quarta-feira, 23 de junho de 2010

NOTA DA ASSINAP SOBRE O AUMENTO DE 70% PARA DELEGADOS

Primeiramente, a ASSINAP (Associação de Policiais e Bombeiros Militares Ativos e Inativos) destaca que não é contra o delegado ser bem remunerado. Mas não podemos tolerar a discriminação por parte do estado em relação aos demais agentes da segurança. Entendemos que a proposta de aumento de 70% apenas para delegados da polícia civil enviada pelo governo do estado à Alerj pode gerar uma crise na segurança pública. Não porque os delegados irão receber um salário digno, mas simplesmente porque todo o restante continuará recebendo salários indignos.
Por que conceder 70% para um grupo que, por hierarquia, já percebe salários maiores, e dar apenas 10% para todo o restante, que recebe salários miseráveis e não condizentes com sua responsabilidade?
A estratégia de privilegiar pequenos grupos deixando um universo de descontentes só apura o sentimento de revolta dos injustiçados.
A ASSINAP interpreta o generoso aumento concedido apenas a delegados como uma forma de coação aos demais agentes da segurança pública, pois em caso de greve ou manifestações, o delegado é a única autoridade policial, sendo os demais considerados como agentes da autoridade, subordinados ao delegado. O governo, assim, mantem sua tática de dividir para conquistar. É assim que o governo pretende “unir forças”, como prega em seu slogan?
Gostaríamos de entender a lógica do governo em beneficiar um pequeno grupo, o de delegados, e deixar à míngua tantos outros profissionais igualmente importantes para a segurança pública. Com este aumento, o desnível entre o que recebe um coronel e o que receberá um delegado – cargos máximos das duas polícias – tornou-se um abismo.
Não queremos fomentar ainda mais a divisão que existe entre as duas corporações. Ao que nos consta, o próprio governo se encarrega disso, asseverando também, com este percentual de aumento para delegados, rivalidades internas na Polícia Civil.
Por que delegados são mais estratégicos que toda uma legião de agentes de segurança? Se os demais profissionais não são estratégicos e não mereçam consideração, que o governo do estado, então, elimine os cargos obsoletos, e deixe de agir de forma cínica e desrespeitosa com milhares de profissionais concursados que já acumulam mais de 200% de perda do seu poder aquisitivo ao longo dos anos.

A Terceira Carreata PEC 300 Rio a ser promovida pela ASSINAP dia 24 será uma ótima oportunidade para que policiais e bombeiros se manifestem perante a população.
Todos os Policiais Civis, Policiais Militares Bombeiros Militares, agentes do DESIPE e demais servidores estão convidados para essa carreata que acontecerá no dia 24 JUN 2010, com concentração às 15h horas, em frente ao jornal O Globo (Rua Irineu Marinho).

ASSINAP
Site: www.assinap.com.br
Fones: 22217193 – 8748052
assinap.brasil@assinap.com.br

10 comentários:

  1. Enquanto quisermos apenas 'entender', e enquanto fizermos apenas 'passeatas', os donos de postos de gasolina vão sorrir, o governador do estado irá sorrir, e nós bombeiros passaremos fome (que infelizmente acontece com muitos de nossos ilustres companheiros, que vão pro quartel pra poder almoçar, jantar, etc...).
    Enquanto não nos conscientizar-mos que uma paralisação é NECESSÁRIA, não andaremos pra frente !

    ResponderExcluir
  2. O brado disse...
    Cel Paúl o senhor viu o monte de voto do pessoal da Polícia Civil, nas ultimas eleições, mais de 150 mil.
    JOSIA, MARINARA, ALVARO LINS ETC.
    ENGRAÇADO QUE ATE HOJE NÃO ACHEI UM QUE VOTOU EM MARINARA E ALVARO LINS ELES ERAM TÃO POPULARES, ACHARAM O CAMINHO DAS PEDRAS. JSF

    22 de junho de 2010 16:55

    ResponderExcluir
  3. Tcel PM Roberto disse...
    Penso eu que, tal como a eleicao de Itagiba e Marina Magessi, onde correu boato de escuta sobre juizes do TSE, TRE, etc e ter-se-ia negociado a "eleicao" de ambos, o caso deste aumento, em vesperas de eleicao, de forma privilegiada e intempestiva, pode ser nos mesmos moldes, jah que "eles" podem escutar e negociar. Quem pode, phode!!!!

