segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

DESABAFO DE UM BOMBEIRO MILITAR


"Tenente Lauro, parabéns pela iniciativa. Sei que já tem algum tempo que escreve e, provavelmente, já recebeu centenas de parabenizações, mas gostaria de agradecer por dar voz a nossa massa!!!
Algumas pessoas se dizem contra (como o deputado Nazareno Fonteles), mas essas pessoas não percebem que quando precisam é a nós que elas chamam. O professor, o médico, o pedreiro, o advogado, apesar de serem profissionais de suma importância, não arriscam a vida enfrentando vagabundo, não entram em casa caindo ou pegando fogo, não perdem noite de sono tomando conta da cidadão nenhum, a não ser de seus filhos (os meus ficam em casa só com a mãe quando estou de serviço), não fica à noite em beira de estrada no escuro com carros tirando fino pra salvar alguns presos às ferragem ou que tentam se matar num momento de desespero. Não é mais que a minha obrigação, tenho consciencia disso, mas tenho o direito de reivindicar com as armas que ainda me restam sem ferir o regulamento, por tanto, em vez de criticar e tentar atrapalhar, essas pessoas deveriam se perguntar: "será que eu estou lutando com todas as minhas armas pelos meus direitos".
Há algum tempo atrás, estava indo para casa, em Barra de São João, após sair de serviço no quartel de Araruama - 27º GBM, onde era lotado à época, e a van em que eu me encontrava com mais 07 pessoas foi abordada por 05 homens armados na altura de São Pedro que anunciaram um assalto. Enquanto recolhiam os pertences de todos na van, um deles abriu minha carteira, viu minha identidade de militar e gritou: "Tem um polícia aqui atrás". A partir daquele momento eu fui agredido, ameaçado de morte, chegaram a mandar que eu me deitasse no mato para morrer, sempre com uma arma encostada ne cabeça, e, enquanto eu passava por toda essa situação aterrorizante, tentei explicar algumas vezes que não era Policial e sim Bombeiro (como se isso justificasse), e após mais uma agressão, ele disse: "É tudo igual, tem que morrer!". Graças a Deus, após 01:30h de desespero e agressões, tudo correu bem e após esses momentos de terror, todos fomos libertados. A polícia conseguiu, após um mês, prender os vagabundos e recuperei alguns pertences, mas perdi a farda que levava para casa e R$300,00, pois era dia de pagamento e iria pagar as contas.
Contei tudo isso para explicar que, por sermos militares, estamos mais expostos que o cidadão comum. Naquela hora eles não agrediram o professor, o médico, o pedreiro, etc. Só agrediram o militar. E ainda acham que não merecemos reconhecimento. tenham uma boa noite!!!

Ass. CB BM Jorge Anderson da Silva Pinto, DBM 1/9 Casimiro de Abreu."


Tomei a liberdade de divulgar aqui em NOSSO espaço democrático o e-mail recebido do Cabo Anderson que vem ilustrar ainda mais a situação deseperadora que atravessamos em nossa própria segurança. Semana passada tivemos um soldado assassinado em Bangu, por estar fardado em um ponto de ônibus, indo ao quartel. Na ocasião, não li, vi ou escutei nenhuma declaração de órgãos de direitos humanos, de ONGs e sequer declarações do secretário, governador... Vocês viram, leram ou escutaram?

Cb Anderson, antes de tudo, muito obrigado pelo apoio e reconhecimento. Hoje, mais do que nunca, tenho plena certeza que nós, BOMBEIROS MILITARES, estamos mais unidos do que nunca estivemos, porém, nunca estivemos tão desvalorizados e carentes de representatividade.
Os que têm por DEVER nos representar estão amordaçados, comprados ou vivendo em algum Corpo de Bombeiros que não é o mesmo de 99% de nós, infelizmente...

Parabéns pelo seu texto e pela coragem!

JUNTOS SOMOS FORTES,
LAURO BOTTO ۞۞

6 comentários:

  1. CB BM JORGE, você está de parabéns pela sua iniciativa, pela sua coragem em se manifestar de maneira tão enriquecedora, nos impulsionando na luta por nossa valorização. Graças a Deus, nuca tive a infelicidade de passar por um assalto, mas tenho comigo relatos de colegas que sofreram essa situação e me disseram que ao serem abordados, as primeiras palavras dos miliantes, após o anúncio do assalto, foram as seguintes: "VOCÊ É POLÍCIA? VOCÊ É BOMBEIRO? SE FOR, VAI MORRER AGORA!. Conheço um Tenente Coronel, com o qual trabalhei, que um dia, logo após sair do quartel, quando no fim do expediente, foi assaltado e humilhado, sendo levado seu carro e tudo mais, ficando o mesmo apenas de cueca e obrigado a retornar à Unidade nesses trajes e dando graças a Deus que, naquele momento difícil cegou, de alguma maneira, os bandidos que não encontraram sua identidade militar que estava em sua carteira, em meio a outros documentos, pois, se encontrassem certamente sua vida não seria poupada.

