos da guarda". Obrigado.

    ResponderExcluir
  6. Faço estágio neste Hospital, venho aprendendo muito. O hospital é excelente, é confortável e não tenho nada a reclamar!
    Evandro Mury.

    ResponderExcluir
  7. Bom dia há todos! concordo com que os colegas escrveram acima!!!!tive meus filhos lá e não tenho do que reclamar é uma mãe este hospital,realmente os competentes de lá e outras areas merecem um extra a vida esta muito dificil e muito deles vao para a vida errada,com famlias para cuidar por falta de dinheiro.acabam fazendo besteiras..muitos bombeiros pagam passagem ou ficam dependendo de carona de onibus,pois se tirar a passage do mes diminui no orçamento da familia

    ResponderExcluir
  8. Bombeiros são anjos de carne e osso !!
    Meu sonho sempre foi e é trabalhar no Aristarcho e quando eu terminar minha faculdade de fono, não medirei esforços para realiza-lo !!
    PARABENS A TODOS OS ANJOS BOMBEIROS!

    ResponderExcluir