terça-feira, 29 de dezembro de 2009

OU O GOVERNADOR ESTÁ BRINCANDO, OU NADA SABE SOBRE OS SALÁRIOS DA POLÍCIA MILITAR E DO CORPO DE BOMBEIROS

O governo Sérgio Cabral com o apoio do governo federal já provoca essa quebra de hierarquia há muito tempo no Rio de Janeiro, com essa tática de distribuir gratificação para poucos em detrimento da maioria da tropa.
Soldados já ganham mais que Cabos, Cabos que Sargentos e Sargentos que Tenentes.
Isso sem falar na quebra da paridade entre ativos e inativos, pois os inativos e as pensionistas não recebem essas gratificações.
O próprio benefício do RioCard só foi concedido para poucos.
Portanto, a preocupação deve ser uma brincadeira, mais uma de mau gosto.
JUNTOS SOMOS FORTES!
PAULO RICARDO PAÚL
CORONEL DE POLÍCIA
Ex-CORREGEDOR INTERNO

19 comentários:

  1. NÃO TENHO NENHUMA GRATIFICAÇÃO 'ENGOV' E NUNCA IMAGINEI QUE PRESENCIARIA ISSO COM A HIERARQUIA NA NOSSA CORPORAÇÃO,LAMENTÁVEL !

    UM FORTE ABRAÇO

    ? B.?. QUINTANILHA

    FICA A INTERROGAÇÃO NA HIERARQUIA !

    ResponderExcluir
  2. mesmo sendo sgt da ativa,não posso concordar com isso,ou a todos ou a ninguem!!!!!!!

    ResponderExcluir
  3. daqui a pouco estarei prestando continências ao recruta.

    ResponderExcluir
  4. Pior é ter que fazer a remoção de cadáver, não sendo da guarnição de rabecão, não recebendo essa gratificação de 350,00 e não folgando os 4 dias como eles. Não faço mais, vamos ver no que vai dar. Tá uma bagunça.

    ResponderExcluir
  5. Nossa resposta tem que ser nas próximas eleições...JUNTO SOMOS FORTES...não esqueçam jamais!...A OPERAÇÃO FORA CABRAL...EU APOIO!...já está em andamento e o meu carro já está adesivado. Não podemos fraquejar nesta campanha que uma vez iniciada, deverá terminar com o resultado inicial esperado...vamos nos unir, pois o prestígio do desgovernador está em baixa e cabe a nós BMs e PMs o "tiro de misericórdia" nas próximas eleições!...e quanto ao governo federal, inteligentes que são já devem ter uma alternativa governamental, podem crer!!!

    grande abraço, Feliz Ano Novo e FORA CABRAL!!!!

    ResponderExcluir
  6. por que os oficiais acordaram só agora? se as gratificações estão ai há algum tempo?

    ResponderExcluir
  7. Na verdade as gratificações não existe!!!Eu as entendo como pg de hora extra!!!Se aumenta a carga de trabalho não é grat!!!É BICO!!!

    Sd BM S.Nogueira

    ResponderExcluir
  8. CORONEL SEM IDENTIDADE DIZ:

    SOCORRO!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  9. Agora que o dinheiro vem para os praças os oficias querem gritar, querem união. Quando os médicos oficias tiveram gratificação niguem falou nada. É só um pequeno grupo de oficias que se preoculpam com todos de forma iguialitário, a grande maioria não estão nem aí para os praças.Cadê os oficias dos bombeiros na briga por melhores condições de serviço para a corporação como um todo? Só estão preoculpados com seu próprio circulo "os dos oficias".

    ResponderExcluir
  10. eu sempre reclamei do sistema de gratificação,na minha opinião deve se criar uma carga horaria igualitaria a todos e respeitado a diferenciação dos soldos de graduações e patentes,tem gente que faz 24 semanais,tem gente 24x48,tem gente que faz 24x72,tem gente 24x96,tem gente 12x60 com 2 complementações no mês,que bagunça de escala é essa;o cbmerj está precisando de um novo regulamento!!!!!

    ResponderExcluir
  11. Na boa...
    Torço para que isso aconteça!!!!
    Oficiais BM são uns fracos e medrosos...
    Quem vai em passeata domingo???? Já fui chamado de louco por ir em passeatas. Já escutei de oficiais que eles não eram malucos de perder um domingo de sol na praia...Agora entubem essa!!!!!!!
    Tem que ganhar menos que pedinte de rua mesmo!!!!!!
    Cambada de fracos e sem sangue!!!!!!
    Cap desmotivado....

    ResponderExcluir
  12. Valdelei Duarte 1º Sgt BM CBMERJ.30 de dezembro de 2009 16:38

    Não devemos radicalizar, todos nós somos Bombeiros e devemos serv tratados em igualdade. Mas essa igualdade tem que ser demonstrada também por partes de todos oficiais e todos os oficiais tem que se unir aos praças, porque agora eles estão sentindo na péle essa discriminação.

