sexta-feira, 26 de março de 2010

SALVAR, EIS A MISSÃO!

JORNAL O DIA
Menina pula cerca e tem ombro cravado por ferro
Criança de 6 anos estava só com irmão de 10 quando se feriu ao tentar sair de casa para brincar
POR NATALIA VON KORSCH
"Rio - Uma menina de 6 anos teve o ombro atravessado por uma grade, ontem, ao tentar pular o portão de casa, na Rua Frederico Menezes, em Campo Grande. Erika Messias de Souza estava sozinha com o irmão, de 10 anos, quando acordou e quis brincar no quintal, por volta das 7h. O pai das crianças, o pintor Francisco Edinaldo de Souza, 31 anos, disse que havia saído uma hora antes para trabalhar.
Erika se feriu tentando pular cerca para brincar. Os vizinhos foram acordados pelo pedido de socorro da menina e chamaram os bombeiros Foto: Futura Press.Segundo ele, que é separado e tem a guarda dos filhos, a babá chegaria às 8h, como acontece todos os dias. “Ou eu trabalho para sustentá-los ou fico em casa, é uma escolha difícil. Foi um grande susto, graças a Deus só pegou no ombro. Mas vou fazer o possível para resolver a situação”, lamentou ele.
Francisco depôs na 35ª DP (Campo Grande) e pode ser indiciado por abandono de incapaz. A pena pelo crime é de até 16 anos de prisão. “Outras testemunhas vão ser ouvidas e apenas após a investigação saberemos qual a responsabilidade do pai”, afirmou a delegada Inez Maria de Oliveira.
Os bombeiros chegaram ao local pouco depois, alertados por vizinhos que ouviram os gritos da menina. Erika foi levada para o Hospital Rocha Faria com a grade atravessada no corpo e passou por cirurgia para retirada do objeto. Ela está em estável, mas permanece internada para observação, sem previsão de alta.
Segundo os médicos, se a grade tivesse atingido alguma veia ou artéria, a criança poderia até morrer vítima de hemorragia. “A princípio, não foi verificado nenhum tipo de lesão, felizmente, apesar do local que a grade pegou”, informou o diretor do hospital, Manoel Almir.
Segundo médicos, por sorte vergalhão não atingiu veia ou artéria. Vizinhos contam que garota tentou mesmo ‘feito’ antes
Esta não foi a primeira vez que Erika tentou pular o portão de ferro que separa o quitinete, onde mora com o pai e o irmão, dos vizinhos. Segundo Francisco, as crianças moram com ele há um ano e, logo que se mudaram, soube pelos moradores do prédio que a menina havia pulado o portão para brincar.
“Ela é muito arteira, não para quieta. Mas da outra vez, pelo que eu soube, usou uma cadeira para pular. Desta vez não. Eu sempre aviso para eles não fazerem isso que podem acabar se machucando, mas as crianças nunca escutam os pais”, lamentou ele . A mãe da criança não quis falar."
Só quem veste, ou vestiu, uma farda cáqui de Bombeiro Militar sabe da satisfação de prestar um ótimo socorro como esse e só quem grita o nosso nome em desespero reconhece nossa importância. Mas, vida que segue...
Parabéns aos Heróis do 13º GBM pelo belo salvamento e por terem elevado o nome de NOSSA corporação.
JUNTOS SOMOS FORTES,
LAURO BOTTO ۞۞

6 comentários:

  1. sgt bm gilberto pena26 de março de 2010 08:53

    valeu rapaziada !!!!! essa galera é nota 10000 , o gente pra dar orgulho hein!!!!!
    essa menininha nunca mais vai nos esquecer!!!!
    somos bombeiros , com muito orgulho sim senhor!!!
    que papai do céu nos proteja sempre , que tbm onde nossa habilidade não for suficiente que ele nos auxilie com aquela providencia divina!!!
    tenha como certo que seus familiares tem muito orgulho de voces 13º gbm e tbm de todo nosso amado cbmerj!!!!