    Pedimos encarecidamente, Excelentíssimos Senhores Deputados, Senadores e Presidente da República, aos quais foi dada, por Deus, a autoridade para govenarem com justiça, que não fiquem indiferentes à nossa causa, ao nosso sofrimento, à tantas vidas que já sucumbiram no cumprimento do dever, em vossa defesa e de toda sociedade e a tantas outras como à nossa, que correm o mesmo risco por amor à esta tão nobre missão de proteger e salvar as vidas alheias. Façam valer vossos mandatos, realizando a justiça. APROVEM A PEC/300/2008.

    ResponderExcluir
  2. Valdelei Duarte 1º Sgt BM CBMERJ.21 de dezembro de 2009 23:23

    É companheiros isso realmente acontece conosco, e a sociedade não sabe, e quando fica sabendo ninguém comenta, e nem mesmo nos dão apoio.
    Digo isso porque também já passei por uma situação parecida. Eu e a minha guarnição estávamos deitados no interior do nosso posto e tentando relaxar por volta das 2h da madrugada, e depois de vários atendimentos no 1º PABM, fomos surpreendidos por um barulho de tiros, só deu tempo de nos jogar no chão, e tentar se proteger. Quando terminou os tiros, levantamos e fomos verificar se tinha alguém baleado lá fora, é incrível que até nesse momento, agente não consegue lembrar da gente, e se preocupa logo em socorrer os feridos. Mas felizmente ninguém se feriu, nem a minha guarnição e as pessoas envolvidas no fato, era uma tentativa de assalto a um policial civil para do em dos sinais do cruzamento onde o 1ºPABM está localizado. Em seguida constatamos que um dos projétil perfurou o 1ºPABM, que lógico não é blindado, e a marca da perfuração do tiro esta até hoje lá para quem quiser conferir.

    ResponderExcluir
  3. Ten Lauro, há 15 anos(desde 94 qdo incorporei) ouço falar q o CBMERJ É DOS OFICIAIS, porém nunca dei ouvidos, pois sempre achei isso um jargão!
    Mais hoje me pego lendo o boletim do cmdo geral e vejo as promoções dos oficiais na data certa e kd as promoções dos praças?
    Sempre as promoções dos praças saem atrasadas. Será q devo acreditar que CBMERJ É DOS OFICIAIS?
    O q o srº acha disso?
    Sgt BM esperando a promoção de 25 de dezembro de 2009, será q só vai sair em janeiro ou fevereiro ou...de 2010?
    Juntos Somos Fortes!!!!
    Se puder responda-me.

    ResponderExcluir
  4. . DEU NO BOL QUE UM SGT SALVOU O SEU COMPANHEIRO CABO DA MORTE CONTRARIANDO ORDENS SUPERIORES, MAS NÃO FOI CONSIDERADO ATO DE BRAVURA. PARECE QUE ELE TAMBÉM ESTAVA FERIDO. NA SUA ÓTICA E DENTRO DE SUA PERROGATIVAS O SGT TOMOU A ATITUDE DE SOCORRER E NÃO ESPERAR O SAMU. foi CRITICADO POR ISSO,E SE O CABO E ELE MORRENSSEM? ALGUÉM PODE ME RESPONDER, PARA VER SE EU ENTENDO.

    ResponderExcluir
  5. Hoje eu estou na ativa! e amanhã? É lamentável, quando olhamos para o passado, e vemos quantos HERÓIS, que fizeram um dia um juramento, de dar a sua própria vida em favor de outras, e hoje, depois de trinta anos de efetivo serviço. estes heróis, foram esquecidos pelas autoridades deste estado RJ, sem nenhuma assistência. com os seus direitos restritos. Creio que quando tocamos neste assunto, nossos corações se enchem de tristeza. Porque nós somos seres-humanos, temos sentimento, nossa família e merecemos um pouco de consideração.
    Peço as autoridades deste estado, que tenham bons olhos para a nossa tão sofrida Corporação de Heróis, ainda motivados pelo sentimento de ver no sorriso de uma criança, quando retirada das ferragens de um automóvel destruído numa colisão, ou desabamento, etc...

    "REFLITAM SOBRE O QUE VOCÊS ESTÃO FAZENDO CONOSCO, E SE NÓS MERECEMOS ESTA HUMILHAÇÃO".
    Quero agradecer esta rica oportunidade.

    ResponderExcluir
  6. Heróis.
    Vamos todos numa só Fé pedir a Deus em oração, para que a PEC-300, vire uma realidade em nossas vidas, e através dessa benção, glorificar o nome do nosso "DEUS".

    OBS: Não deixe de pedir, pois todos nós precisamos, independente de religião.

    ResponderExcluir