    JUNTOS SOMOS FORTES.

    ResponderExcluir
  13. Acompanho com atenção os movimentos revindicatórios deste canal, estes comentários não refletem os ideiais da luta "junto somos fortes", pois a mensagem, por exemplo do capitão desmotivado é de quem não pode ser contrariado, e na verdade ele não quer que "isso aconteça". Acima vemos a infindável ruptura entre oficiais e praças, o que na prática é algo velado, não vejo este embate e a discórdia tão grande como relatado e o que o senso comum evidencia.

    ResponderExcluir
  14. RETIRADO DE ODIA ONLINE de 31/12/2009

    Bolsa Olímpica para PMs: Auxílio de R$ 1.200 em 2010
    Rio - Policiais escalados para atuar no patrulhamento e na segurança da cidade na Copa do Mundo de 2014 e nas Olimpíadas de 2016 vão receber auxílio de até R$ 1.200, a partir do ano que vem. A chamada ‘Bolsa Olímpica’ foi anunciada ontem pelo ministro da Justiça, Tarso Genro, após reunião com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e representantes da Casa Civil e dos ministérios do Planejamento e das Relações Institucionais.

    O decreto só terá validade a partir de 26 de janeiro, data prevista para ser sancionado pelo presidente Lula. O complemento salarial deve durar seis anos, mas são grandes as chances de a gratificação ser incorporada à remuneração ao fim das Olimpíadas.

    Em entrevista a O DIA, no começo do mês, o ministro Tarso Genro sugeriu que o valor agregado se transforme em piso salarial universal, válido para todo o País. Segundo o ministro, a proposta estudada e discutida ontem com Lula permitiria que o piso dos policiais militares do Rio chegasse a R$ 3.200, a partir do ano que vem.

    Para que policiais das cidades sedes da Copa recebam o benefício de até R$ 1.200, o governo de cada estado envolvido deverá enviar um Projeto de Lei estadual incorporando o valor da bolsa ao salário dos policiais, a partir de 2016. As regras para a participação dos estados também serão definidas pelo decreto, que será assinado pelo presidente no fim de janeiro.

    Os PMs vão garantir o direito à gratificação com participação de cursos de qualificação. As aulas terão foco no preparo do profissional para a segurança de grandes eventos esportivos. A previsão é que, até o fim de março, a Secretaria Nacional de Segurança Pública defina como serão os cursos.

    TETO DE CONCESSÃO

    Na reunião entre o presidente Lula e o ministro Tarso Genro também foi definida a ampliação da faixa salarial mínima para a concessão do ‘Bolsa Formação’. A partir de janeiro, o benefício será estendido a profissionais com salários de até R$ 3.200. Atualmente, para receber o auxílio, o policial deve ganhar até R$ 1.700.

    MAIS DE 160 MIL

    Em todo o País, mais de 160 mil profissionais da Segurança Pública são beneficiados pelo ‘Bolsa Formação’. O programa oferece auxílio de R$ 400 mensais aos policiais que participam de cursos de atualização oferecidos pelo Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci).

    SEM ABRIR MÃO

    Em entrevista a O DIA, no começo do mês, o ministro Tarso Genro antecipou que os policiais já beneficiados por bolsas do Pronasci não precisariam abrir mão do auxílio para ter direito à ‘Bolsa Olímpica’. Segundo o ministro, não haveria uma acumulação total dos valores, mas uma espécie de absorção sobre o menor valor.

    BOMBEIROS E CIVIS

    Em princípio, o programa de gratificação para as Olimpíadas, que prevê auxílio de até R$ 1.200, vai deixar de fora policiais civis e bombeiros. Em entrevista a O DIA, Tarso Genro afirmara que a proposta estudada seria estendida para além da PM. A ideia parece não ter sido aceita na reunião de ontem.

    ResponderExcluir
  15. Mais força tenho agora pra estudar. pqp,........., a maioria dos bombeiros não movimentaram uma palha para que recebêssemos a bolsa olímpica. Agora é tarde. Já estamos de fora.
    PEC 300? DUVIDO.
    publica ai Tenente.
    O senhor é um cara dedicado, parece ser honesto.
    quer um conselho? Vai estudar.