    ResponderExcluir
  2. É verdade, tenente, só quem veste esse uniforme e ama a profissão, que se arrepia quando brada, que sabe a sensação que é.
    Já fui a um socorro parecido, um menino de 4 anos ficou com o "saco" preso numa trave de futebol.
    Pena que somos pouco reconhecidos pelos nossos governantes.
    Um grande abraço!
    Firmeza no propósito.
    SGT BM Renato Neves

    ResponderExcluir
  3. Prezado Ten Lauro, a equipe do 13º GBM está de parabéns pelo irretocável salvamento. Aproveito para lhe informar que este , bem como todas as operações de salvamento/incêndio, foi remetido por mim aos deputados federais e às lideranças do PT e do Governo, para que tomem conhecimento do dia-a-dia dos valorosos integrantes da nossa querida Corporação. Solicite aos amigos BMs que façam o mesmo,através dos e-mails: deputados@camara.gov.br; presidencia@camara.gov.br;Presidência da Câmara dos Deputados/CARTA ; dep.candidovaccarezza@camara.gov.br e dep.fernandoferro@camara.gov.br.
    JUNTOS SOMOS FORTES

    ResponderExcluir
  4. tenho 12 anos meu sonho e ser bombeiro,por estas
    declaraçao q eu li q mais tenho vontade de seguir esta profissão.gostaria de receber algumas dicas de voces ou palavras.
    obrigado e parabens.

    ResponderExcluir
  5. PARABÉNS A ESSES HOMENS, SO QUEM VESTE A CAMISA SABE O ORGULHO QUE É SALVAR UMA VIDA, VIVEMOS DIA APÓS DIA, NOITE APÓS NOITE APOSTOS PARA SERVIR COM NOSSAS VIDAS, VIDAS ALHEIAS. TENHO ORGULHO DA NOSSA PROFIÇÃO, TENHO ORGULHO DE NÓS. BOMBEIROS, BRASIL!

    ResponderExcluir
  6. Congelamento de salários no estado até as eleições
    Estratégia para evitar corte de royalties impede concessão de reajuste

    POR ALESSANDRA HORTO

    Rio - A estratégia do governo e da bancada de senadores do estado de empurrar a votação da Emenda Ibsen para depois das eleições, se bem sucedida, vai deixar servidores estaduais sem reajuste este ano. O alerta é do secretário de Planejamento, Sérgio Ruy Barbosa. Com a emenda, o Rio perde R$ 7,3 bilhões dos royalties do petróleo.

    “O governo tem que ter a cautela necessária. Estamos dizendo ao Brasil que o Rio para. Não podemos agir diferente do discurso. Os fatos são reais. Ou seja, não tem como dar aumento esse ano, se a Emenda Ibsen for discutida até após as eleições”, afirmou.

    O secretário disse que, no último dia 16, concluiu estudo dos impactos da Emenda Ibsen. De acordo com ele, “na hipótese absurda de parar todos os serviços do estado, com exceção da saúde e educação, onde os recursos são vinculados, mesmo assim ficaria faltando R$ 1,12 bilhão para pagar salário e benefícios”.

    Sérgio Ruy Barbosa também destaca que em 2011 será pior, pois no ano corrente o estado já recebeu os royalties devidos. Sobre o freio nos planos do governador Sérgio Cabral, de conceder reajustes em abril, o secretário de Planejamento confirmou que o novo cenário foi um “balde de água fria”. “No atual contexto, não podemos aumentar a despesa”.

    Em meio às incertezas, a incorporação do Nova Escola, por enquanto, está assegurada. “Não haveria problema, o que provavelmente vai acontecer, é maior pressão nos gastos da Educação, porque teríamos dificuldades para dar reajuste além do índice oferecido”, disse.

    ADICIONAL DE QUALIFICAÇÃO

    Apesar da ameaça de corte das receitas com royalties do petróleo, o governo do estado vai pagar, em maio, o primeiro lote de Adicional de Qualificação. Os valores, entre R$ 210 e R$ 840, são pagos aos professores com título de Mestrado ou Doutorado. Cerca de 600 processos foram abertos na Secretaria de Educação, mas apenas 30 foram aprovados.

    O secretário de Planejamento, Sérgio Ruy Barbosa, anunciou também que, em um ano, a pasta vai divulgar as médias salariais de todos os servidores do estado. Ele ressalta que a lista não será nominal e que o objetivo é organizar os números, assim como demonstrar os valores estatísticos dos salários, das gratificações e quantitativo por área, entre outros. A ideia é deixar pronto antes do término da gestão atual.

    ResponderExcluir