quarta-feira, 26 de maio de 2010

PEC 300 VIRA NOTÍCIA NACIONAL

Jornal da Band noticiou a malfadada reunião do Colégio de líderes, que, mais uma vez, pela interveniência do líder Vaccarezza, protelou a votação da PEC 300. Noticiou também que, diante dessa protelação, Capitão assumção publicou a posição de cada líder através do twitter, causando indignação por parte dos líderes pró-governo e também do Presidente Michel Temer, que teve o displante de dizer que Assumção era um "Araponga". Capitão Assumção postava em tempo real a armação do governo que quer empurrar para depois das eleições a votação da PEC 300. Onde está a democracia brasileira?




JUNTOS SOMOS FORTES,
LAURO BOTTO ۞۞

10 comentários:

  1. Edição 2166 / 26 de maio de 2010


    • VEJA.com



    Matéria da Revista " VEJA "

    Lauro Jardim
    Governo
    Marco A. Rezende
    O intérprete
    Xavier receberá 16 200 reais ao mês para continuar com Lula


    O salário do tradutor oficial
    Tradutor de inglês de Lula desde 1992, o carioca Sérgio Xavier Ferreira fechou no mês passado um novo contrato com o Itamaraty para continuar a ser o intérprete oficial. O acerto ficou em 195 200 reais por um ano de trabalho - cerca de 16 200 reais ao mês. Desde 2004, ele recebeu 440 000 reais da Presidência e dos ministérios da Fazenda e das Relações Exteriores por seus serviços - média de 5 800 reais mensais.

    Obs.:
    E, para dar um salário digno para Policiais e Bombeiros, diz que não tem dinheiro!!!!

    ResponderExcluir
  2. Resposta da questão: não sei. Na Câmara Federal é que não está.

    ResponderExcluir
  3. APÓS ACORDO COM A LIDERANÇA DO PT NA CAMARA FEDERAL FINALMENTE SERÁ VOTADO NA PRÓXIMA TERÇA-FEIRA A PEC 300,MAIS PARA ISSO ACONTECER TIVEMOS QUE ABRIR MÃO DOS PISOS SALARIAIS DE PRAÇAS E OFICIAIS!!!

    ResponderExcluir
  4. Oficial Solitário26 de maio de 2010 22:19

    A paralização só vai acontecer quando os Oficiais resolverem mostrar a cara e incentivarem a tropa.
    E aí Tenentada, cadê vocês?
    Os Tenentes revoltados proclamaram a república e, são os Tenentes que tem que dar início a maior paralização da história do CBMERJ.

    ResponderExcluir
  5. BR - Governo volta a adiar análise da PEC 300

    Depois de chegar a ser anunciado como item da pauta de sessão extraordinária, piso dos policiais e bombeiros acaba adiado novamente. Na próxima semana, líder do governo apresentará proposta oficial para negociação

    Rodolfo Torres

    Era tudo o que o governo queria. Após o dia de negociações com policiais e bombeiros, onde a PEC 300 chegou a ser anunciada às categorias como item na pauta da sessão extraordinária de hoje, o governo conseguiu adiar mais uma vez a análise da matéria.

    Na próxima terça-feira (1°), às 16h30 , o líder do governo na Câmara, Cândido Vaccarezza (PT-SP), trará uma proposta oficial do governo para o reajuste salarial dos profissionais de segurança.

    Após reunião encerrada há pouco com lideranças da polícia, o petista classificou como “passo imenso” o fato de a categoria aceitar a retirada do piso salarial para policiais e bombeiros da PEC 300. Vaccarezza explicou que foram pedidas garantias de prazo para elaboração de um eventual projeto de lei, além de valores para do piso previsto na proposta de emenda à Constituição.

    O petista chegou a levantar a possibilidade de o projeto contendo o reajuste salarial ser elaborado 180 dias após a promulgação da PEC. “Não dá para adiantar. Um projeto de lei agora não dá porque vai ter eleições no país e os governadores vão mudar”, argumentou o parlamentar.

    Contrapondo com a comemoração governista, policiais e bombeiros saíram frustrados da reunião. Rebatendo o argumento de que não há quorum suficiente para analisar uma PEC nesta noite, um policial, que pediu para não ser identificado, desabafou: “Toda semana é a mesma pilantragem”. O texto-base da PEC foi aprovado em primeiro turno na Casa em março passado.

    No início da tarde, enquanto estavam reunidos numa comissão da Câmara, as categorias da segurança chegaram a cogitar a possibilidade de invadir o Salão Verde da Casa para pressionar a votação da matéria. Entretanto, lideranças foram enviadas para conversar com deputados durante todo o processo de negociação e a ideia de invadir as dependências da Câmara acabou por perder força.

