sexta-feira, 27 de novembro de 2009

POLICIAIS TÊM QUE GANHAR SALÁRIOS DIGNOS, DIZ SENADOR MÃO SANTA.

"Em pronunciamento nesta quinta-feira (26), o senador Mão Santa (PSC-PI) disse que a violência do país não será efetivamente combatida enquanto os policiais não receberem um salário digno. Ele expressou apoio à proposta de emenda à Constituição (PEC) 41/08, que institui um piso salarial nacional para policiais civis e militares, inclusive bombeiros. De autoria do senador Renan Calheiros (PMDB-AL), a proposta está na pauta do Plenário e aguarda votação em primeiro turno.

- É uma vergonha, a violência não vai se acabar sem darmos aos policiais civis e militares um salário de dignidade - afirmou, considerando injusto que os policiais militares do Distrito Federal e dos outros estados do país sejam "inferiorizados".

O parlamentar mencionou a obra do juristaitaliano Norberto Bobbio (1909-2004):

- Ele disse que o mínimo que temos de exigir de um governo, vamos dizer, é segurança à vida, à liberdade e à propriedade. E realmente o nosso governo não vai bem quanto à segurança. Que respondam as brasileiras e os brasileiros. Vivemos numa sociedade que é uma verdadeira barbárie - declarou Mão Santa, que também lamentou a situação da saúde publica brasileira."
Fonte: Agência Senado.


JUNTOS SOMOS FORTES,
LAURO BOTTO ۞۞.

7 comentários:

  1. Valdelei Duarte 1º Sgt BM CBMERJ.27 de novembro de 2009 08:40

    Eu assisti esse pronunciamento companheiro Lauro Botto, e teve mais Senadores defendendo a nossa classe,Senador Mozarildo, Senador Mario do Couto, Senador Botelho, a PEC 300 e a PEC 41 vão passar
    como uma flexa no Senado irmão.
    JUNTOS SOMOS FORTES.

    ResponderExcluir
  2. BLOG DA RENATA ASPRA - TENSÃO FARDADA.
    SANTA CATARINA.
    TENSÃO FARDADA.
    Oficiais querem igualdade.
    Assembleia de policiais militares define hoje estratégias para buscar a gratificação de R$ 2 mil já concedida aos delegados.
    Uma insatisfação generalizada. É desta forma que é descrito o clima entre os oficiais da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros depois que a Assembleia Legislativa aprovou a gratificação de R$ 2 mil para os delegados da Polícia Civil. O assunto será tema de assembleia hoje, a partir das 20h, no Clube dos Oficiais. São esperados cerca de 500 oficiais de todo o Estado para discutir as estratégias a serem adotadas.O tratamento isonômico com os delegados de Polícia é uma bandeira antiga dos oficiais. Por isso, não foi bem recebida a ideia de que os delegados ganharão uma gratificação de R$ 2 mil, sem que os militares sejam contemplados. Segundo os oficiais, eles não negam os benefícios recebidos nos últimos anos, mas argumentam que continuam recebendo menos do que um delegado.
    – Vemos com constrangimento o fato de existir três polícias vinculadas a uma pasta (Secretaria de Segurança Pública) e apenas uma sendo contemplada. A gente não questiona a gratificação dada aos delegados, mas estranha uma categoria receber R$ 2 mil e as outras R$ 300 divididos em três parcelas – explica um oficial.
    A movimentação entre os oficiais começou após uma assembleia dos delegados realizada no dia 30 de outubro. Naquele dia, os delegados, que estavam em campanha salarial, receberam uma proposta do governo: abono de R$ 2 mil a partir de novembro e aumento do teto do governador em fevereiro de 2010.
    Desde então, a insatisfação veio crescendo entre os militares, que defendem que também deveriam ser contemplados.
    No final da semana passada, este clima de descontentamento foi exposto para a população através da instalação de outdoors com os dizeres: “Sr Secretário da Segurança Pública, por que tanta discriminação com os oficiais da PM e Bombeiros?”.
    O presidente da Associação de Oficiais dos Bombeiros e PM, coronel Marlon Teza, prefere não se estender sobre o assunto. Procurado pela reportagem, disse apenas que o clima estava “tranquilo”.
    De acordo com o coronel, a reunião de hoje é uma assembleia ordinária, sempre realizada no final de novembro, e que abrange três entidades: Clube dos Oficiais, Associação de Oficiais dos Bombeiros e PM e Associação dos Oficiais da Reserva Remunerada. Internamente, a expectativa é outra. Caso não sejam atendidos, há uma disposição para o início de uma “operação padrão”.
    Está descartada qualquer iniciativa radical que possa trazer prejuízos à população, como o fechamento de quartéis. Os oficiais afirmam que podem iniciar ações que causem “alguma dor de cabeça” ao governo.
    O secretário de Segurança Pública, Ronaldo Benedet, pondera que toda luta de categorias é legítima e que o governo sempre buscou administrar as reivindicações com diálogo. Sobre os outdoors instalados pelos oficias, não quis polemizar.
    Ronaldo Benedet afirma que de 2003 a 2006 foram encaminhados à Assembeia Legislativa 26 projetos beneficiando os policiais militares e que o número de promoções envolvendo oficiais chegou a 1,3 mil neste mesmo período.
    Os dados são destacados também pelo secretário de Articulação, Valdir Cobalchini, que lembra que os oficiais e praças foram beneficiados com diversas melhorias salariais nos últimos anos.
    – Não vou entrar no mérito da pauta (dos oficiais), mas sempre mantemos abertos os canais com a instituição e tenho conversado com o comando da PM, dos Bombeiros e com o Benedet. Não há nada definido, mas estamos analisando com a Fazenda se há ainda alguma margem no Orçamento, porque o governo precisa fechar as contas – completa.

