quinta-feira, 29 de abril de 2010

OPERAÇÃO PEC 300 - CAMPANHA DO R$ 1,00


Essa é a arte definitiva dos adesivos e outdoors que serão confeccionados com o valor arrecadado na Campanha do R$ 1,00 (Total arrecadado: R$ 2.629,35). Em princípio, serão confeccionados 1000 unidades de adesivos (em plástico para exterior), ao valor unitário de R$ 0,90 (Custo: R$ 900,00), sendo o restante empregado em outdoors, que devem sair em média de preço de R$ 600,00 cada (arte gráfica + painel), permitindo que coloquemos ao menos 03 outdoors (Custo: R$ 1.800,00), em pontos estratégicos. Os adesivos devem estar prontos na próxima quarta-feira, dia 05/05, e serão distribuídos prioritariamente nas unidades que colaboraram na Campanha. As notas fiscais comprobatórias dos gastos serão apresentadas assim que as receber.
Mais uma vez, aproveito para agradecer o enorme apoio e confiança depositados!
JUNTOS SOMOS FORTES,
LAURO BOTTO ۞۞

12 comentários:

  1. Os Outdoors devem ser colocados em lugares estratégicos mesmo comando, senão podemos ser vítimas de trapaças hein!!!!! Como faço pra pegar um adesivo??
    Abraços.

    ResponderExcluir
  2. Valdelei Duarte 1ºSgt. BM29 de abril de 2010 22:47

    Aproveito a oportunidade para agradecer por ter essa presença de espírito e luta por toda a nossa classe, por ser o responsável nesta campanha, nos conhecemos a exatamente a um ano Ten. Lauro Botto, e todos assim como eu nos sentimos a vontade de encampar qualquer ação e que o Sr esteja à frente. Sugiro que esses primeiros adesivos sejam distribuídos gratuitamente,e os demais que com certeza serão requisitados, que sejam vendidos para que possamos ter um fundo de reserva para nossas lutas.E digo mais,Servir as pessoas com honestidade, paciência e benevolência nos dá prazer e vida longa,honestidade não se promete, se pratica! JUNTOS SOMOS FORTES.

    ResponderExcluir
  3. Todo esforço empregado em prol da propaganda da PEC é válido e necessário, só me responda uma coisa por favor: Aonde posso adquirir o adesivo para que eu possa divulgar entre meus amigos PM's e BM's

    sargento Araújo jacarepaguá

    ResponderExcluir
  4. HOJE DIA 30/04/10 , A PARTIR DAS 16 HORAS, MANIFESTAÇÃO NO CALÇADÃO DE CAMPO GRANDE - R.J. !

    http://celprpaul.blogspot.com/2010/04/luta-por-salarios-dignos-vez-da-zona.html

    ResponderExcluir
  5. Solicito que seja exposto o telefone de contato da gráfica pra que possamos confeccionar ainda mais adesivos por conta própria. Lembro também que caso esta gráfica tenha o modelo "OPERAÇÃO- FORA CABRAL - EU APÓIO!"...seria de muito bom grado, pois tenho recebido várias solicitações de opositores a este "DESGOVERNO!" e que estariam dispostos a bancar alguns milheiros pra distribuição.

    ResponderExcluir
  6. AMANDIO
    É UMA PENA QUE TENHAMOS ARRECADADO TÃO POUCO, POIS OS QUE ACREDITÃO, NUM FUTURO MELHOR, COM CERTEZA DERAM MAIS DO QUE 1,00 REAL. AGORA SE FOSSE PARA TOMAR CERVEJA OU CACHAÇA, OS CHAMADOS RATEIOS, COM CERTEZA ELES DARIAM 10,00 RAPIDO. INFELIZMENTE A MINORIA DE NÓS É QUEM ESTA ENCABEÇANDO AS FILEIRAS DA PEC 300. AINDA ACREDITO NUM FUTURO MELHOR E DIGNO. JUNTOS SOMOS FORTES.