    Parlamentares pró-PEC 300 criticaram esse novo adiamento da análise da matéria. “Os policiais estão morrendo de decepção”, resumiu o deputado Major Fábio (DEM-PB)

    ResponderExcluir
  6. Funcionalismo Estadual: Mais carreiras terão aumento

    POR ALESSANDRA HORTO

    Rio - O governador Sérgio Cabral informou ontem, no Palácio Laranjeiras, que está fechando a lista de carreiras que terão aumento salarial este ano, a partir de 1º de junho. E pela primeira vez, ele divulgou publicamente que servidores da área de Segurança Pública serão os maiores destaques nos reajustes concedidos em 2010. “Será o maior aumento geral para a Segurança Pública, sem dúvida nenhuma”. Cabral afirmou que a ideia é conceder reajuste a partir de 1º de junho, como a Coluna publicou com exclusividade em 20 de maio. Ele não quis antecipar o índice, porque, segundo ele, o percentual ainda está em estudo.

    >>> LEIA TAMBÉM: Piso de policiais fica para hoje

    O governador revelou algumas categorias que terão reajuste além dos policiais e bombeiros: Faetec (Fundação de Apoio à Escola Técnica ); Emater ( Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural); Pesagro (Empresa de Pesquisa Agropecuária); Inea (Instituto Estadual do Ambiente) e engenheiros do estado. “Vamos contemplar carreiras que precisam de fato de atenção especial. Os modelos de aumentos serão diferentes”, afirmou. Em 19 de maio, a Coluna publicou que Cabral estava disposto a conceder reajuste a categorias de quantitativo menor, mas com salários congelados há anos. Ontem, ele anunciou que o pessoal da Saúde não receberá aumento.

    Para Cabral, a antecipação de parcela da gratificação Nova Escola “dará um salto muito grande nos salários dos professores”. O governador disse que a notícia foi muito comentada pela classe. “Eles sentiram o aumento em 2009 e vão sentir agora também”. As mensagens com os reajustes serão enviadas à Assembleia Legislativa do Rio na semana que vem.

    MUDANÇA NA SAÚDE

    Desde o início da atual gestão, o estado vem mudando o modelo de recursos humanos da Saúde. Para Cabral, a área tem uma mobilidade que não se encaixa: “Estou desde o início da minha gestão lutando por isso. Optamos por modelos de parcerias que estão dando certo, como as UPAs. Estamos acabando com as cooperativas”.

    MODELO FRACASSADO

    Cabral defendeu que o estado não pode engessar a Saúde com o sistema estatutário: “O modelo estatutário para a Saúde é completamente fracassado. Você tem, sim, por exemplo, a Vigilância Sanitária. Essa merece uma atenção especial. É uma política de Estado. Para os médicos, tem que mudar como estamos mudando”.

    R$ 6 MIL POR PLANTÃO

    O governo defende que o pagamento de gratificação para os médicos é a melhor forma de enfrentar a resistência da categoria: “Estamos enfrentando o problema e pagando muito mais. Chegamos a pagar R$ 6 mil em plantão de 24 horas. É uma outra maneira, não mais no modelo engessado”.

    PARCERIAS

    O governador destacou as parcerias que estão sendo feitas com a Fundação Oswaldo Cruz. “São parcerias muito mais interessantes, porque são categorias que não podemos engessar. É uma lógica de desempenho e de necessidade de profissionais completamente diferente. Não podemos tratar de maneira igual os desiguais”, disse Cabral.

    ResponderExcluir
  7. CARREATA PELA INDIGNAÇÃO, CBMERJ , PMERJ E PCERJ
    CARREATA DIA 11 DE JUNHO!


    Ficou acertado na Assembleia de hoje dia 26 de Maio, realizada na escadaria da ALERJ, que iremos participar da Carreata das três forças de segurança, a PCERJ, a PMERJ e o CBMERJ juntos.

    ELA SAIRÁ DA RUA MARQUES DE POMBAL (PROXIMO RUA IRINEU MARINHO E AO JORNAL O GLOBO ) ÀS 15 HS DO DIA 11/6/2010 ( SEXTA-FEIRA).

    PODEM IR DE CARRO OU MOTO. HÁ A POSSIBILIDADE DE PARTICIPAREM COLEGAS CADEIRANTES DAS TRÊS ENTIDADES.

    COMPAREÇAM! AGORA VAMOS BOTAR O BLOCO NAS RUAS...
    JUNTOS E MISTURADOS!!!

    Levem Faixas, Adesivos sobre o movimento, e mesmo foguetes ( 12 x 1 )

    Vamos demonstrar toda a nossa indignação por tudo o que estamos sofrendo até então.


    JUNTOS SOMOS FORTES

    ResponderExcluir
  8. Piso de policiais fica para hoje
    Câmara fecha acordo para votar proposta que cria remuneração mínima para pessoal da segurança sem fixar valores

    Brasília - A Proposta de Emenda Constitucional (PEC 300/08) que cria o piso salarial nacional dos policiais brasileiros entra em votação na tarde de hoje na Câmara de Deputados após acordo entre lideranças partidárias e dos servidores da segurança. O acordo permitiu que o valor do piso não conste do texto da PEC, sendo ele apresentado por meio de projeto de lei tão logo a proposta seja sancionada pelo presidente Lula.

