segunda-feira, 5 de abril de 2010

PRESSÃO POR PISO SALARIAL AUMENTARÁ NO CONGRESSO

Fonte: Congresso em Foco

Policiais e bombeiros militares intensificam mobilização em todo o país a partir de terça para pressionar deputados a retomarem votação de piso nacional da categoria


Renata Camargo

Após o feriado de Páscoa e uma semana relativamente calma no Congresso, os parlamentares vão retomar os trabalhos embaixo de forte pressão. Nesta terça-feira (6), policiais e bombeiros vão realizar uma grande marcha em Brasília pela aprovação da PEC 300, que institui um piso nacional para a categoria. A manifestação também está prevista para ocorrer nos estados. A intenção é pressionar pela votação em segundo turno da proposição, cujo texto-base foi aprovado em primeiro turno há pouco mais de um mês.

A PEC estabelece um piso salarial inicial no valor de R$ 3,5 mil para oficiais e estipula a necessidade de uma lei federal para regulamentar o piso da categoria. A proposta envolve grande polêmica, já que estabelece um valor específico de piso na Constituição. Outras categorias estipulam apenas a obrigatoriedade de ter um piso e uma lei federal posterior estabelece valores.

A resistência em relação à PEC vem, especialmente, por parte do governo, que teme o impacto da proposta no orçamento. Há duas semanas, o líder do governo na Câmara, Cândido Vaccarezza (PT-SP), deu um primeiro passo rumo ao diálogo para buscar um acordo em torno da votação da proposta. Um consenso, no entanto, ainda está distante. Vaccarezza ainda avalia que é inconstitucional estipular valores na Constituição, enquanto parlamentares que representam policiais e bombeiros afirmam que a categoria não vai abrir mão de um valor.

Entre as formas de pressão, policiais e bombeiros prometem paralisação nacional se o Congresso não aprovar a PEC ainda neste mês. Representantes da categoria apostam no cenário caótico de um possível motim para ameaçar o governo. Nos sites de mobilização da categoria, representantes incentivam que policiais e bombeiros falem com os deputados para derrubar os destaques do PT que excluem o valor do piso na Constituição.

“O objetivo é conscientizar a população de que ela precisa participar dessa luta, porque ela é cliente, ela é a destinatária da segurança pública, e nós nunca teremos uma segurança pública de qualidade enquanto estivermos pagando esses salários miseráveis, que significam hoje R$ 30 por dia para um soldado da Polícia Militar e dos Bombeiros”, disse hoje (3) à Agência Brasil o coronel da Polícia Militar do Rio de Janeiro Paulo Ricardo Paul, defendendo a manifestação nacional pelo piso da categoria.
JUNTOS SOMOS FORTES,
LAURO BOTTO ۞۞

13 comentários:

  1. - PEC 300 pode ter valor do piso na Constituição

    Segundo o deputado Miro Teixeira, governos estaduais tem orçamento para pagar os policiais com a PEC 300. E ainda é categórico ao afirmar que só existe uma possibilidade

    ResponderExcluir
  2. egunda-feira, 5 de abril de 2010
    Policiais fazem ato em Brasília nesta terça e ameaçam greve em todo País


    Policiais civis, militares, bombeiros e agentes penitenciários de todas as regiões do país participam nesta terça-feira (6), de novo ato em frente ao Congresso Nacional em favor da aprovação do Piso Nacional dos Policiais. Caravanas de vários estados já chegaram a brasília. Amanhã, a concentração está marcada para 9h, em frente à Catedral de Brasília. O Piso Nacional foi aprovado em primeiro turno na Câmara dos Deputados, no início de março, e deverá ser fixado em R$ 3 mil mensais.
No dia 13, os policiais ameaçam deflagrar greve por tempo indeterminado em vários estados.

    CLÁUDIO HUMBERTO

    ResponderExcluir
  3. Eu acho, com minha sinceridade, que a pressão a ser feita por PMs, BMs e PCs podem sim dar resultados no tocante à aprovação da PEC, e tomara que consigamos esse feito no Congresso Nacional, porém não devemos nos esquecer do geverno medíocre que temos aqui no RJ. Pessoal!! devemos continuar fazendo campanhas negativas junto à população contra o Sr Sergio Cabral e sua pretensa reeleição. Imaginem só se a PEC for aprovada e de lambuja ficarmos livres desse governo medonho??? Não seria ótimo para o moral da nossa tropa??? Pensem nisso, pois com um salário decente (mais do que justo) e livres de um tirano, mentiroso e demagogo como o SC, seria a glória para os profissionais de Segurança Pública, pois o cara que é covarde, se omite em relação a esses profissionais, é um incompetente e se mostra completamente esquisito, sendo EXPULSO do governo, seria uma grande lição aos políticos mal-intencionados. Vamos continuar trabalhando e mostrando a nossa insatisfação a todos, uma vez que nem comprando a imprensa e se escondendo o tempo todo com viagens, os órgãos de mídia serão capazes de blindá-lo por muito tempo. Vamos à luta e em busca da dignidade perdida há muito tempo.


    Att: Um Oficial Superior Bravo Mike.