    22 de junho de 2010 21:28

    ResponderExcluir
  4. Aumentos
    Alerj aprova série de reajustes para servidores públicos

    Publicada em 24/06/2010 às 14h53m
    Ludmilla de Lima





    RIO - Os deputados estaduais aprovaram, na manhã desta quinta-feira, uma série de mensagens do governo estadual que beneficia servidores públicos. Pelo menos seis categorias tiveram reajustes aprovados até agora: funcionários do Degase, que terão 10% de aumento; servidores do quadro de apoio da Uerj, da Uenf e da Faperj, que terão 22% de reajuste, divididos em 12 parcelas de 1,67%; o mesmo percentual será concedido ao quadro da Procuradoria Geral do Estado; funcionários do Ministério Público e do Legislativo receberão 5%, e servidores da Fundação Santa Cabrini receberão aumento de 10%.

    Ainda faltam ser votadas nesta quinta outras mensagens do governador Sérgio Cabral que também concedem aumento para profissionais do estado. Os deputados devem apreciar também uma emenda que amplia para os professores da Uenf o reajuste dos profissionais técnicos da Uerj, Uenf e Faperj.

    O impacto previsto nas contas do governo para este ano com as medidas é de R$ 400 milhões. Para o ano que vem, a estimativa é de R$ 800 milhões. Cerca de 300 mil servidores serão beneficiados.

    ResponderExcluir
  5. Gostaria de pedir para o pessoal para de transcrever notícias e discutir mais, comentar as questões levantadas, porque as noticias estão nos blogs feitos, para isso, vamos discutir idéias, sugestões, se não como vamos saber os pensamentos adivinhar é que não da. A classe precisa se comunicar como no começo do blog.

    ResponderExcluir
  6. JOÃO OCTAVIANO DE LEMOS JR.25 de junho de 2010 09:48

    Na plenetude do séc.XXI,Enquanto boa parte de uma categoria não consegue exercer os preceitos de liberdade, continuaremos a margem,enquanto que para manifestar nossa indignação teremos que aparecermos como anônimo, significa que algo está errado num sistema que se diz democrático,a única forma de sermos considerados trabalhadores e demadas e direitos de trabalhadores e a Desmilitarização, vou repetir, enquanto permanecemos Militares sempre seremos subjulgados,oprimidos e anônimos. Forças Militares Auxiliares (Policia MIlitar e Bombeiros ) são resquícios da Ditadura, é só pesquisarem e ver quantos Paízes no Mundo suas Polícas e Bombeiros ainda são militares? porque permanecemos neste sistema? qual o intuito num regime Democratico ainda sermos Militares ?se a Constituição fala que somos todos iguais perante a Lei, porque somos a exeção, porque separar Homens e Mulheres em superiores e inferiores, a que interação essa Hieraquização, qual a melhor meiobter Poder e Controle sobre outro,a questão não é salarial e sim estrutural, o que mudou de 200 anos prá cá. Pensem um pouco ou melhor pensem muito , pois ai esta uma estáncia onde ainda somos livres, O Pensamento.

    ResponderExcluir
  7. Caros amigos de farda e agora os policiais que não à usam, foi aprovada ontem o aumento de 80% dos delegados, isso em um curto prazo de 2 anos, ate quando aguentaremos isso, acho que o governado esqueceu que quem faz o trabalho são as praças e os inspetores, e o o delegado só assina, amigos vamos parar de ser ordeiro, ate porque só isso que fazemos e como o tempo já mostrou não esta adiantando nada. um abraço e pensem e refletem " a pessoa só é respeitada pelo mal que pode gerar"... não sei o verdadeiro autor dessa frase, mas imagine o mal que podemos gerar em uma greve, entre bm, pm e pc, forte abraço e se realmente nos juntarmos seremos forte.