    ResponderExcluir
  3. Senadores agradecemos se esforço!!!!

    ResponderExcluir
  4. Em Santa Catarina Tensao Fardada, no Rio Guarda Vidas já sofre a diferença do auxilio de 350, ou seja só leva se trabalhar um por um, sera que é verdade, ter mudança na escala, como fica os mais antigos GV, que já tomou muito sol sem protetor solar, sera que estes tem que encarar mais essa,é discriminação.

    ResponderExcluir
  5. Valdelei Duarte 1º Sgt BM CBMERJ.29 de novembro de 2009 18:56

    Imaginem eu senhores Guarda-Vidas da segunda turma,1984 e agora beirando os 50 anos na escala 1x1, e o que é pior já contraí cancer de péle, e o dermatologista me proibiu até sair de casa sem usar protetor solar,imaginem eu na praia em uma escala 12hx24h, e com esses R$ 350,oo não daria nem para comprar e me proteger ou até mesmo,não deixar agravar a minha saúde.
    Só Deus para nos salvar companheiros,porque Cabral que mais que agente se ......

    ResponderExcluir
  6. ISTO É QUE É REESTRUTURAÇÃO:

    O governo do Distrito Federal finalmente aprovou a reestruturação da Policia Civil nos moldes da tabela negociada pelas entidades de classe oferecendo um aumento linear de 5% para setembro de 2010, 14% para 2011, sendo 7% para março e agosto; 14% para 2012, sendo 7% para março e agosto.

    DELEGADO, PERITO E MÉDICO LEGISTA

    *CLASSE ESPECIAL
    # PADRÃO 3: R$ 22.809,50
    # PADRÃO 2: R$ 22.375,00
    # PADRÃO 1: R$ 22.344,00

    *PRIMEIRA CLASSE
    # PADRÃO 5: R$ 21.413,00
    # PADRÃO 4: R$ 20.947,50
    # PADRÃO 3: R$ 20.482,00
    # PADRÃO 2: R$ 20.016,50
    # PADRÃO 1: R$ 19.561,00

    *SEGUNDA CLASSE
    # PADRÃO 5: R$ 18.852,75
    # PADRÃO 4: R$ 18.387,25
    # PADRÃO 3: R$ 17. 921,75
    # PADRÃO 2: R$ 17.456,25
    # PADRÃO 1: R$ 17.315,00

    TERCEIRA CLASSE
    # PADRÃO ÚNICO (3 anos) R$ 17.223,50

    AGENTE, ESCRIVÃO E PAPILOSCOPISTA

    *CLASSE ESPECIAL
    # PADRÃO 3: R$ 17.223,50
    # PADRÃO 2: R$ 15.827,00
    # PADRÃO 1: R$ 15.361,50

    *PRIMEIRA CLASSE
    # PADRÃO 5: R$ 14.430,50
    # PADRÃO 4: R$ 13.965,00
    # PADRÃO 3: R$ 13.499,50
    # PADRÃO 2: R$ 13.034,00
    # PADRÃO 1: R$ 12.568,50

    *SEGUNDA CLASSE
    # PADRÃO 5: R$ 11.870,25
    # PADRÃO 4: R$ 11.404,75
    # PADRÃO 3: R$ 10.939,25
    # PADRÃO 2: R$ 10.473,75
    # PADRÃO 1: R$ 10.008,25

    TERCEIRA CLASSE
    # PADRÃO ÚNICO (3 anos) R$ 9.310,00

    Lembrando que a mudança de padrão ocorre ANUALMENTE.

    A 3ª classe terá duração de apenas 3 anos, que é o tempo de estágio probatório.

    ResponderExcluir
  7. O DISTRITO FEDERAL TIRA ONDA,, COM PEC.OU SEM PEC COM RORIZ OU COM ARRUDA MESMO PRESO APOLICIA RECEBE UM SALARIO DIGNO AQUI SO EM FALAR EM DIVIDIR OS ROYALTIS NOSSO AMADO E QUERIDO GOV.CHORA E DIZ QUE NAÕ VAI REAJUSTAR SALARIODO FUNC.PUBLICO,QUE TIRE TUDO NUNCA VI APLICAÇAÕ JUSTA NESTE RIODE JANEIRO.PARABENSAOSGOV.DO DF. E AO IBSEM PINHEIRO VALEU.

    ResponderExcluir