    ResponderExcluir
  7. 2º sgt do 24º GBM 30/04/2010
    ten. lauro botto fico orgulhoso do seu desenpenho e de todos que estão ao seu redor apoiando o nosso objetivo que é a pec300 o meu batalhão n~teve nenhum lider para a campanha do R$ 1,00 mas participei da sua campanha, parabenizo esse seu carisma com toda a tropa muito obrigado um bjo no seu coração e de seu familiares.

    ResponderExcluir
  8. A NOVA DE CABRAL:FIM DA CONTAGEM EM DOBRO DAS FÉRIAS E DA LE
    Companheiros,dados chegados ao Militar Legal dão conta que brevemente será publicada a proibição da contagem em dobro das férias e da Licença Especial(LE) não gozadas.

    Portanto, quem ainda não fez o seu requerimento para a contagem em dobro,corra porque não poderão mais ser contado o tempo em dobro para fins de passagem para a inatividade.

    Obviamente que a corporação não concederá a todos os PMs,concomitantemente, o direito a gozar a LE,para que não haja prejuízo ao serviço, ficando a LE, por exemplo, para ser usufruída pelos PMs,em sua imensa maioria,somente nos seis meses anteriores à passagem para a inatividade.

    ResponderExcluir
  9. Policiais irão acampar em Brasília pela PEC 300
    ASSINAP levará grupos

    A partir do dia 4 de maio, policiais e bombeiros de todos os estados irão acampar em Brasília até que seja realizada a segunda votação da PEC 300 na Câmara dos Deputados.
    A ASSINAP adquiriu uma van com capacidade para transportar 19 pessoas e irá levar grupos de manifestantes à capital federal.

    O acampamento será feito em sistema de rodízio. Cada grupo ficará acampado por cinco dias. Associações de todos os estados estão se mobilizando para ocupar a Esplanada dos Ministérios com barracas lotadas de militares.
    Em breve, divulgaremos a data da saída para Brasília.

    “A ASSINAP apóia integralmente o Movimento PEC 300 desde o início. Sempre apoiamos, inclusive financeiramente, porque entendemos o movimento é importante para toda categoria”, explica o presidente da Associação, Miguel Cordeiro.

    No estado do Rio de Janeiro, a ASSINAP será a responsável pelo transporte dos interessados. Cada um será responsável por suas despesas com alimentação. O apoio da ASSINAP ao movimento vem de longa data. A Associação já fretou ônibus e comprou carro de som para ajudar nas manifestações. O carro de som já foi levado à Brasília duas vezes.

    Mais uma vez a ASSINAP se faz presente ao adquirir uma van para levar interessados à Brasília com segurança e conforto.

    Além das manifestações em Brasília e caminhadas nos estados, é muito importante que os todos continuem a pressão pela Internet e por telefone.

    O presidente da Câmara, Michel Temer, está colocando o movimento em banho-maria. Toda semana ele diz que tenta colocar a PEC 300 na pauta, mas foi vetado pelo Colégio de Líderes.

    “Não podemos deixar que o jogo dos governistas nos enfraqueça. Eles agem como covardes. Com o dinheiro que lhes pagamos através de nossos impostos, eles fazem uso de todas as mordomias e comodidades para nos enganar. Apesar das longas distâncias que temos que percorrer e do desgaste físico, não podemos desistir”, conclama Miguel Cordeiro.

    ResponderExcluir
  10. RJ - E-mail de um Bombeiro para Dilma

    E-mail do Sargento BM Gilberto Pena, enviado à Dilma e publicado em nossos comentários:

    "Ilma. srª candidata Dilma , gostaria de perguntar a senhora porque existe uma relutância tão grande em colocar a pec dos bms, pms, pcs e agentes penitenciários em votação na câmara dos deputados, a denominada e famosa pec 300!