    ResponderExcluir
  16. Bem... Levei bastante tempo lendo as mensagens que os Senhores, Praças e Oficiais postaram aqui nos temas em debates.
    Depois de refletir muito, me arisco a apostar que todas as informações dadas pelos jornais ou plantadas por pessoas que não conhecem o Corpo de Bombeiros e a vida Militar, têm o objetivo de dividir, separar e criar na Instituição dois campos de batalha. Se verificarmos poderemos ver que não existe um lado a ser conquistado, a gratificação que hora esta sendo ofertada não ira contemplar a todos, gostaria que fosse recebida por todos nós, mas não acontecera. E se ficarmos brigando, discutindo quem tem mais direito ou se afetará a hierarquia, com certeza estaremos dando o primeiro passo para sermos vencido por aqueles que tentam implantar o caos em nossa instituição.
    Vamos lutar por nossos direitos legalmente, através de representações juntos aos políticos de nosso Estado e com outras armas legalistas para que todos sejam contemplados.
    Agora me dirijo aos que estão preocupados com a quebra da hierarquia.
    Hoje vivemos em uma sociedade em que muitas esposas ganham mais que os maridos, e nem por esse motivo os Senhores deixaram de ser “O CABEÇA” de seus lares, vivemos entre praças e oficiais recém formados que já vieram do meio civil com curso superior completo, proporcionando a estes a possibilidade real de ascensão financeira dentro e fora do CBMERJ, e para uma instituição como a nossa tem sido um grande ganho social e intelectual.
    Diante de tudo que tenho postado aqui pergunto aos senhores que apontam que a hierarquia será comprometida: será que a hierarquia e a disciplina estão presas ao valor total dos ganhos de um militar? Com meus 20 anos servindo comandado e administrando a tropa, tenho a total certeza que a hierarquia/disciplina, que são os pilares de nossa instituição só estará comprometida, se deixarmos de observar: O cumprimento do dever, comprometimento com a causa de Bombeiros Militar, honestidade, respeito para com o superior e subordinado e lealdade administrativa.
    Por tanto vamos fazer nossa porte como militares que somos e deixemos as decisões políticas com os políticos.
    Um grande abraço a todos os Senhores e que sejamos muito felizes em 2010.
    Att. Ten. Cel. QOC/90 – William Vieira

    ResponderExcluir
  17. a última de cabral é que os policiais que irão recer o bolsa olimpica tenham escala de 12x12!!!!!

    ResponderExcluir
  18. Estamos fora do bolsa olímpica, pois bem temos que nos unir e continuar demonsttrando o nosso valor a sociedade como temos feito tão bem por esses anos e principalmente nesses últimos dias com desabamentos,quedas de barrancos,ruas alagadas e etc... será que o nosso ilustríssimo Governador Sérgio Cabral(tremendo de um déspota e demagogo) não enxerga o que todos vêem que somos tão importantes para população como os nossos colegas policiais militares, essa semana tomamos ,sim tomamos os noticiários dos jornais do Brasil e do Mundo,devido ao número de fatalidades ocorridas nesse fim de ano, a população nos apóia e tem em nós como a melhor instituição pública na atualidade, Senhores e eles têm a cara-de-pau de nos tirarem da bolsa olímpica,PELO AMOR DE DEUS onde é que isso vai parar se com competência, qualidade,dedicação,profissionalismo e com o apoio total da população não foi possível sermos reconhecidos por parte dos governantes, eu não sei e tenho medo de o que deveremos fazer pra ter esse reconhecimento,será que teremos que voar batendo os braços...só pode
    P.S:Queria parabenizar o ten Cel William Vieira pelas palavras postadas aqui,tenham todos um ötimo ano novo apesar de tudo...
    CB BM
    JUNTOS SOMOS FORTES.

    ResponderExcluir
  19. Olá Tenente, o anônimo que fez o comentário abaixo precisa de ajuda:
    Anônimo disse...
    Mais força tenho agora pra estudar. pqp,........., a maioria dos bombeiros não movimentaram uma palha para que recebêssemos a bolsa olímpica. Agora é tarde. Já estamos de fora.
    PEC 300? DUVIDO.
    publica ai Tenente.
    O senhor é um cara dedicado, parece ser honesto.
    quer um conselho? Vai estudar.
    Pois é Tenente, ao contrário desse Sr anônimo quero dizer que estou ao seu lado, pois aprendi a amar o CBMERJ por ser a instituição maravilhosa que é e pelos seres humanos espetaculares que nela encontrei. Adoro hierarquia e disciplina, porque acredito que quem respeita seus superiores merece deles todo respeito e consideração, e caso não seja assim existe lei para reparar qualquer abuso. Por favor Tenente, não dê ouvido para os incrédulos, pois esses estão derrotados antes da batalha final e certamente são aquele tipo que vendo um companheiro ferido na guerra, prefere sacrificá-lo a ter que estender-lhe a mão resgatando-o. Não desistamos, Tenente, pois temos que salvar o nosso querido CBMERJ. Fazemos tanto pelos outros, por que não fazermos algo por nós mesmos? Havante companheiros. Aqueles que não querem continuar, não nos atrapalhem, procurem às Secretarias Administrativas e façam seus requerimentos. Boa sorte lá fora. Minha continência para todos que têm coragem.

    ResponderExcluir