    ResponderExcluir
  8. Sr´s Delegados, Parabéns ! pelo aumento salarial que os senhores tiveram. Porque o único motivo na atual conjuntura em parabenizá-los é somente esse, tendo em vista, o que rege no Cógigo de Processo Penal, V.Sª deixa e muito a desejar, ou seja, qualquer local de crime o responsável é o Delegado da circunscrição, isto é, o mesmo tem que comparecer no local para colher o máximo de provas e arrolar nos autos para punir os culpados, entretanto, isto é cobrar demais ! porque o simples registro de ocorrência em uma delegacia quase sempre não encontra a autoridade policial.
    Entretanto, o pior índice de elucidação de crimes dos entes Federativos é o Rio de Janeiro, contudo, os crimes no Rio só são desvendados através dos meios de: Caguetar, X9, Disque-Denúncia, Câmeras de empresas privadas e outros meios iguais aos métodos da ditadura; Porque pelo meio de investigação o índice de elucidação é pífio 0000,1 %, basta ressaltar alguns casos: Cadê a Engenheira Patrícia ? Cadê a Priscila Belford ?
    Por que não acaba com o jogo do bicho ? Por que não acaba caça-níqueis ? Por que não acaba com gatonet ? Por que não acaba transportes irregulares ? Por que não acaba com as seguranças irregulares ? Por que não acaba com os grupos de baloeiros ? Por que não fecham as clínicas de abortos ? Por que não acabam com comércio ilegal de animais ? Ufa Ufa Ufa !
    Portanto, se V.Sª tomar conta de duas tartarugas um foge e a outra engravida.

    3º Sgt BM De Carvalho.
    Juntos Somos Fortes !

    ResponderExcluir
  9. Em Tocantins os policiais fizeram uma manifestação se aquartelando com suas famílias,tendo o Governador local, tentado intimidar os policiais, com a presença do Exército( uma covardia) já que existiam crianças e mulheres dentro do quartel da Pm.
    Sem mais delongas,esses bravos policiais conseguiram. Hoje um soldado de Tocantins ganha 2500,00,aproximadamente, olha que o pib de lá é insiguinificante comparado o do Rio, vai depender da gente aturar esse Governador do Rio de janeiro, n/ se deixem iludir, votem naquele candidato que n/ nos iludem com falso aumento,(acho difícil encontrar um) para garantir a sua releição,acho que eles pensam que somos idiotas! Ou somos? Temos unidos, ou seja,bombeiros, policiais,toda a segurança pública do Brasil com votos diretos e indiretos um poder muito grande, demonstre nas urnas n/ votando nesse tal de Sérgio Cabral, que na minha opinião foi o pior Governador que tivemos, será, que teremos que aturar ele mais 4 anos. Apesar que eles prometem mais n/ cumprem.N/ se deixem enganar com esse, aumento covarde e descriminatório, que foi dado para fins eleitoreiros, para tentar garantir sua (Sérgio Cabral)sua releição. Nunca vi tamanho cínismo e covardia com o pessoal da segurança pública, unidos teremos mais de 1 milhão de votos diretos e indiretos, em todas as áreas ao qual fomos discriminados, pensem!!!

    ResponderExcluir
  10. Meus amigos bombeiros e policiais militares, enquanto não formarmos líderes, ou seja, oficiais que nos representarão no comando como homens com o sentimento verdadeiro com amor corporativo nas duas entidades veremos nelas apenas homens fracos que têm a aparência e nada mais, este tem sido o quadro responsável por estarmos nessa triste situação.

    ResponderExcluir