    Senhora candidata Dilma , gostaria de explicitar que nós militares estaduais víamos com muito bons olhos a candidata que surgia como a nossa melhor opção de intenção de votos , mas também gostaria de expressar nossa frustração devido ao empenho do partido PT em não votar essa pec que a muito iria colaborar com melhoria sigficativa na qualidade da segurança publica nacional, mas devido ao forte lobby do partido dos trabalhadores nas pessoas dos dep. Genuino, Candido Vacareza e Fernando Ferro que na vil intenção de obstruir ou melhor destruir nossa pec, fizeram campanha contra a candidatura da senhora, tornando o partido dos trabalhadores opção não válida como era nossa intenção eleitoral anteriormente dita, garanto que a sua pessoa seria a mais indicada a ter nossos votos, mas devido a falta de pronuncimanto do partido em apoiar nossas reinvindicações, o PT corre o risco de sofrer um desgaste de aproximadamente 10.000.000 de votos, coisa que não pode ser desprezada por quem quer vencer essa eleição, de modo que sugiro ao partido reconquistar o seu prestígio se pronunciando pública e ideologicamente a favor desta pec tanto na câmara quanto no senado e subsequentemente com o presidente lula, gostaria realmente que a senhora fosse minha opção a presidente!!

    Desde já meus sinceros votos de que seja considerada nossas palavras com muita precaução pelo que esta por vir!!!

    Respeitosamente : Sgt BM Gilberto Pena Figueira."

    ResponderExcluir
  11. Envolvido em denúncias, subsecretário de Saúde é exonerado

    O subsecretário-executivo de Saúde e Defesa Civil, Cesar Romero Viana Júnior, foi exonerado. A decisão está publicada no Diário Oficial de hoje. Segundo a assessoria da Secretaria estadual de Saúde, Cesar Romero, que é alvo de denúncias de superfaturamento em contratos, pediu para deixar o cargo, com o objetivo de dar mais transparência às investigações.

    Uma das denúncias envolve a empresa Toesa, que faz a manutenção das ambulâncias do estado. O contrato, assinado por Cesar Romero, estabelece que, pela manutenção preventiva de 122 ambulâncias, a empresa receberia R$ 5.391.126 (R$ 44.189 por cada uma, num contrato de um ano).

    A Fundação Nacional de Saúde paga R$ 5.794 por cada ambulância; e o governo de São Paulo, R$ 1.644. A denúncia foi feita pelo tenente-coronel José Carlos da Cunha, do Corpo de Bombeiros, aos Ministérios Públicos Federal e Estadual.

    ResponderExcluir
  12. Major Fábio comemora disposição de Temer em levar à PEC 300 ao Plenário

    Após apelo do Major, Temer diz que PEC 300 volta ao Plenário em duas semanas


    O presidente da Câmara dos Deputados, Michel Temer (PMDB-SP), ratificou que a PEC 300 volta ao Plenário dentro de duas semanas. A informação foi confirmada após o apelo do deputado federal paraibano, Major Fábio (DEM).


    A declaração de Temer foi feita durante entrevista ao programa semanal da TV Câmara, Conversa com o Presidente. “Já anunciei em Plenário e vou anunciar aqui também. Eu vou dar mais duas semanas para que se faça um acordo. Se não houver acordo, nós vamos tirar isso do nosso colo. Nós vamos colocar em Plenário”, alertou.

    Temer insistiu que vai levar a PEC 300 à Plenário logo após a análise dos Projetos de reajuste dos aposentados e ficha limpa. “Eu não vou segurar a PEC 300. Eu já comuniquei aos líderes. Eu sei o quanto se angustiam os Policiais do Brasil. Compreendo a queixa. Acho mais do que justo. O indispensável é o acordo entre os vários setores. Já dei tempo suficiente para que se construa um acordo. Se não houver nos vamos levar para o Plenário”, reafirmou

    Na última terça-feira (27), após um forte discurso do Major Fábio, o presidente revelou que não suportava tamanha pressão, e adiantou que o tema seria levado à discussão na próxima reunião de líderes. “Estou confiante na palavra do presidente da Câmara. Vamos concluir a votação da PEC 300. Não será uma luta fácil, mas nós estamos cada vez mais determinados”, garantiu.

    ResponderExcluir