    ResponderExcluir
  4. Minha Respeitosa Continência,

    Sou Sargento Policial Militar, e tens todo o apoio para Deputado Federal, inclusive nosso, apesar de termos possiveis candidatos na nossa Corporação, não vejo nenhum com dignidade o bastante para representar os Militares Estaduais, o que temos já nos trouxeram muitos males quando estavam no poder. A sua Vitória já é certa. Abraços,

    ResponderExcluir
  5. É nas ocorrências de vulto, onde envolve uma quantidade expressiva da popuação, que se vêem os PMs e BMs atuando. É nessas horas que aparecemos para socorrer os desamparados e em situação de perigo real; basta ver na[os noticiários da TV a nossa presença. Agora, vejam se vcs vêem algum político safado e mentiroso ajudando alguém nessas horas??? Esses cretinos só aparecem para pedir votos e fazer propagandas enganosas diante da midia, isso eles sabem fazer e muito bem, diga-se de passagem! Por isso, meus amigos, vamos nos unir para termos uma qualidade de vida melhor, pois se depender desses vermes travestidos de governadores, continuaremos a sofrer em prol da sociedade sem qualquer dignidade. Vamos mostrar aos eleitores o que eles não enxergam, vamos mostrar que é a população quem paga o nosso mísero salário e que banca as mordomias e viagens dos hipócritas, mentirosos e canalhas governantes que tempos tido ultimamente. Vamos lutar, pois sem luta não há vitórias. Nós nos conhecemos e também temos consciência de quem é o nosso real inimigo, então devemos usar o provérbio de Mao tse tung, grande líder comunista chinês, o qual afirma que para ganharmos uma guerra, devemos conhecer, principalmente, a nos mesmos e aos nossos inimigos. Essa arma nós já possuímos, basta usarmos adequadamente esse "material bélico".


    Att: Oficial superior Bravo Mike (Maj BM)



    Oficial Superior Bravo Mike

    ResponderExcluir
  6. Aqueles que não puderam ir àBrasília, devem ligar para o 0800619619 e entupir a caixa postal das lideranças da Câmara. Sim, as Lideranças, pois individualmente não temos problemas na aprovação da PEC 300. O problema está no Colégio de Líderes!
    Juntos Somos Fortes!

    ResponderExcluir
  7. Valdelei Duarte 1ºSgt. BM6 de abril de 2010 01:42

    OPERAÇÃO TOLERÂNCIA ZERO.
    Quem anda como determina lei,vai aplaudir.
    E quem vive a margem da Lei,vai odiar.

    Ônibus com excesso de passageiro = DELEGACIA.
    Produtos piratas = DELEGACIA.
    Motorista sem habilitação = DELEGACIA.
    Cargas sem nota fiscal = DELEGACIA.
    Dirigir com hálito hetilico = DELEGACIA.
    veículo não licenciado e vistoriado = DELEGACIA.
    Menor após as 22h na rua desacompanhado do responsável = DELEGACIA.
    Bares restaurante sem o nada opor do CBMERJ,e alvará de licença = DELEGACIA.
    Clubes,boites e casas de show sem alvará e nada opor e laudo de vistória = DELEGACIA.
    Etc,Etc.Etc... Senhores; foi assim que os companheiros de Sergipe,SD R$ 3.200,00 e na Paraíba o SD R$ 2.400,00. E aqui no Rio de Janeiro o SD R$ 900,00.

    TOLERÂNCIA ZERO X SALÁRIO DE FOME.

    ResponderExcluir
  8. Ainda por cima temos que ouvir o grande mentiroso de todos os tempos, Sr Sergio Cabral, vulgo pinóquio, alegar na imprensa que os BMs têm condições de trabalho nessas catástrofes que vêm ocoreendo com frequência. Ele só esqueceu de dizer que temos o segundo pior salário da federação. Isso esse idiota não fala (só falando assim, com linguaem chula, quando me refiro a esse cara). Gente, só mesmo com mobilizações e com atos conjuntos que desmascararemos e mostraremos a nossa insatisfação a toda sociedade fluminense diante desse governo tão ruim que nós temos que aturar.
    É triste, mas é verdade!

    Maj BM

    ResponderExcluir
  9. O bravo guerreiro Valdelei está certo: CUMPRIR A LEI COM TODO RIGOR!!!

    ResponderExcluir
  10. Ten Lauro, estou acompanhando todos os debates que tem vossa participação. V. Sª tem demonstrado grande conhecimento de causa e vem detonando os anti-PEC 300. É de pessoas assim que o nosso CBMERJ necessita, pena que estamos prestes a perdê-lo na caserna, V. Sª seria um excepcional Comandante - Geral. O seu estilo é daqueles bravos que é ou não é, e se não manda nada sai fora.Parabéns e continue arrebentando, pois até agora está tudo certinho. Minha continência.
    Subten FRANÇA.

    ResponderExcluir
  11. PARALISAÇÃO JÁ POR 24 HORAS, FICAREMOS AQUARTELADOS E DE BRAÇOS CRUZADOS E VAMOS VER SE ELES NÃO APROVAM RÁPIDO A PEC 300. TOMAR UMA ATITUDE RADICAL

    ResponderExcluir
  12. que PEC 300/446 que nada ela esta em andamento o aumento deve ser concedido pelo Governo estadual a ALERJ tem que fazer o papel dela negociar o reajuste salarial Já, os BM trabalham e os Deputados ficam só na folga, como é que eles aprovaram a promoção a Cel para Ten CelBM com 32 anos de serviço quando querem eles fazem os recursos estão no estado do RJ e devem ser
    usados .

    ResponderExcluir
  13. Tira isso da cabeça greve para BM é atirar no próprio pé, agora por exemplo como fica a população. Vamos cobra dentro do legal, do certo, falta pouco para as eleições, não vamos dar munição para os inimigo e Bombeiro que não trabalha e não cumpre o seu dever é melhor dar baixa, nós somos diferentes é assim que somos nada mas além do que somos, já dizia o mestre Subten Nelson o Mandraque de Vila.

    ResponderExcluir