    A proposta entraria em votação já na noite de ontem, mas faltou quórum na sessão extraordinária convocada pelo presidente da Casa, Michel Temer (PMDB-SP). Temer transferiu a sessão ordinária de debates para as 14 horas de hoje. Ele lembrou que haverá sessão do Congresso, às 10 horas, para a análise de projetos relacionados ao Orçamento e durante a tarde retomará a pauta de votações, que abre com projeto de lei do setor de telecomunicações. A PEC do piso salarial dos policiais deve ser analisada logo em seguida.

    O acordo para votação do piso foi obtido após reunião de líderes, com a criação de comissão especial formada por seis integrantes – três indicados pelo governo e três da aposição. A meta era chegar a um texto consensual e colocar em votação a PEC. A comissão deliberou pela retirada do valor do piso do texto original da proposta.

    DE R$ 3,5 MIL A R$ R$ 7 MIL

    Em março, a Câmara aprovou o piso de policiais e bombeiros. O texto aprovado foi o da PEC 446/09, que prevaleceu sobre a PEC 300/08, e definiu o piso provisório de R$ 3,5 mil para os policiais e bombeiros de menor graduação e de R$ 7 mil para os de nível superior até que lei federal determinasse os valores permanentes.

    A votação ficou em aberto porque faltava votar destaques apresentados ao texto principal. A fixação dos valores travou o trâmite porque a maioria dos governadores não teria verba para honrar o piso provisório sem ajuda da União.

    Proibida a propaganda sem autorização

    Proposta que restringe o envio de propaganda por mensagens de texto via celular e correio eletrônico, além de oferta de telemarketing foi aprovada ontem pela Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara. O texto é um substitutivo do deputado Vinicius Carvalho (PTdoB-RJ) ao Projeto de Lei 757/03 e a outras 12 propostas que tramitam em conjunto. A proposta aprovada prevê o direito de escolha do consumidor em receber ou não mensagens ou contatos comerciais, que só poderão ser enviadas se o consumidor as solicitar. Para isso, haverá um cadastro nacional de telemarketing, composto por usuários que queiram receber ofertas comerciais ou solicitações de donativos. As mensagens aceitas pelo consumidor só poderão ser enviadas de segunda a sexta-feira das 9h às 19h, e aos sábados, entre 10h e 16 h. O projeto proíbe propaganda aos domingos e feriados.

    ResponderExcluir
  9. DÁ PARA CONFIAR EM TODAS AS NOTICIAS QUE O JORNAL O DIA PUBLICA?
    NÃO SEI DE ONDE TIRARAM ESSA NOTÍCIA DA VOTAÇÃO DO PISO NO DIA 27/05/10.
    ESSE JORNAL "O DIA", DEVERIA SE CHAMAR "O DIA DEPOIS DE AMANHÃ".

    ResponderExcluir
  10. Companheiros precisam lutar até o fim, pois, a única profissão que realiza um juramento que tem seu rito em " PROMETO DEFENDER A SOCIEDADE COM O SACRIFÍCIO DA PRÓPRIA VIDA", é a nossa, se fazemos este juramento em defesa da sociedade devemos fazer o mesmo em nossa defesa, vocês não acham? Na merda já estamos, pior não vai ficar, ou tudo ou nada, vamos realizar as carreatas, passeatas de forma democrática, porem, se não surtir efeitos, vamos paralisar todas as instituições na área de Segurança Pública em todos os Estados da Federação, convencendo os Oficiais intermediários, subalternos e até mesmo os Oficiais superiores, para que reforcem a nossa luta, uma vez que, a luta é democrática e de interesse de todos nós.

    Sabem por que a mídia tem força? Porque conquistaram através das lutas. Sabem por que a OAB tem força? Porque conquistaram através das lutas. Hoje não somos respeitados e nem temos dignidade porque somos de uma geração do MEDO, temos a força, no entanto, temos medo. Que não fique somente em discursos, vamos nos unir e mostrar o que somos capazes de realizar através de uma PARALIZAÇÃO NACIONAL, com o apoio da FREMIL, e de todos os Órgãos de Segurança Publica do País, bem como com o apoio da própria OAB NACIONAL, vez que essa luta é em prol de respeito e dignidade, que esta ligada diretamente a PRINCÍPIOS CONSTITUCIONAIS. Se um soldado ganha somente R$ 30.00 por dia, e o Governo gasta quantias absurdas de dinheiro Público com propaganda, esta ferindo o Princípio da Eficiência, elencado no art. 37 caput da Constituição Federal, por esta razão, não devemos nos render a uma maia dúzia de líderes partidários, que alias, até os Deputados estão sendo colocados como representante dos palhaços da área de Segurança Pública.

    Pensem só: se a PEC 300/08 já foi votada em primeiro turno, e é aprovada com 393 votos favoráveis, por qual motivo esses mesmos Deputados não assumem o seu papel de Parlamentar, eleito pelo povo, e não fazem valer o Regimento Interno da CAMARA DOS DEPUTADOS, para que seja colocado em pauta novamente para ser votado em segundo turno a PEC 300/08? Bem, só depende de nós, um abraço a todos. AAAA..., ATÉ O DIA 11/06 NA CARREATA NO RIO DE JANEIRO.

    ResponderExcluir